Secretário defende desenvolvimento Integrado do Matopiba

Lançamento do Plano de Desenvolvimento Agropecuário do Matopiba.
Lançamento do Plano de Desenvolvimento Agropecuário do Matopiba.
Lançamento do Plano de Desenvolvimento Agropecuário do Matopiba.
Lançamento do Plano de Desenvolvimento Agropecuário do Matopiba.

O Plano de Desenvolvimento Agropecuário do Matopiba, lançado no último fim de semana em Luis Eduardo Magalhães, no Oeste da Bahia, pela ministra da Agricultura, Katia Abreu, vai possibilitar o crescimento da região, avalia o secretário da Agricultura da Bahia, Paulo Câmera, que foi representado no evento pelo diretor geral da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), vinculada à Seagri, Oziel Oliveira. Para o secretário, o desenvolvimento da região, formada pelos municípios do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, deve ser integrado, e a agência que está sendo criada para estudar e promover o desenvolvimento do Matopiba deverá fazê-lo como um todo, não sendo restrito à agricultura. “O pilar central será a agricultura, mas entendemos que é preciso abranger as questões sociais e infraestrutura, pensando na concepção de desenvolvimento da região como um todo”, advoga Câmera.

O Matopiba abrange 337 municípios e 31 microrregiões, num total de 73 milhões de hectares, nos estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia. A Bahia ocupa 18,06% da área, com 13,2 milhões de hectares e 30 municípios. “No nosso Estado, as ações que serão desenvolvidas vão fomentar o desenvolvimento nos municípios de Angical, Baianópolis, Barreiras, Bom Jesus da Lapa, Brejolândia, Canápolis, Carinhanha, Catolândia, Cocos, Coribe, Correntina, Cotegipe, Cristópolis, Feira da Mata, Formosa do Rio Preto, Jaborandi, Luis Eduardo Magalhães, Mansidão, Paratinga, Riachão das Neves, Santana, Santa Maria da Vitória, Santa Rita de Cássia, São Desidério,São Félix do Coribe, Serra Dourada, Serra do Ramalho, Sítio do Mato, Tabocas do Brejo Velho e Wanderley”, relaciona o secretário, que está retornando às atividades normais depois de uma cirurgia bem sucedida.

Lembrando que “enquanto no Brasil, a produção cresce 5% ao ano, no Matopiba cresce 20%, e hoje já representa 10% da produção nacional”, o diretor geral da Adab, Oziel Oliveira, destaca que o plano anunciado já contempla a implantação de uma agência da Empresa de Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), com atuação mista, trabalhando para melhorar a genética da pecuária do vale e na irrigação do cerrado. Oziel explicou que o plano anunciado traz elementos destinados a expandir a produtividade, por meio da pesquisa e da inovação, além de priorizar a infraestrutura e aumentar a renda dos produtores.

O diretor geral da Adab destacou a importância do trabalho realizado pela agência de defesa no combate às pragas que atingem as lavouras, ocasionando perda de produtividade. Ele esclareceu que os produtores ainda sofrem com a presença de pragas, a exemplo da lagarta Helicoverpa armígera e do Bicudo do Algodoeiro, e explicou que “a fitossanidade é de extrema relevância para gerar crescimento da produção, e por isso, as medidas de controle de pragas precisam ser cumpridas. Ele ainda expressou sua confiança em erradicar o Bicudo na região.

Durante a solenidade, os prefeitos baianos assinaram um termo de adesão às metas que vão compor o programa nacional voltado à ampliação e o fortalecimento da classe média rural. Eles ainda ouviram a ministra Kátia Abreu anunciar que o Ministério da Agricultura vai oferecer assistência técnica às propriedades rurais e cursos de capacitação aos 4 mil agricultores para o desenvolvimento da região que mais cresce em produção de grãos do Brasil.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 115009 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.