Vereadores de Feira de Santana comentam sobre a Micareta 2015

José Carneiro diz que Micareta precisa ser debatida.
José Carneiro diz que Micareta precisa ser debatida.
José Carneiro diz que Micareta precisa ser debatida.
José Carneiro diz que Micareta precisa ser debatida.

Em pronunciamento na Câmara de Vereadores de Feira de Santana, nesta terça-feira (28/04/2015), o edil José Carneiro (PSL) disse que o debate em torno da Micareta precisa ser ampliado.  Segundo ele, a oposição tem feito críticas ao evento, mas se a festa tivesse sido cancelada, o Governo do Município também seria criticado.

“Se o Governo José Ronaldo tivesse feito o que outros prefeitos fizeram em cancelar a Micareta, eu imagino o que o prefeito ia ouvir da oposição, com algumas exceções”, disse ele.

Para José Carneiro, a Prefeitura Municipal de Feira de Santana conseguiu mais uma vez realizar uma bonita Micareta. “Fizemos uma festa muito boa, com atrações como Wesley Safadão, Cláudia Leitte, Bell Marques, entre outros”, destacou.

O edil afirmou que irá promover um debate sobre a Micareta. “Precisamos fazer uma discussão mais ampla. A Micareta precisa sim ser debatida, não sei se um fórum ou uma sessão especial, mas se debater com amplitude. O local não está adequado, a data precisa ser discutida, vamos debater. O que não podemos é nos apegar as picuinhas, um dia elogia, outro dia faz críticas, no sábado fez elogios, no domingo já estava criticando”, disse.

Com relação ao apoio do poder público estadual na Micareta, José Carneiro declarou: “a observação que eu faço é que o Estado tem obrigação de dar segurança em local com aglomeração de pessoas. Micareta não pode ser realizada sem participação da Polícia Militar. O Estado não fez nenhum favor a Feira de Santana, só estava fazendo a sua obrigação”, pontuou.

David Neto critica cantor na Micareta e Via Bahia

Em pronunciamento na sessão da Câmara Municipal, nesta terça-feira (28), o vereador David Neto (PTN) parabenizou o prefeito José Ronaldo pela realização da Micareta 2015 e fez críticas a um cantor que se apresentou na festa com a cantora Ivete Sangalo. Na oportunidade, o edil criticou a ViaBahia Concessionária de Rodovias, que segundo ele, isolou o bairro Viveiros do restante da cidade.

“Parabenizo o prefeito pela realização da Micareta, mas acredito que o secretário de Cultura foi influenciado para colocar aquele cantor para se apresentar com Ivete, que é uma atração cara e boa. O cidadão que cantou com Ivete Sangalo só queria mesmo a sombra dela. Ficava puxando Ivete para lá e para cá; entrava com uma música diferente da que ela cantava. Ele não é cantor de trio. Narom Vasconcelos deveria olhar melhor, porque esse cantor passou mais de 30 anos tentando uma carreira e sempre foi cantor de baixo nível”, disse David Neto.

Em aparte, o vereador petista Beldes Ramos informou ao colega que o cantor só se apresentou com Ivete porque foi convidado por ela. “O cantor estava no trio, cantando, porque foi convidado por Ivete. Temos que respeitar e prestigiar os artistas da terra”, disse. De volta com a palavra, David questionou: “se é para valorizar, porque não colocou Márcia Porto e Paulo Bindá? Temos que ter pé no chão”, concluiu.

Mudando de assunto, David Neto falou sobre o alagamento das ruas por conta das fortes chuvas e também sobre a obra da ViaBahia, que segundo ele, deixou o bairro Viveiros isolado da cidade.

“Com essas chuvas fortes, eu tenho observado que certas ruas ficam alagadas e isso acontece porque temos muitos esgotos entupidos. Fui acompanhar a Embasa no processo de limpeza dos esgotos e observei muitos sacos e embalagens de merendas dentro deles. As escolas deveriam começar a fazer um trabalho educativo com as crianças, para que não joguem lixo nas ruas”, disse o vereador.

