Salvador: usina solar do Estádio de Pituaçu economiza R$ 400 mil

Estádio de Pituaçu conta com sistema de energia solar.
Estádio de Pituaçu conta com sistema de energia solar.
Estádio de Pituaçu conta com sistema de energia solar.
Estádio de Pituaçu conta com sistema de energia solar.

Desde a instalação do sistema fotovoltaíco para geração de eletricidade no Estádio Governador Roberto Santos, no bairro de Pituaçu, em Salvador, o Governo do Estado reduziu em mais R$ 400 mil o gasto com energia. O sistema garante a autossuficiência elétrica do estádio e ainda gera excedente, que abastece parte do prédio onde funcionam as secretarias do Trabalho, Emprego Renda e Esporte (Setre) e da Administração do Estado (Saeb), no Centro Administrativo da Bahia (CAB).

A economia foi registrada entre abril de 2012, quando foi iniciado o projeto Pituaçu Solar, e o fim de 2014. O equipamento esportivo foi o primeiro da América Latina a utilizar o sistema de iluminação solar e já gerou um total de 1,7 giga-watt-hora (GWh) – o suficiente para abastecer 17 mil residências durante um mês. Com os 633 megawatts-hora (MWh) anuais, gerados a partir de painéis instalados na cobertura e nos estacionamentos do estádio, o projeto resultou na redução de R$ 13 mil para R$ 850 na conta média mensal.

Expansão

De acordo com o secretário do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Álvaro Gomes, a experiência bem sucedida em Pituaçu deve ser ampliada em breve para outros espaços, como o Centro Pan-Americano de Judô, em Lauro de Freitas. “Entre os locais onde podemos desenvolver projetos semelhantes está o Centro de Judô, onde já estão sendo realizados estudos de viabilidade de uma usina fotovoltaíca”.

O investimento total foi de R$ 5,5 milhões, com recursos da Companhia de Eletricidade da Bahia (Coelba), Governo do Estado e participação do Fundo Nacional de Eficiência Energética, gerido pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Aberto para visitação, o Pituaçu Solar já recebeu mais de três mil pessoas, entre estudantes e público em geral.

Ecotimes

Outra iniciativa voltada para a economia de recursos é o Programa de Racionalização do Consumo de Água e Energia do Governo. Promovida pela Saeb, em parceria com a Universidade Federal da Bahia (Ufba), a ação proporcionou uma economia de R$ 20,4 milhões, desde o lançamento, em 2008. O resultado foi possível graças aos ecotimes, grupos de funcionários responsáveis pela mobilização de outros servidores em 38 órgãos estaduais e pelo monitoramento periódico do consumo nos prédios públicos.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108640 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]