Secretário de Administração Prisional diz que rebelião na Penitenciaria Regional de Feira de Santana foi controlada

Nestor Duarte diz que rebelião foi controlada.Nestor Duarte diz que rebelião foi controlada.


O secretário de Administração Prisional e Ressocialização do Estado da Bahia, Nestor Duarte, afirmou hoje (25/05/2015) que a rebelião de apenados da Penitenciaria Regional de Feira de Santana foi controlada.

Segundo Nestor Duarte, a rebelião foi deflagrada por apenados do pavilhão 10 ligados a facções criminosas. Ele informa que a Polícia Militar controla a situação, e que agentes da polícia civil instauram inquéritos para apurar responsabilidades com relação às mortes, ferimentos, e destruição de patrimônio público, e distúrbio em instalação prisional.

O secretário também informa sobre investimentos na Penitenciaria Regional de Feira de Santana, e no sistema prisional baiano. Ele diz que decisões judiciais têm sido tomadas no intuito de retirar indivíduos das delegacias e transferir para os presídios. Duarte avalia que as decisões terminam por comprometer o planejamento do sistema prisional.

Mortes

A rebelião resultou na morte de nove presos, e no ferimento de cinco. Cerca de 70 pessoas foram feitas reféns. Após as negociações, os reféns foram liberados.

Confira os áudios sobre a rebelião e os investimentos 

Leia +

Rebelião no Presídio Regional de Feira de Santana resulta em mortes e decapitações

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).