Parceria entre Sesab e Irecê viabiliza curso de medicina no município

Prefeito Luiz Pimentel Sobral firma convênio com o governo do estado para implantação do curso de medicina em Irecê.Prefeito Luiz Pimentel Sobral firma convênio com o governo do estado para implantação do curso de medicina em Irecê.
Prefeito Luiz Pimentel Sobral firma convênio com o governo do estado para implantação do curso de medicina em Irecê.

Prefeito Luiz Pimentel Sobral firma convênio com o governo do estado para implantação do curso de medicina em Irecê.

A partir de 2016, o Hospital Regional Mário Dourado Sobrinho, em Irecê, deve se transformar em hospital universitário, com a instalação de um curso de medicina no município. A boa notícia é fruto da iniciativa da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) em habilitar o município junto ao Ministério da Educação (MEC), que este ano lançou um edital de chamamento para que 22 cidades em todo o país recebam cursos particulares de medicina, como parte do Programa Mais Médicos. A parceria entre os entes foi assinada nesta quinta-feira (07/05/2015), na sede da secretaria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB).

De acordo com o secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, a estratégia em consonância com o Ministério é equilibrar regionalmente o número de médicos por habitantes, levando faculdades para locais de difícil fixação desses profissionais. “Estamos fazendo a nossa parte, que é possibilitar o fortalecimento do Sistema Único de Saúde e expandir sua regionalização”, afirma o secretário, que ressalta ainda que o MEC reavaliará o município e dará parecer até junho deste ano.

O Estado ofertará parte dos 120 leitos da unidade hospitalar, a estrutura de serviços, ações e programas de saúde necessários para implantação da instituição de ensino que se credenciar junto ao MEC.

Segundo o prefeito de Irecê, Luiz Sobral, a intenção é que haja uma robusta incorporação de mão de obra qualificada, representada pelos estudantes e professores, além dos benefícios inegáveis ao município e região, que contará com um atendimento cada vez mais digno.

Antes de este sistema ser adotado, a abertura de vagas privadas de medicina era proposta pelas instituições de ensino, que indicavam onde queriam abrir faculdade. Com este novo modelo, adotado pelo Programa Mais Médicos, é o governo que indica onde tem interesse em abrir vagas e, em seguida, as faculdades se candidatam.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]