Bancada de Oposição fiscaliza obras paradas e cobra explicação do governo Rui Costa

Bancada de Oposição fiscaliza obras paradas.
Bancada de Oposição fiscaliza obras paradas.
Bancada de Oposição fiscaliza obras paradas.
Bancada de Oposição fiscaliza obras paradas.

Canteiros abandonados e obras paralisadas. Este foi o cenário que a bancada de oposição da Assembleia Legislativa encontrou durante o périplo realizado nesta quinta-feira, (20/08/2015), nos municípios de Ilhéus e Itabuna. A comitiva, que contou com a participação de dez parlamentares da Oposição – o líder Sandro Régis (DEM), o deputado Augusto Castro, líder do PSDB, Pedro Tavares, líder do PMDB, Pablo Barrozo (DEM), Sidelvan Nóbrega (PRB), Tom Araújo (DEM), Hildécio Meireles (PMDB), Hérzem Gusmão (PMDB), José de Arimatéia (PRB) e Adolfo Viana (PSDB) – mostrou-se perplexa e indignada com o que constatou e cobrou do governo explicações sobre a paralisação de obras consideradas de relevância e essenciais para as duas cidades, a exemplo do Hospital Geral Luiz Viana, em  Ilhéus, e da Barragem do Rio Colônia, em Itapé, próximo a Itabuna. A bancada garantiu que vai tomar as medidas cabíveis, denunciar à sociedade ao Ministério Público.

“O sentimento que fica é o de irresponsabilidade e desrespeito do governo petista com a população¨, disse Sandro Régis, lembrando que são obras anunciadas ainda no governo Wagner e propagadas amplamente pelo atual governador Rui Costa, durante a campanha eleitoral e em seu discurso de posse. “Fica atestado que tratava-se de promessas eleitoreiras com a finalidade de garimpar votos e iludir a população”, reforçou o coordenador e anfitrião da visita, deputado Augusto Castro, filho da região.

A visita in loco dos deputados mobilizou a imprensa de Ilhéus e Itabuna, líderes locais e populares que acompanharam o roteiro completo de fiscalização montado pela bancada. A Ponte Ilhéus-Pontal, antiga reivindicação da cidade foi a primeira obra a ser visitada. No local, um canteiro desativado e uma ponte de madeira. “Não há obras, só abandono”, comentou o tucano Adolfo Viana. Para o deputado Pedro Tavares, o sonho  da população virou lenda. ” A única capacidade do governo foi a de fazer propaganda”, ironizou. As obras de reforma e ampliação do Hospital Luis Viana, iniciadas em 2013 e contratada no valor de R$ 6,5 milhões, com prazo de execução de 300 dias, simplesmente não andou. O diretor geral da unidade, Claudio Augusto Moura, recebeu os parlamentares e explicou que a empresa licitada abandonou a obra alegando falta de condições e recursos. O destrato foi feito e agora aguarda-se nova licitação

. “O governo sequer teve a capacidade de contratar uma empresa tecnicamente qualificada para concluir a obra”, disse o deputado José de Arimatéia, vice-presidente da comissão de Saúde na Alba. Enquanto a reforma não vem, o único hospital de Ilhéus, que atende toda a região circunvizinha, funciona precariamente acolhendo pacientes em macas improvisadas nos corredores, como atestaram os parlamentares.

Ao seguirem para Itabuna os deputados também comprovaram que a anunciada duplicação da BR 415, rodovia que liga Ilhéus a Itabuna, não saiu do papel, assim como o Aeroporto Internacional de Ilhéus e o Hospital da Costa do Cacau, que inclusive foi citado pelo governador Rui Costa, durante seu primeiro discurso depois da posse, na Assembleia Legislativa.  A comitiva visitou o Centro de Convenções de Itabuna, cuja obra, que já consumiu R$18 milhões, está parada há 9 anos, com aspecto de abandono e cercada de matagal.

O Centro de Cultura da cidade, que também iniciou reforma há dois anos, não teve as  obras concluídas. Causou indignação aos deputados ainda, a paralisação das obras da Barragem do Rio Colônia, reconhecidamente importante para o desenvolvimento e economia da região. Segundo Augusto Castro, a execução da barragem é de extrema necessidade para o abastecimento de água do município e para a implantação de novas indústrias. As informações são de que duas licitações foram consideradas desertas e que em janeiro de 2015 fracassou também o lançamento de um Regime Diferencial de Contratação. As promessas do governo de nova licitação para a barragem, ainda não foram concretizadas.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 107981 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]