Gays e Prostitutas entrarão primeiro no Reino de Deus

O Reino de Deus.
O Reino de Deus.
O Reino de Deus.
O Reino de Deus.

Nas Escrituras Sagradas encontramos em Lucas 12:42-48, a seguinte afirmação: “a quem muito foi dado, muito será cobrado”. 

Esta afirmativa nos ensina que quanto mais você conhece sobre os ensinamentos do nosso Irmão Jesus, mais responsável você se torna principalmente diante de seus irmãos em Cristo. A partir do momento em que você não coloca em prática os seus conhecimentos intelectuais, você não está observando os ensinamentos do Mestre e, para alguns, a cobrança interna passa a ser maior.

A partir do momento em que as pessoas se mantêm neutras, como Pilatos, ou se acham santas através de ações como a devoção semanal de frequentar os templos, pagando o dízimo, fazendo orações e evocando o nome do Senhor a todo o momento e só isso, deixam que os gays e prostitutas, que sempre são discriminados por grande parte dos religiosos, entrem primeiro no Reino de Deus, tornando as “falsas virtudes” destes religiosos desvanecidas.

Gays e prostitutas tem plena consciência de que não conseguem salvar nem mesmo a si, mas sabem que Jesus aceita todos que a igreja rejeita. Infelizmente alguns religiosos – independente de ser católico, protestante ou kardecista – pensam que só eles se “alimentarão dos pastos verdejantes do céu”.

Segundo a escritora Flannery O`Coner – The Complete Stories – “você encontrará Cristo quando estiver preocupado com o sofrimento dos outros e não com o seu”. Portanto, não podemos cobrar de uma criança que ela tenha comportamento de adulto, porque ela não tem a maturidade de um adulto. Do mesmo modo podemos aplicar este pensamento aos gays e prostitutas que a eles só cabem, por grande parte da sociedade, um olhar de desprezo. A eles o muito não foi dado, portanto muito não será cobrado. São todos filhos de Deus.

Alberto Peixoto
Sobre Alberto Peixoto 488 Artigos
Antonio Alberto de Oliveira Peixoto, nasceu em Feira de Santana, em 3 de setembro de 1950, é Bacharel em Administração de Empresas pela UNIFACS, e funcionário público lotado na Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia, atua como articulista do Jornal Grande Bahia, escrevendo semanalmente, é escritor e tem entre as obras publicadas os livros de contos: 'Estórias que Deus Duvida', 'O Enterro da Sogra, 'Único Espermatozoide', 'Dasdores a Difícil Vida Fácil', participou da coletânea 'Bahia de Todos em Contos', Vol. III, através da editora Òmnira. Também atua incentivador da cultura nordestina, sendo conselheiro da Fundação Òmnira de Assistência Cultural e Comunitária, realizando atividades em favor de comunidades carentes de Salvador, Feira de Santana e Santo Antonio de Jesus. É Membro da Academia de Letras do Recôncavo (ALER), ocupando a cadeira de número 26. E-mail para contato: [email protected] Saiba mais sobre o autor visitando o endereço eletrônico http://www.albertopeixoto.com.br.