Ele acrescentou: “vou fazer uma indicação para quando um cidadão for flagrado jogando lixo nas ruas seja tirada uma foto dele e publicada em outdoors da cidade. E, se for um menor, que a fotos dos pais sejam divulgadas. Vamos ver se assim conseguimos intimidar as pessoas e elas parem de jogar lixo nas ruas, causando o entupimento dos esgotos”.

David Neto também criticou a passarela que divide o bairro Viveiros do Feira X, construída pela ViaBahia. “Assistindo a uma reportagem, observei que a ViaBahia fez um trabalho absurdo em nossa cidade quando isolou o bairro Viveiros da nossa cidade. Para ter acesso ao bairro, é preciso ir por trás do bairro Tomba. A ViaBahia deveria fazer um túnel ou um elevado para que os moradores daquele bairro não precisem fazer uma volta tão grande. Às vezes, as pessoas não têm o que comer e querem economizar na gasolina e, para isso, passam pela passarela”, avaliou.

Eremita Mota faz avaliação da Micareta 2015 

Em discurso no horário do grande expediente da Câmara Municipal, desta terça-feira (28), a vereadora Eremita Mota (PDT), sugeriu que a Micareta fosse repensada. A edil esteve presente na festa e fez algumas observações.

“Quem presenciou a festa e sabe o que é Micareta tem consciência de que o evento precisa ser repensado. Quem estava na festa sabe que não foi tudo bem. Precisa rever a organização das atrações, porque tiveram algumas que passaram sozinhas, sem público nenhum, enquanto outras arrastaram multidão, como o cantor Wesley Safadão. Vamos ser coerentes e rever o local e organização da Micareta”, disse Eremita.

A vereadora também falou sobre a violência na Micareta e o agrupamento dos foliões nos camarotes particulares. “Outra observação que fiz foi que a rua estava violenta, muito violenta. Eu andei pela rua e pude perceber isto. Muitas pessoas que gostam da festa estavam nos camarotes particulares, elas não têm coragem de brincar na rua. Graças a Deus, ainda existem jovens que gostam da festa e seguem algumas atrações na rua, como aconteceu com Wesley Safadão, e fizeram a pipoca bonita. A Micareta, quem sabe o que é, sabe que deixou muito a desejar. Não teve artistas de fora como acontecia”, afirmou.

O líder da bancada de oposição, vereador Alberto Nery (PT), em pronunciamento na tribuna da Câmara Municipal, nesta terça-feira (28), em virtude das reclamações e denúncias, sugeriu uma audiência pública para discutir a Micareta de Feira de Santana, com a participação de todos os segmentos envolvidos com o evento. Para o petista, a festa momesca deveria ser mudada de local e de data.

Segundo ele, na tradicional avaliação da Micareta de Feira de Santana, feita pelos profissionais de imprensa, logo após o evento, palavras de ordens como falta de profissionalismo, circuito pequeno, pouca mídia e planejamento da festa foram as questões mais citadas.

Com relação à denúncia do prefeito de São Gonçalo dos Campos, Antônio Dessa, o Furão (PSD), de que o diretor de eventos da Secretaria Municipal de Cultura, Naron Vasconcelos, teria cobrado R$ 1.500,00 para programar bandas nos trios durante a Micareta de Feira 2015, Nery recomenda a quebra de sigilo telefônico de ambos para que a denúncia possa ser melhor apurada, já que, segundo o denunciante, o pedido de propina foi por telefone.

Edvaldo Lima volta a pedir CPI para a Micareta

Em pronunciamento na tribuna da Casa da Cidadania, nesta terça-feira (28), o vereador Edvaldo Lima (PP) voltou a tecer críticas à Micareta de Feira de Santana, destacando, entre outras coisas, a denúncia feita pelo prefeito de São Gonçalo dos Campos, Antônio Dessa – Furão (PSD) contra o diretor de eventos da Secretaria Municipal de Cultura, Naron Vasconcelos.

