Vereador questiona lucros das empresas que efetuam transporte público em Feira de Santana

Marcos Lima questiona lucros das empresas de ônibus.
Marcos Lima questiona lucros das empresas de ônibus.
Marcos Lima questiona lucros das empresas de ônibus.
Marcos Lima questiona lucros das empresas de ônibus.

A situação das empresas que atuam no transporte coletivo em Feira de Santana foi destaque na fala do vereador Marcos Lima (PRP), nesta terça-feira (26/05/2015), na Câmara Municipal de Feira de Santana. O edil fez críticas ao serviço prestado e chamou atenção para a falta de investimentos no setor.

“Hoje quero falar das empresas de ônibus coletivo. A imprensa sabe que elas prestam um péssimo serviço, empresas que estão sucateadas e ganham muito dinheiro em nossa cidade. Observamos que os ônibus, mesmo quebrando, sucateados, eles só andam lotados em Feira e, por andarem lotados e serem sucateados, quebram no meio do caminho. Agora, as empresas informam que vão entrar com falência, falência de quê? Acho que essas empresas nunca ganharam tanto dinheiro como agora. Porque não fazem investimentos? Para onde estão indo os investimentos?”, questionou.

Para o edil, a Viação Princesinha e a Viação 18 de Setembro deveriam dar chance para outras empresas operarem o sistema de transporte coletivo urbano em Feira de Santana. Na sequência, Marcos Lima disse que apoia a sugestão da criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apuração dos fatos.

“Por que as empresas não largam o osso e não dão oportunidade para que outras venham atuar na nossa cidade? Teve um aumento na tarifa, os ligeirinhos estão aí rodando e andam lotados também. Todos andam lotados de passageiros e para onde vai esse dinheiro? Quero dizer ao presidente da Comissão de Obras desta Casa, vereador Alberto Nery, que acho importante que tenha mesmo a CPI, para saber onde está indo esse dinheiro, já que as empresas não fazem investimentos”, disse.

Para o vereador Beldes Ramos (PT), as pessoas recorreram ao transporte clandestino, o chamado “ligeirinho”, por conta das dificuldades do transporte regulamentado. “Que bom que Vossa Excelência, vice-líder do governo, tenha esse questionamento. Sempre aconteceu, sempre foi assim, os ligeirinhos existem por conta da deficiência do transporte e da necessidade das pessoas se deslocarem. O governo começou a agir contra os ligeirinhos, mas não tem ações com relação às empresas de transporte”, avaliou o petista.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108660 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]