Deputado denuncia probrelamas com operação do SAMU em Feira de Santana

Jorge Solla: "É importante registrar que a Prefeitura de Feira de Santana, capitaneada pelo Prefeito do DEM, nega-se a disponibilizar a central do SAMU para os Municípios da sua microrregião.".
Jorge Solla: "É importante registrar que a Prefeitura de Feira de Santana, capitaneada pelo Prefeito do DEM, nega-se a disponibilizar a central do SAMU para os Municípios da sua microrregião.".
Jorge Solla: "É importante registrar que a Prefeitura de Feira de Santana, capitaneada pelo Prefeito do DEM, nega-se a disponibilizar a central do SAMU para os Municípios da sua microrregião.".
Jorge Solla: “É importante registrar que a Prefeitura de Feira de Santana, capitaneada pelo Prefeito do DEM, nega-se a disponibilizar a central do SAMU para os Municípios da sua microrregião.”.

Em pronunciamento na Câmara dos deputados em Brasília, no dia 17 deste julho de 2015, o deputado Jorge Solla (PT), fez um alerta importante com relação a saúde em Feira de Santana e região, reafirmando que já se passaram cerca de um ano e meio que foram entregues às ambulâncias do SAMU aos municípios vizinhos da cidade e que até hoje estão paradas em função da falta de atenção prestada pelo prefeito José Ronaldo de Carvalho (DEM).

“É importante registrar que a Prefeitura de Feira de Santana, capitaneada pelo Prefeito do DEM, nega-se a disponibilizar a central do SAMU para os Municípios da sua microrregião. É obrigação de qualquer Município que seja um polo regional, garantir o serviço de saúde que, pela sua natureza, não pode ser ofertado em todos os Municípios. Há um compromisso da Prefeitura de Feira de Santana com o Ministério da Saúde e com o Governo do Estado da Bahia que não está sendo cumprido. Há uma responsabilidade dessa Prefeitura com a sua região que não está sendo cumprida. No ano de 2012, o Ministério da Saúde entregou as ambulâncias do SAMU para que o serviço fosse regionalizado em dez Municípios. A Prefeitura de Feira recebeu novas ambulâncias com o compromisso da regionalização. E pasmem V.Exas., todas as ambulâncias estão paradas desde dezembro de 2012. Faz dois anos e meio que esses equipamentos estão lá parados, aguardando que o Prefeito de Feira de Santana, do DEM, tenha a boa vontade de disponibilizar a central para toda a região. Isso é um absurdo, Sr. Presidente, é um descompromisso, é uma perda de recursos financeiros. Nós precisamos denunciar isso”, disse.

O parlamentar também ressaltou em seu discurso a iniciativa do vereador Beldes Ramos (PT) em promover uma Audiência Pública para tratar da regionalização do SAMU, convidando a todos para participar da discussão da temática, que será realizada no próximo dia 7 de agosto.

“Não posso perder a oportunidade de divulgar que, no próximo dia 7 de agosto, em Feira de Santana, teremos uma audiência pública organizada pelo Vereador Beldes, do Partido dos Trabalhadores, sobre a regionalização do SAMU. No dia 7 de agosto, estaremos lá em Feira de Santana, com o Ministério Público, com os vereadores, com a população, representada por suas entidades, cobrando que o Prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo, do DEM, assuma a responsabilidade. É claro que a Prefeitura gosta quando a população da região vem consumir no comércio, vem contratar serviços, vem frequentar aula em faculdades privadas, trazendo riqueza para o polo regional. O mínimo que se espera é que cumpra a responsabilidade para com a saúde da população da região. Contra a irresponsabilidade da Prefeitura de Feira de Santana e pela ampliação do SAMU!”, finalizou Solla.

Audiência Pública sobre a regionalização da SAMU

Na próxima sexta-feira (07/08/2015), o mandato do vereador Beldes Ramos promove Audiência Pública para debater sobre a regionalização do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). A iniciativa terá início às 15h, na ACEFS – Associação Comercial e Empresarial de Feira de Santana e tem como objetivo discutir a temática juntamente com a participação de autoridades e de toda sociedade civil e organizada.

Relembrando

Em  maio de 2015 o então  deputado federal Jorge Solla (PT) informou que entrou com uma representação contra a prefeitura de Feira de Santana. Segundo ele, a administração municipal deixou há dois anos e meio 10 ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) paradas e não iniciou o funcionamento da Central de Regulação do Serviço Móvel, conforme acordo firmado em 2012 entre governo do estado, municipal e União.

Dentre os  municípios com ambulâncias paradas são Amélia Rodrigues, Ipirá, Riachão do Jacuípe, Baixa Grande, Conceição do Jacuípe, Coração de Maria, Irará, Nova Fátima, Santa Bárbara e Santo Estevão. Os três primeiros foram citados por Maiza como pendentes no processo de regionalização com Feira de Santana.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108703 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]