“Na semana passada, antes de começar a festa, falei de criar uma CPI para rever a situação da Micareta de Feira. A coisa é mais grave do que eu pensava. Na Rádio Sociedade, ouvi uma entrevista do prefeito de São Gonçalo dos Campos, Antônio Dessa, o Furão, onde acusou o diretor de eventos da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer de ‘propineiro’, assim foram as palavras do prefeito”, disse.

Edvaldo acrescentou: “quero não só a CPI, para sabermos como está esse processo, como também, imediatamente, peço que o Governo do Município possa abrir uma sindicância para apurar irregularidades, como essa que o prefeito de São Gonçalo colocou nos meios de comunicação. Isso para Feira de Santana é um desrespeito, uma imoralidade. E este Governo fica deitado em uma rede esperando as coisas acontecerem”, criticou.

Em aparte, o vereador José Carneiro (PSL) disse que escutou declarações de Furão e de Naron sobre a referida denúncia.  “Eu tive o privilegio de ouvir as duas partes. São dois homens de bem que trocaram acusações. O diretor afirma ser inocente, e quero dizer que o Município não tomou partido pelo respeito que tem pelos dois. O Governo Municipal, se comprovada a denúncia, tomará providências”, afirmou o líder governista.

Novamente com o uso da palavra, Edvaldo voltou a sugerir a criação de uma CPI para investigar a festa. “Quero CPI para saber os valores que este Governo gastou com a Micareta”.

O edil afirmou que está faltando remédios nos postos de saúde e obras municipais estão paradas. “No momento em que as pessoas estão morrendo nas filas, o Governo investe em festas. Micareta não pode mais continuar onde se encontra, precisa ir para o Parque de Exposições e deixar de gastar dinheiro da população com algo que não traz retorno para a comunidade”, avalia.

Lulinha avalia Micareta e diz que blocos estão diminuindo

Em discurso proferido na Câmara Municipal, nesta terça-feira (28), o vereador Luiz Augustos de Jesus – Lulinha (PEN) se pronunciou sobre a Micareta de Feira de Santana, ocorrida neste mês entre os dias 23 a 26.   Ele disse ter participado ativamente do evento, percebendo uma diminuição significativa do número de blocos, em virtude do crescimento de camarotes no circuito Maneca Ferreira, na Avenida Presidente Dutra.

“Há muitas críticas, mas também há muitos elogios, como acontecem todos os anos na Micareta. O prefeito José Ronaldo, mesmo com a crise, fez a festa. Acredito que os camarotes este ano tiraram os jovens dos blocos, pois muitos optaram pelos camarotes, por conta da segurança, comida, bebida, atrações musicais, e isto tirou o povo do circuito e, por isso, com certeza, os blocos diminuíram”, avalia.

Na oportunidade, Lulinha falou sobre uma nota do Blog do Velame, intitulada: “Zé Neto e suas confusas opiniões sobre a Micareta”. No texto, o deputado tece críticas ao evento promovido pela Prefeitura.

Ainda com relação à Micareta, o edil informou que este ano na festa havia muitos foliões. “No sábado, por exemplo, tinha uma multidão, as grandes atrações arrastaram o folião pipoca que passava na avenida”, afirmou.

Vereador correia parabeniza o prefeito José Ronaldo pela Micareta 2015

Ainda com relação à Micareta de Feira 2015, o vereador Correia Zezito parabenizou o prefeito José Ronaldo pela organização do evento. Segundo ele, a festa momesca deste ano foi excelente. “O enciumado do Zé Neto, com picuinhas, botou algumas questões contra o Micareta. No entanto, eu não concordo com ele, mas se tem denúncia para se apurar, tem que apurar; nós não podemos ficar calados aqui nesta Casa não”.

Na oportunidade, o edil criticou o Governo do Estado por não oferecer apoio logístico aos policiais militares que trabalharam na Micareta.

O vereador Isaías de Diogo comentou sobre a Micareta 2015

Na oportunidade, o edil comentou as declarações do deputado estadual Zé Neto (PT) sobre a Micareta de Feira.  Para Isaías, as pessoas não devem dar importância aos comentários do petista. “Não levem isso em consideração, pois a crise que o deputado está enfrentando é a dor de cotovelo, porque mesmo com a crise que o país vive por causa do Governo do PT, o prefeito conseguiu fazer a Micareta”, salientou.

