“Lei pode derrubar cobrança de estacionamento em shopping e supermercados”, avalia deputado Carlos Geilson

Carlos Geilson : “No custo empresarial nos supermercados já esta embutida nos seus produtos a despesa que se refere à manutenção e segurança dos veículos de seus clientes".
Carlos Geilson : “No custo empresarial nos supermercados já esta embutida nos seus produtos a despesa que se refere à manutenção e segurança dos veículos de seus clientes".
Carlos Geilson : “No custo empresarial nos supermercados já esta embutida nos seus produtos a despesa que se refere à manutenção e segurança dos veículos de seus clientes".
Carlos Geilson : “No custo empresarial nos supermercados já esta embutida nos seus produtos a despesa que se refere à manutenção e segurança dos veículos de seus clientes”.

Perdeu-se uma batalha, mas não a guerra: o consumidor ainda pode sim garantir a gratuidade em estacionamentos de shoppings, supermercados e similares. Por isso, o deputado estadual Carlos Geilson apresentou um projeto de lei na Assembleia Legislativa da Bahia, que, se aprovado, pode reverter a atual situação imposta por esses estabelecimentos.

A assessoria jurídica do deputado se baseia em garantias da Constituição Federal e do Código de Defesa do Consumidor, inclusive no tocante ao aspecto de que cabe ao Estado (no caso específico ao Estado da Bahia) legislar sobre o assunto. Além disso, o projeto salienta na argumentação que esses estacionamentos, na realidade, nunca foram gratuitos.

“No custo empresarial nos supermercados já esta embutida nos seus produtos a despesa que se refere à manutenção e segurança dos veículos de seus clientes. Em se tratando de shoppings centers, a despesa pela manutenção dos estacionamentos sempre foi custeada pelos lojistas dos referidos estabelecimentos, já que a atividade empresarial exige uma postura afirmativa no atendimento de seus clientes”, justifica o deputado.

“A Constituição em seu inc. XXXII, do art. 5º, determinou que o Estado promoverá, na forma da lei, a defesa do consumidor, fazendo referência ao Estado Executivo, ao Estado Judiciário e ao Estado Legislativo, gerando obrigação constitucional aos parlamentares no momento de elaboração dos Projetos de Lei, entendendo que o direito do consumidor é norma de ordem pública, de alcance social. Portanto, estamos diante de um direito indisponível”, acrescenta Carlos Geilson nas alegações.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108832 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]