Vereadores de Feira de Santana comentam sobre a Micareta 2015 e avaliam necessidade de debater festa com a sociedade

Pablo Roberto sugere debate amplo sobre a Micareta e critica vídeo produzido por político feirense.
Pablo Roberto sugere debate amplo sobre a Micareta e critica vídeo produzido por político feirense.
Pablo sugere debate amplo sobre a Micareta e critica vídeo produzido por político feirense.
Pablo Roberto sugere debate amplo sobre a Micareta e critica vídeo produzido por político feirense.

O vereador Pablo Roberto (PT), em discurso proferido na tribuna da Casa da Cidadania, na manhã desta quarta-feira (29/04/2015), sugeriu uma discussão mais ampla da Micareta de Feira de Santana, a fim de levantar os problemas e encontrar soluções para melhorar a organização do evento nos próximos anos.

Para o petista, o debate sobre a Micareta é de extrema importância, mas não pode ser apenas realizado logo após a festa, a discussão do evento, segundo ele, precisa ser frequente.

Na oportunidade, Pablo, sem revelar o nome do responsável, se pronunciou sobre um vídeo produzido por um político de Feira de Santana que tece duras críticas à organização da festa.

“Algumas coisas que têm ocorrido após a Micareta me deixou muito triste, porque não é comportamento de pessoas que se dizem políticos que representam esta cidade, não é comportamento digno daqueles que usam a imprensa todos os dias para dizer que defende Feira, que quer vê-la no caminho certo, no desenvolvimento”, disse.

O edil acrescentou: “eu não posso deixar de pontuar os problemas que ocorreram durante a Micareta, mas não posso também, em nome de picuinhas individuais, disputas meramente eleitoreiras, apagar o brilho dessa que é, sem sobra de dúvidas, por todas as dificuldades, a segunda maior festa de rua que o nosso estado realiza, que é a Micareta de Feira de Santana”.

Referindo-se ao autor do vídeo, Pablo disse que, no ano passado, nenhum político de Feira de Santana procurou a Câmara Municipal nem a Prefeitura propondo uma audiência pública para discutir a Micareta, nos meses de maio ou junho, por exemplo. “Isso dá a entender que ficou atrás do muro escondido o tempo todo, aguardando a realização da festa, para depois colocar o vídeo na internet, envergonhando Feira de Santana”, criticou o petista, ressaltando que, por conta do vídeo “raivoso”, o evento teve repercussão negativa até fora do estado da Bahia.

O vereador disse que participou ativamente da festa e percebeu que havia muitos foliões na avenida. “Tinha muita gente na rua, independentemente da atração. Tinha gente atrás do trio quando Claudinha passou, mas tinha gente também na rua quando as bandas daqui de Feira passaram, quando Galeguinho se apresentou, Quixabeira da Matinha e tantas outras bandas da cidade”, salientou Pablo, afirmando que este ano a Micareta foi melhor e mais democrática do que no ano passado.

O líder do Governo, vereador José Carneiro (PSL), também se pronunciou sobre o vídeo. “Essas mesquinharias que a gente vê, eu acredito, firmemente, que tenha partido de pessoas que tenham posições públicas, pessoas que primeiro elogia e depois percebe que politicamente não foi bom aquele elogio e aí retroage ao tempo e começa a encontrar apenas os pontos negativos”, disse.

José Carneiro desabafou: “estou me referindo ao deputado Zé Neto, o autor dessas posições antagônicas: primeiro elogiou no primeiro dia e no segundo dia Micareta, mas no terceiro percebeu que politicamente estava elogiando o adversário”.

David Neto sugere transferência da Micareta para a Nóide Cerqueira

Sob o argumento de que o trânsito e os comerciantes estão sendo prejudicados com a realização da Micareta de Feira de Santana na avenida Presidente Dutra devido à montagem de barracas, camarotes e outros equipamentos no local, o vereador David Neto (PTN), em pronunciamento na sessão legislativa desta quarta-feira (29), sugeriu a transferência do evento para a avenida Nóide Cerqueira.

“Na avenida Nóide Cerqueira não vai empatar o trânsito de Feira nem tirar o direito de ir e vir das pessoas na Presidente Dutra, onde o tráfego de veículos é muito grande. Eu acho que transferir o circuito para lá não iria dar tanto prejuízo aos empresários daquela localidade, não empataria o comércio. Ali tem um espaço muito grande, que dá muito bem para os foliões se divertirem, bem como para montagem de camarotes”, afirmou.

Correia faz críticas à apresentação de Igor Kannário na Micareta

A apresentação do cantor Igor Kannário durante a Micareta de Feira de Santana foi alvo de críticas por parte do vereador Correia Zezito (PTB), nesta quarta-feira (29), na Câmara Municipal.

Para Correia, foi um desrespeito às autoridades municipais. “Fiquei sabendo do que foi dito pelo cantor Igor Kannário na avenida ao criticar o prefeito José Ronaldo e esta Câmara Municipal”, disse.

O edil chamou atenção ainda para o posicionamento do artista com relação à Polícia Militar. “Igor Kannário criticou a polícia, o que é que a polícia vai fazer se ele anda portando drogas? É para ignorá-lo?”, questionou.

Em aparte, o vereador David Neto (PTN) afirmou que atos de violência acontecem quando o cantor se apresenta. “Todas as bandas passam e não vemos nenhuma agressão, mas quando esse cidadão passa é diferente”, disse David Neto.

Edvaldo Lima cobra informações sobre gastos com a Micareta

O vereador Edvaldo Lima (PP), em discurso, nesta quarta-feira (29), na Casa da Cidadania, chamou atenção para dois requerimentos de sua autoria, que dizem respeito a informações sobre a Micareta de Feira de Santana deste ano.

“No requerimento de nº 32/2015, a minha solicitação é para que a Micareta possa ser realizada no Parque de Exposições”, informou. Sobre o documento mencionado, o vereador José Carneiro (PSL) sugeriu ao colega que fizesse uma indicação, em vez de requerimento.

Na sequência, Edvaldo Lima destacou o requerimento de nº 33/2015. “Neste requerimento, peço para que seja apresentada a prestação de contas com relação à receita. Quero saber quanto os Governos Federal e Estadual destinaram; quanto o Município destinou, quanto foi arrecadado de patrocínios; quanto arrecadou com a permissão de exploração de espaços, sejam com camarotes particulares, barracões e barracas, como também dos comerciantes; valor pago em atrações, tanto locais quanto grandes atrações; o valor pago a trios, sonorização, palcos, arquibancadas, profissionais que trabalharam na fiscalização, entre outros”, disse.

O edil acredita que se há transparência, essas informações devem vir a público. “Estão aqui os requerimentos para que possamos debater e discutir essas informações, porque Feira de Santana quer transparência, se o Governo é transparente, ele precisa vir se explicar”, declarou Edvaldo.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 106739 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]