Polícia reduz crimes contra a vida na Região Metropolitana de Salvador no primeiro semestre de 2015

Delegacia Móvel da Polícia Civil. Ações de governo conduziram a redução da criminalidade.

Delegacia Móvel da Polícia Civil. Ações de governo conduziram a redução da criminalidade.

Os Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) – homicídios dolosos, lesão corporal seguida de morte e roubo com resultado morte – tiveram redução de 10,4% em Salvador e 12,8% na região metropolitana no primeiro semestre de 2015, em comparação com o mesmo período do ano anterior.

Este ano, foram registrados, na capital baiana, 644 casos contra 745 ocorrências em 2014. Na Região Metropolitana de Salvador (RMS), que, com certa freqüência, tem cidades figurando em pesquisas de violência, o decréscimo foi de 11,7% (364 homicídios dolosos em 2015, para 412 casos no ano passado).

“Desde 2011 implementamos ações na SSP, comprovadamente bem sucedidas em empresas privadas, como o Pagamento por Desempenho Policial (PDP), além de fixarmos metas e premiações para as unidades que conseguem melhores resultados”, afirmou o  secretário Maurício Teles Barbosa.

Ele explicou ainda que “nosso planejamento de médio a longo prazos mostra que esse é o caminho a ser seguido” e que, “semanalmente, faço uma reunião de avaliação com os comandantes da Polícia Militar e do Corpo  de Bombeiros e com diretores da Polícia Civil e do Departamento de Polícia Técnica”.

Barbosa informou também que operações, com foco em capturas de homicidas, garantiram o bom desempenho no primeiro semestre. “Em parceria com o Ministério Público e a Justiça, o trabalho nos permite investigar melhor, com utilização de interceptação telefônica e célere expedição de mandados de prisão”.

Compartilhe e Comente

Publicidade

Publicidade



Publicidade

Facebook do JGB

+ Publicações >>>>>>>>>

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]