Vereador feirense avalia como grave denúncia de desvio de recursos financeiros do Hospital Geral Clériston Andrade

Lulinha diz que denúncia de jornal é muito grave.
Lulinha diz que denúncia de jornal é muito grave.
Lulinha diz que denúncia de jornal é muito grave.
Lulinha diz que denúncia de jornal é muito grave.

Ministério Público suspeita de fraude milionária no Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA). A denúncia do Jornal Folha do Estado foi destacada na sessão da Casa da Cidadania, desta segunda-feira (06/04/2015), por vários vereadores, entre eles, Luiz Augusto de Jesus – Lulinha (PEN).

O edil leu um trecho da matéria na íntegra. “Os gestores do Hospital Geral Clériston Andrade, José Carlos Pitangueira e Alexandre Silva Dumas estão sendo investigados pelo Ministério Público. O motivo do inquérito civil é uma suspeita de irregularidades na execução do Mutirão de Cirurgia de Varizes, realizado em Feira de Santana entre o período de 2013 e maio de 2014. Na ocasião foram comprados cerca de R$15 milhões em materiais cirúrgicos, negociações sem a apresentação de contratos, além de gastos com remunerações e utilização de materiais especiais acima do preço estabelecido em tabela”.

Após a leitura, ele teceu duras críticas à administração do HGCA. “Esta é uma denúncia muito grave. Eu estou sempre falando da questão do Hospital Geral Clériston Andrade, pois há pessoas morrendo sem conseguir a bendita regulação para a unidade, porque não tem vaga, mas tem R$15 milhões que devem ter sido desviados, ninguém sabe para que fim, mas o Ministério Público está investigando e acho que a Câmara Municipal também deveria criar uma comissão para ir ao secretário de Saúde do Estado e, até mesmo, fazer uma representação no Ministério Federal, para saber onde está o dinheiro”, disse.

Lulinha lembrou-se da dificuldade das pessoas em obterem atendimento no referido hospital. “A porta está fechada para o povo, só entra através de regulação ou do Samu”, lamentou.

Segundo ele, com o valor supostamente desviado poderia ser ampliada a capacidade da unidade hospitalar. “Esse dinheiro daria para construir varias UTIs, criar mais leitos, contratar mais médicos para dar assistência ao povo. Quem tem conhecimento da situação é a imprensa, que recebe reclamações todos os dias”, disse Lulinha, ressaltando que o HGCA atende Feira de Santana e diversos municípios circunvizinhos.

Atendendo à sugestão do vereador quanto à necessidade de intervenção da Câmara Municipal, o presidente Reinaldo Miranda, o Ronny (PSDB), convocou a Comissão de Saúde juntamente com os vereadores Marcos Lima (PRP), Ewerton Carneiro (PTN), Correia Zezito (PTB) e o próprio Lulinha (PEN), para buscarem informações sobre a denúncia junto ao secretário estadual de Saúde, Fábio Villas Boas.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 116685 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.