Feira de Santana: vereador acusa secretário de prejudicar comerciantes do Mercado de Arte Popular

Vereador Edvaldo Lima dos Santos acusa Antônio Carlos Borges Júnior.
Vereador Edvaldo Lima dos Santos acusa Antônio Carlos Borges Júnior.
Vereador Edvaldo Lima dos Santos acusa Antônio Carlos Borges Júnior.
Vereador Edvaldo Lima dos Santos acusa Antônio Carlos Borges Júnior.

A situação das obras de reforma do Mercado de Arte Popular voltou a ser tema de discurso do vereador Edvaldo Lima (PP), nesta quarta-feira (13/05/2015), na Câmara Municipal de Feira de Santana. O edil disse estar preocupado com a situação dos permissionários do equipamento.

“Vistoriamos as obras que o Governo diz que estão 80% concluídas. O dono da empresa responsável pela obra afirmou ter 70%, mas acreditamos que só chega a 30 ou 40%”, disse.

O edil ressaltou ainda que ocorreu um problema no galpão onde funciona provisoriamente o Mercado de Arte Popular, situado na rua Olímpio Vital. “Após marcarem presença aqui na Câmara, os comerciantes quando retornaram ao galpão, para abrir os seus comércios,  encontraram-o com as portas fechadas. O local é público,  porque é pago pelos impostos da população. Uma senhora de nome Marta disse ter ordem do secretário Borges Júnior para não abrir e levar a chave para a Prefeitura”, relatou o edil.

Segundo o vereador, apenas por volta das 15h30 a chave chegou através de um dos funcionários. “Vejo isso como uma irresponsabilidade do Governo. Eu entendo que este secretário não pode continuar na pasta. Daqui a pouco ele vai mandar fechar as portas dos comércios de particulares também. O secretário precisa pegar a pasta e ir embora”, sugeriu Edvaldo, criticando Antônio Carlos Borges Júnior, titular da Secretaria Municipal de Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 109848 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]