Vereador José Carneiro justifica atraso em obra do Mercado de Arte de Feira de Santana e comenta sobre paralisação de servidores

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
José Carneiro: "O Ministério do Turismo não cumpre liberação dos recursos ao longo dos anos".
José Carneiro: "O Ministério do Turismo não cumpre liberação dos recursos ao longo dos anos".
José Carneiro: "O Ministério do Turismo não cumpre liberação dos recursos ao longo dos anos".
José Carneiro: “O Ministério do Turismo não cumpre liberação dos recursos ao longo dos anos”.

Mudando de assunto, o edil fez a defesa do Governo Municipal em relação às críticas do vereador Edvaldo Lima, sobre as obras de reforma do Mercado de Arte Popular. Carneiro informou que os recursos da reforma, oriundos do Ministério do Turismo e das Cidades, estão atrasados e disparou contra o colega Edvaldo Lima.

“Os trabalhadores estão aqui reivindicando seus direitos, mas do coração do vereador Edvaldo Lima só sai ódio. Porque o vereador não levanta a voz para o que o Governo Federal está fazendo em nosso país, como o rombo na Petrobrás? Agora, um atraso de obras o senhor faz tenta fazer um palanque. Diz ser um sevo do Senhor, mas presta desserviços para algumas pessoas e não tem dignidade de reconhecer os acertos, principalmente do prefeito”, disse.

O líder do governo, vereador José Carneiro Rocha (PSL), justificou o atraso nas obras do Mercado de Arte, em sua fala na tribuna da Câmara Municipal de Feira de Santana, nesta segunda-feira (11/08/2015). Segundo o edil, muitas obras têm sofrido com o atraso no repasse por parte do Governo Federal.

“O Ministério do Turismo não cumpre liberação dos recursos ao longo dos anos”, justificou, e completou: “tanto o Estado da Bahia quanto o Governo Federal estão atrasando obras, o que tem resultado no atraso de grandes obras aqui na  Bahia, mas Feira não sofre ainda porque em várias situações o Governo Municipal tem ordenado e pago despesas de pactuação com recursos próprios”, afirmou.

Correia informa que obra do Mercado de Arte está 80% concluída

O vereador Correia Zezito (PTB), nesta segunda-feira (11) na Câmara Municipal de Feira de Santana, trouxe informações a respeito das obras do Mercado de Arte Popular, se referindo aos comerciantes que estavam presentes nas galerias da Casa.

“Sempre converso com Nilton Rasta, que me reclama da demora da entrega da obra do Mercado de Arte. O prefeito me informou que a obra está 80% concluída, mas a verba tem demorado de chegar por conta da liberação do Ministério da Cultura. O prefeito passou que está aguardando o restante do repasse, os 20% restantes”, informou.

José Carneiro avisa sobre paralisação dos assistentes sociais e faz defesa do Município

Em pronunciamento na sessão ordinária desta segunda-feira (11), o líder do Governo na Casa, vereador José Carneiro Rocha (PSL) avisou sobre a paralisação dos assistentes sociais, agendada para o dia 15 deste e defendeu o Governo Municipal das críticas feitas pelo vereador Edvaldo Lima (PP) em relação às obras do Mercado de Arte Popular.

O líder do Governo lembrou que as ações inerentes às políticas municipais sociais são fruto de uma pactuação federativa, no âmbito do Sistema Único da Assistência Social (SUAS), cabendo aos Estados e União o repasse regular e automático destes recursos pactuados e que, ultimamente, tanto o Estado na Bahia quanto o Governo Federal estão atrasando esses repasses, o que tem provocado a suspensão de vários serviços em municípios baianos, mas garantiu que em Feira de Santana não houve nenhuma suspensão.

“Em Feira de Santana, os programas não sofreram ainda porque em várias situações o prefeito José Ronaldo de Carvalho tem ordenado despesas que integram a pactuação com recursos próprios. O Governo Federal não cumpre com suas responsabilidades desde agosto do ano passado e muitos CRAS e CREAS estão sendo fechados em alguns municípios, mas não em Feira de Santana porque o prefeito sabe da importância do setor social para a cidade e cumpre com os compromissos”, informou.

E anunciou a paralisação da categoria, agendada para o dia 15 deste. “Diante desta situação, o Conselho Nacional de Gestores Municipais da Assistência Social (CONGEMAS), reunido em Fortaleza, deliberou por uma Paralisação Nacional da Assistência Social, no próximo dia 15 de maio, no Dia do Assistente Social, para chamar atenção e cobrar do Governo Federal a regularização da situação que caminha para a absoluta insustentabilidade. Em Feira de Santana, foi solicitado o espaço da Câmara Municipal, para que o assunto seja discutido com a comunidade, especialmente os trabalhadores do SUAS, que se farão presentes”, avisou Carneiro.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113487 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]