Ele lembrou ainda que, apesar de ser evangélico, não tem críticas a fazer sobre a festa. “Não é porque somos evangélicos que temos que criticar. Temos que ter respeito, porque quem nos colocou aqui não foram só os evangélicos, recebemos votos de pessoas que não são evangélicas e que gostam da festa. Por isso, parabenizo o prefeito José Ronaldo. Além disso, esta é uma oportunidade para que as igrejas evangélicas também tenham a chance de realizar  retiros enquanto a festa acontece”, pontuou.

Vereador critica investimento feito pelo Governo do Estado na Micareta

Em relação aos investimentos na Micareta de Feira de Santana, o Governo Estadual foi duramente criticado pelo vereador Marcos Lima (PRP), na sessão ordinária da Casa da Cidadania, desta terça-feira (28).

“Não estive participando da Micareta, mas acho um absurdo o investimento que o Governo fez. Não é nada mais do que obrigação dar segurança à população”, disse.

O edil fez comparações entre os investimentos na Micareta de Feira e Carnaval de Salvador. “O Governo do Estado briga para fazer investimento no Carnaval de Salvador, faz investimento de milhões de reais. Já aqui, o Governo do Estado não faz a sua parte, porque não gosta da Micareta de Feira e, por isso, o Governo do Município faz tudo sozinho para dar alegria ao povo. Em Feira está aí dessa forma, porque o Governo Estadual não investe”, afirmou.

Marcos Lima aproveitou o ensejo para rebater as críticas do deputado estadual Zé Neto (PT) no tocante ao número de foliões na Micareta. “Dizer que a avenida ficou sem público, então, o Jornal Folha do Estado está mentindo”, disse Marcos Lima, que fez questão de exibir capas das publicações em que há fotografias mostrando um numeroso público no Circuito Maneca Ferreira.

Ele também se pronunciou sobre a denúncia do prefeito de São Gonçalo dos Campos, Antônio Dessa – Furão (PSD), de que o diretor de eventos da Secretaria Municipal de Cultura, Naron Vasconcelos, teria cobrado R$ 1.500,00 para programar bandas nos trios durante a Micareta de Feira 2015.  “Quero dizer aos colegas vereadores que o prefeito nunca deixou uma  denúncia sem resposta. Se tiver alguma denúncia, o Governo do Município, que é transparente, vai fazer investigações e punir se houver culpados”, assegurou.

José Carneiro diz que Micareta precisa ser debatida

Em pronunciamento na Câmara de Vereadores de Feira de Santana, nesta terça-feira (28), o edil José Carneiro (PSL) disse que o debate em torno da Micareta precisa ser ampliado.  Segundo ele, a oposição tem feito críticas ao evento, mas se a festa tivesse sido cancelada, o Governo do Município também seria criticado.

“Se o Governo José Ronaldo tivesse feito o que outros prefeitos fizeram em cancelar a Micareta, eu imagino o que o prefeito ia ouvir da oposição, com algumas exceções”, disse ele.

Para José Carneiro, a Prefeitura Municipal de Feira de Santana conseguiu mais uma vez realizar uma bonita Micareta. “Fizemos uma festa muito boa, com atrações como Wesley Safadão, Cláudia Leitte, Bell Marques, entre outros”, destacou.

O edil afirmou que irá promover um debate sobre a Micareta. “Precisamos fazer uma discussão mais ampla. A Micareta precisa sim ser debatida, não sei se um fórum ou uma sessão especial, mas se debater com amplitude. O local não está adequado, a data precisa ser discutida, vamos debater. O que não podemos é nos apegar as picuinhas, um dia elogia, outro dia faz críticas, no sábado fez elogios, no domingo já estava criticando”, disse.

