Salvador: Festa no Terreiro do Gantois celebra requalificação de praça e gradil

Entrega da Praça Pulchéria, localizada no entorno do Terreiro do Gantois, na Federação, que foi totalmente requalificada pela Prefeitura.
Entrega da Praça Pulchéria, localizada no entorno do Terreiro do Gantois, na Federação, que foi totalmente requalificada pela Prefeitura.

Uma grande celebração festiva e religiosa marcou, no início da tarde de hoje (30/05/2015), a entrega da Praça Pulchéria, localizada no entorno do Terreiro do Gantois, na Federação, que foi totalmente requalificada pela Prefeitura. O piso, que estava degradado, representando risco para quem visitava o espaço ou simplesmente passava pelo local, foi trocado, mas mantendo as características originais do espaço, assim como os mosaicos. Em paralelo às obras da Prefeitura, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) trocou o gradil que cerca a praça. Todo o processo de requalificação e reordenamento promovido pela Prefeitura e Iphan  foram executados após diálogo e aprovação da comunidade.

O evento festivo de entrega dos equipamentos contou com a presença de Mãe Carmen, responsável pelo terreiro, do prefeito ACM Neto e de Carlos Amorin, superintendente do Iphan na Bahia. Também estiveram presentes o presidente da Câmara Municipal, Paulo Câmera, o vereador Edvaldo Brito e o deputado federal Antonio Imbassahy, entre outras autoridades políticas, religiosas e da comunidade que frequenta o Gantois. Além da solenidade formal de reinauguração da praça, houve muita música, dança e demonstrações de fé e agradecimento.

“Sempre que venho aqui sinto a presença de Mãe Meninha, embora não a tenha conhecido. Isso é inexplicável. Como também não posso esquecer nesse momento a figura do meu avô, que frequentava essa casa e era muito ligado a Mãe Meninha. Essa é sem dúvida uma homenagem também a Mãe Carmen pela forma como ela atende as pessoas e como esse espaço é importante para a história e o dia a dia de Salvador. Todos somos devedores e a cidade agradece que a parceria entre a Prefeitura e o Iphan resulte em ações como esse e inúmeras outras”, afirmou ACM Neto.

As obras de requalificação da praça duraram aproximadamente três meses e receberam um investimento de R$70 mil. Mãe Carmen, Iyalorixá do terreiro, agradeceu o empenho da Prefeitura e do Iphan. “Esse momento é de festa e agradecimento. Agora vamos poder receber melhor as pessoas aqui. Pessoas do mundo inteiro. Esse é um espaço da identidade da Bahia”, disse. “Valorizar e requalificar espaços como esse são processos fundamentais para o resgate da nossa história, cultura e identidade”, acrescentou Carlos Amorin.

História

O Terreiro do Gantois é considerado área de proteção cultural e paisagística pela Prefeitura de Salvador (desde 1985) e é tombado pelo Iphan como Patrimônio Histórico e Etnográfico do Brasil (a partir de 2002). O nome oficial é lé Iyá Omi Àse Iyamasé, mas é conhecido popularmente como Gantois. Ele foi fundado em 1849 pela africana Maria Júlia da Conceição Nazareth, constituindo-se num espaço sagrado de longa expressão religiosa e notável santuário que mantém os costumes e os legados milenares dos povos Iorubá (Abeokutá),

O terreiro segue uma tradição matriarcal com base na estrutura familiar de manutenção dos laços parentais, onde as dirigentes são sempre do sexo feminino obedecendo aos critérios de hereditariedade e consanguineidade. O nome Gantois deve-se ao antigo proprietário do terreno, o traficante de escravos belga Édouard Gantois, que arrendou as terras a Maria Júlia da Conceição Nazareth.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 120613 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.