Vereador lembra a morte de Marcos Vinícius e cobra ações do Município de Feira de Santana

O ex-comandante Câmara Municipal Marcus Vinicius foi assassinado enquanto trabalhava.

O ex-comandante Câmara Municipal Marcus Vinicius foi assassinado enquanto trabalhava.

Durante pronunciamento na Câmara Municipal, nesta terça-feira (05/05/2015), o vereador Edvaldo Lima (PP) informou que há um ano o guarda municipal Marcos Vinícius foi morto, lembrando que ainda não houve a elucidação do crime.

“No sábado à tarde, eu estive em um evento com a Guarda Municipal na Lagoa Parque Erivaldo Cerqueira. Lá os guardas fizeram uma exposição de fotos quando a Guarda estava sob o comando de Marcos Vinícius, no Governo do ex-prefeito Tarcízio Pimenta, que trabalhou com muita eficiência, responsabilidade, transparência e ética. Lá no local estavam esposa, filhos e mãe de Marcos, além de outros guardas que choravam a perda dele”, relatou.

Edvaldo cobrou a elucidação do homicídio, que completou um ano no último dia 02. “A violência em Feira de Santana está tirando, precocemente, a vida de homens e mulheres como aconteceu com Marcos Vinícius. Já se passou um ano e, até agora, não descobriram quem o matou, mas eu, a família e a Guarda Municipal confiamos em Deus e acreditamos que a Justiça será feita”, pontuou.

Em aparte, o líder do Governo na Casa, vereador José Carneiro (PSL), parabenizou Edvaldo pelo discurso e prometeu cobrar a elucidação do caso. “Parabenizo o colega pela alusão que fez ao saudoso Marcos Vinícius. Sem dúvida, foi uma pessoa que deixou grande lacuna em nossa cidade. Quem conhecia Marcos sabia do seu caráter e importância para a Guarda Municipal. Vamos cobrar da Secretaria de Segurança Pública uma posição sobre os autores desse crime absurdo”, garantiu o governista.

Ações Municipais

Mudando de foco, o vereador Edvaldo Lima cobrou algumas ações do Governo Municipal. E dirigiu-se ao vereador Isaías de Diogo (PPS), que voltou a fazer críticas ao Governo do Estado, pela atual situação do Hospital Estadual da Criança (HEC).

“Ainda não vi o vereador usar a tribuna para cobrar a reabertura do Hospital Municipal da Criança, que está de portas fechadas. É preciso cobrar mais atenção do Município para a Policlínica do Tomba, que além de faltar remédios, não tem cadeira para os pacientes sentarem e as que têm estão com as pernas quebradas, podendo causar acidentes a qualquer momento. Este vereador cobra dos dois Governos, não podemos usar dois pesos e duas medidas. Eu pedi uma reforma e ampliação da Policlínica do Tomba e, até agora, nada foi feito, está lá cheia de mofos”, relatou Edvaldo.

Em aparte, o vereador Isaías de Diogo afirmou que desconhece a informação de que o Hospital Municipal da Criança está de portas fechadas e garantiu ao colega que o Município já está se mobilizando para a mudança de local da Policlínica do Tomba.

“Ninguém tem essa informação de que o Hospital Municipal da Criança está fechado, Vossa Excelência está prevendo o futuro. Sobre a reforma da Policlínica do Tomba, ela irá acontecer, o prefeito já está providenciando a mudança de local. Essa Policlínica é referência em nossa cidade, lá tem todos os equipamentos. Ai de nós se não houvesse ela”, avaliou Isaías.

De volta com a palavra, Edvaldo fez mais cobranças ao Governo Municipal. “O bairro do Tomba está abandonado, tem ruas sem luz e sem limpeza. O bairro precisa de um gestor que chegue para resolver os problemas. A rua Força e Luz está com o lixo tomando conta, e a rua do Telégrafo está com o pavimento todo desgastado. Gostaria de cobrar estas ações do Município”, disse.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]