Com relação ao apoio do poder público estadual na Micareta, José Carneiro declarou: “a observação que eu faço é que o Estado tem obrigação de dar segurança em local com aglomeração de pessoas. Micareta não pode ser realizada sem participação da Polícia Militar. O Estado não fez nenhum favor a Feira de Santana, só estava fazendo a sua obrigação”, pontuou.

David Neto critica cantor na Micareta e Via Bahia

Em pronunciamento na sessão da Câmara Municipal, nesta terça-feira (28), o vereador David Neto (PTN) parabenizou o prefeito José Ronaldo pela realização da Micareta 2015 e fez críticas a um cantor que se apresentou na festa com a cantora Ivete Sangalo. Na oportunidade, o edil criticou a ViaBahia Concessionária de Rodovias, que segundo ele, isolou o bairro Viveiros do restante da cidade.

“Parabenizo o prefeito pela realização da Micareta, mas acredito que o secretário de Cultura foi influenciado para colocar aquele cantor para se apresentar com Ivete, que é uma atração cara e boa. O cidadão que cantou com Ivete Sangalo só queria mesmo a sombra dela. Ficava puxando Ivete para lá e para cá; entrava com uma música diferente da que ela cantava. Ele não é cantor de trio. Narom Vasconcelos deveria olhar melhor, porque esse cantor passou mais de 30 anos tentando uma carreira e sempre foi cantor de baixo nível”, disse David Neto.

Em aparte, o vereador petista Beldes Ramos informou ao colega que o cantor só se apresentou com Ivete porque foi convidado por ela. “O cantor estava no trio, cantando, porque foi convidado por Ivete. Temos que respeitar e prestigiar os artistas da terra”, disse. De volta com a palavra, David questionou: “se é para valorizar, porque não colocou Márcia Porto e Paulo Bindá? Temos que ter pé no chão”, concluiu.

Mudando de assunto, David Neto falou sobre o alagamento das ruas por conta das fortes chuvas e também sobre a obra da ViaBahia, que segundo ele, deixou o bairro Viveiros isolado da cidade.

“Com essas chuvas fortes, eu tenho observado que certas ruas ficam alagadas e isso acontece porque temos muitos esgotos entupidos. Fui acompanhar a Embasa no processo de limpeza dos esgotos e observei muitos sacos e embalagens de merendas dentro deles. As escolas deveriam começar a fazer um trabalho educativo com as crianças, para que não joguem lixo nas ruas”, disse o vereador.

Ele acrescentou: “vou fazer uma indicação para quando um cidadão for flagrado jogando lixo nas ruas seja tirada uma foto dele e publicada em outdoors da cidade. E, se for um menor, que a fotos dos pais sejam divulgadas. Vamos ver se assim conseguimos intimidar as pessoas e elas parem de jogar lixo nas ruas, causando o entupimento dos esgotos”.

David Neto também criticou a passarela que divide o bairro Viveiros do Feira X, construída pela ViaBahia. “Assistindo a uma reportagem, observei que a ViaBahia fez um trabalho absurdo em nossa cidade quando isolou o bairro Viveiros da nossa cidade. Para ter acesso ao bairro, é preciso ir por trás do bairro Tomba. A ViaBahia deveria fazer um túnel ou um elevado para que os moradores daquele bairro não precisem fazer uma volta tão grande. Às vezes, as pessoas não têm o que comer e querem economizar na gasolina e, para isso, passam pela passarela”, avaliou.

Eremita Mota faz avaliação da Micareta 2015 

Em discurso no horário do grande expediente da Câmara Municipal, desta terça-feira (28), a vereadora Eremita Mota (PDT), sugeriu que a Micareta fosse repensada. A edil esteve presente na festa e fez algumas observações.

“Quem presenciou a festa e sabe o que é Micareta tem consciência de que o evento precisa ser repensado. Quem estava na festa sabe que não foi tudo bem. Precisa rever a organização das atrações, porque tiveram algumas que passaram sozinhas, sem público nenhum, enquanto outras arrastaram multidão, como o cantor Wesley Safadão. Vamos ser coerentes e rever o local e organização da Micareta”, disse Eremita.

