Ministério da Justiça define compromissos para garantir extradição de Henrique Pizzolato

Reprodução do passaporte de Henrique Pizzolato.
Reprodução do passaporte de Henrique Pizzolato.
Reprodução do passaporte de Henrique Pizzolato.
Reprodução do passaporte de Henrique Pizzolato.

O Ministério da Justiça informou hoje (11/04/2015) que finalizou o documento que será enviado ao governo da Itália para pedir a extradição do ex-diretor de Marketing do Banco do Brasil Henrique Pizzolato, condenado a 12 anos e sete meses de prisão na Ação Penal 470, o processo do mensalão.

O conteúdo da carta não foi divulgado, mas o governo brasileiro deverá firmar compromissos com as autoridades italianas para garantir a integridade física do condenado durante o cumprimento da pena. As alegações foram definidas após reunião entre o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e o embaixador Carlos Alberto Simas Magalhães, subsecretario das comunidades brasileiras no exterior.

Em fevereiro, a Corte de Cassação de Roma autorizou a extradição de Pizzolato, no entanto, a decisão final será do governo da Itália.  O ex-diretor tem cidadania italiana e fugiu após a condenação. Ele foi preso na cidade de Maranello em fevereiro de 2014, por porte de documento falso.

*Com informações da Agência Brasil.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112560 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]