Abertura do ‘Maio da Diversidade’ reúne ativistas LGBT de 40 municípios da Bahia

Cartaz com tema 'Zero violência contra LGBT! Por uma Bahia que respeite a diversidade sexual e de gênero'.
Cartaz com tema 'Zero violência contra LGBT! Por uma Bahia que respeite a diversidade sexual e de gênero'.
Cartaz com tema 'Zero violência contra LGBT! Por uma Bahia que respeite a diversidade sexual e de gênero'.
Cartaz com tema ‘Zero violência contra LGBT! Por uma Bahia que respeite a diversidade sexual e de gênero’.

Com o tema ‘Zero violência contra LGBT! Por uma Bahia que respeite a diversidade sexual e de gênero’, a Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), em parceria com secretarias estaduais, prefeituras municipais, Universidade Federal da Bahia (Ufba), Universidade do Estado da Bahia (Uneb) e organizações LGBT, realiza, no próximo sábado (16/05/2015), a abertura oficial da 3ª edição do Maio da Diversidade. A cerimônia acontece no Cine Solar Boa Vista, às 18h30, e vai reunir ativistas LGBT de aproximadamente 40 cidades baianas.

Também participam do evento, o titular da SJDHDS, Geraldo Reis, a superintendente de Apoio e Defesa dos Direitos Humanos (SUDH/SJDHDS), Anhamona de Brito, o coordenador de Políticas para Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (LGBT), Vinícius Alves, e as entidades da sociedade civil que defendem os direitos e promovem a cidadania LGBT na Bahia.

Além de alertar sobre os crimes de homofobia no estado, a iniciativa tem como meta promover uma cultura de respeito aos direitos humanos, com foco na população LGBT, fortalecendo a convivência e a sociabilidade, a partir de debates, oficinas, feiras e atividades artísticas e culturais, como elementos estruturantes da superação de contexto de violação de direitos e de promoção da cidadania.

Minicircuito dos Direitos Humanos – O lançamento oficial do 3º Maio da Diversidade acontece no dia 16, sábado, a partir das 13h, com a realização do Minicircuito dos Direitos Humanos pela Diversidade. O evento integra mesas temáticas sobre desafios da política LGBT no campo, políticas públicas para artistas transformistas, redução de riscos e danos, gênero, raça, sexualidade e linguagens urbanas. Serão realizadas também oficinas de montação Drang Queen e King, atelier de grafite, além da feira de serviços para atendimento e orientação sobre medidas protetivas, benefícios e direitos sociais.

1ª Marcha contra LGBTfobia, por uma Bahia que respeite a diversidade sexual e de gênero

Familiares de vítimas de crimes homofóbicos, artistas transformistas, ativistas, profissionais da rede socioassistencial de acolhimento da população LGBT participam no próximo domingo (17), da 1ª Marcha estadual contra LGBTfobia. A concentração acontece a partir das 14h, no Cristo Redentor da Barra, e, logo após, os participantes seguem em caminhada até o Farol. De acordo com Laís Paulo, do Fórum Baiano LGBT, o objetivo principal da caminhada é denunciar a LGBTfobia, os crimes de ódio, e todas as formas de violência que atingem a população LGBT na Bahia. “É preciso lutar por uma cultura de paz, e respeito pela diversidade”, adverte. Segundo os dados do último Relatório da Ouvidoria Nacional dos Direitos Humanos (2012), a Bahia é o segundo estado do Nordeste, e o 6º do Brasil, com maior índice de crimes homofóbicos.

Abrangência – Este ano, as atividades do Maio da Diversidade foram descentralizadas, e acontecem em Salvador, Região Metropolitana e outras cidades do interior do estado, até o dia 30 do mês. A proposta é que seja construído um relatório contendo demandas que sirvam de instrumento tanto para a produção de políticas públicas LGBT, quanto para o monitoramento e controle social das mesmas.

Agenda

O quê: Lançamento do 3º Maio da Diversidade

Onde: Cine Solar Boa Vista – Salvador

Quando: 16 de maio, às 18h30

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 110932 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]