A vereadora também falou sobre a violência na Micareta e o agrupamento dos foliões nos camarotes particulares. “Outra observação que fiz foi que a rua estava violenta, muito violenta. Eu andei pela rua e pude perceber isto. Muitas pessoas que gostam da festa estavam nos camarotes particulares, elas não têm coragem de brincar na rua. Graças a Deus, ainda existem jovens que gostam da festa e seguem algumas atrações na rua, como aconteceu com Wesley Safadão, e fizeram a pipoca bonita. A Micareta, quem sabe o que é, sabe que deixou muito a desejar. Não teve artistas de fora como acontecia”, afirmou.

Correia diz que vai cobrar apuração sobre denúncia do prefeito Furão

Em discurso na tribuna da Casa da Cidadania, nesta terça-feira (28), após o pedido do vereador Edvaldo Lima (PP) para que seja instalada uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) visando à investigação de supostas irregularidades na Micareta de Feira de Santana, o edil Correia Zezito (PTB) prometeu cobrar do prefeito José Ronaldo (DEM) a apuração sobre a denúncia do prefeito de São Gonçalo dos Campos, Antônio Dessa – Furão (PSD), contra o diretor de eventos da Secretaria Municipal de Cultura, Naron Vasconcelos.

Na última sexta-feira (24), em entrevista ao repórter Mário Sepúlveda, da Rádio Povo AM, do programa Diário da Feira, Furão afirmou que Naron teria cobrado R$ 1.500,00 para programar bandas nos trios durante a Micareta de Feira 2015.

“Vereador Edvaldo Lima, você pode ter certeza de que este vereador vai cobrar do prefeito que apure a denúncia do prefeito Furão, porque já chegou a hora de o prefeito tomar uma decisão com aquela Secretaria. Secretário Rafael, um conselho: que seja o senhor um advogado competente e honesto; apure a denúncia e conserte aquela Secretaria, são várias reclamações que acontecem em Feira envolvendo aquela pasta. Não deixe estragar a sua gestão”, declarou Correia.

Em aparte, o vereador David Neto (PTN) defendeu o diretor de eventos, afirmando que conhece Naron Vasconcelos há muitos anos, que é honesto e faz um trabalho de excelência dentro da Secretaria Municipal de Cultura. Em sua opinião, a denúncia do prefeito de São Gonçalo dos Campos é improcedente. “Não é o que falaram. Eu acho o seguinte: a pessoa que falou não tem credibilidade para isso”, afirmou.

Novamente com o uso da palavra, Correia Zezito ressaltou que, em momento algum, disse que Naron é desonesto. “Mas, o prefeito José Ronaldo tem que apurar a denúncia, tem que ter transparência”, disse.

Também em aparte, o líder do Governo na Câmara, vereador José Carneiro (PSL), afirmou que houve acusações tanto da parte do prefeito Furão quanto de Naron, inclusive, ambos prometeram levar o caso à Justiça.

“E aí o Governo Municipal tomará, sem dúvida, todas as posições no sentido de esclarecer e deixar claro o que ocorreu. E, se comprovar a participação do diretor de eventos em qualquer ato ilícito, não tenha dúvidas, Vossa Excelência faz parte deste Governo e sabe o quanto este Governo é comprometido com a transparência e não vai permitir que um diretor, um chefe, um secretário, seja quem for, venha macular o nome deste Governo”, disse o líder governista, salientando que o prefeito José Ronaldo não admite nenhum tipo de irregularidade em sua administração.

Ainda com relação à Micareta de Feira 2015, o vereador Correia Zezito parabenizou o prefeito José Ronaldo pela organização do evento. Segundo ele, a festa momesca deste ano foi excelente. “O enciumado do Zé Neto, com picuinhas, botou algumas questões contra o Micareta. No entanto, eu não concordo com ele, mas se tem denúncia para se apurar, tem que apurar; nós não podemos ficar calados aqui nesta Casa não”.

Na oportunidade, o edil criticou o Governo do Estado por não oferecer apoio logístico aos policiais militares que trabalharam na Micareta.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 106677 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]