Prefeitura de Feira de Santana diz que casas fechadas apresentam dificuldade no combate ao aedes aegypti, e pede colaboração da população

Agente de endemias da Prefeitura de Feira de Santana atuam no combate ao aedes aegypt.
Agente de endemias da Prefeitura de Feira de Santana atuam no combate ao aedes aegypt.
Agente de endemias da Prefeitura de Feira de Santana atuam no combate ao aedes aegypt.
Agente de endemias da Prefeitura de Feira de Santana atuam no combate ao aedes aegypt.

Casas fechadas e terrenos baldios se constituem em problemas adicionais no combate ao mosquito aedes aegypti, que transmite o vírus da dengue, da chikungunia e o da zika vírus, avalia Prefeitura de Feira de Santana.

Segundo governo, a entrada nos imóveis dos agentes que combatem o inseto em todas as fases das suas vidas é fundamental, porque eles fazem a eliminação dos focos diretamente, caso os encontrem. Outro ponto é que eles portam as bombas costais motorizadas, que fazem a aplicação do inseticida lambda cialotrina onde a nuvem do fumacê tradicional às vezes não chega. Quintais, por exemplo.

O coordenador de Endemias da Secretaria de Saúde, Edilson José Miranda Matos disse que são muitas as justificativas para que os donos não permitam o acesso dos agentes aos imóveis. “Uma deles disse que abriria a casa quando tivesse tempo”, lembra ele, que sempre procura estas pessoas para que abram os imóveis, para que os agentes finalizem os seus trabalhos.

Ele comenta que as pessoas devem se conscientizar de que apenas uma casa com foco põe a perder todo o trabalho feito numa rua ou em um bairro. Ele alerta que terrenos baldios, onde são descartados objetos que acumulam água, são usados como verdadeiras incubadoras pelo mosquito, e que a limpeza deve ser feita pelos proprietários dos imóveis.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 107981 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]