Feira de Santana: vereador denuncia desvios de recursos públicos no Hospital Geral Clériston Andrade

Marcos Lima critica suspeita de desvio de verba no HGCA.
Marcos Lima critica suspeita de desvio de verba no HGCA.
Marcos Lima critica suspeita de desvio de verba no HGCA.
Marcos Lima critica suspeita de desvio de verba no HGCA.

Em pronunciamento na Câmara Municipal de Feira de Santana, nesta segunda-feira (06/03/2015), o vereador Marcos Lima (PRP) repercutiu, como muita tristeza, uma denúncia do Jornal Folha do Estado de que o Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA) está sob suspeita de desvio de verbas durante a realização de um mutirão de cirurgias de varizes.

“As pessoas precisam ir ao Hospital Geral Clériston Andrade e não têm atendimento, precisam ser reguladas e não há vagas, precisam de UTIs e não existem vagas, medicamentos em falta, equipamentos para cirurgias faltando, tudo isso é por causa do roubo que está acontecendo naquela unidade, no hospital mais importante do interior da Bahia”, criticou.

Segundo o edil, a suspeita do Ministério Público é de fraude milionária no HGCA. “Quero agradecer ao Jornal Folha do Estado, que traz este assunto em sua capa, onde o Ministério Público investiga o superfaturamento em R$15 milhões, que foram desviados da sua função”, disse Marcos Lima.

Em aparte, o vereador David Neto (PTN) disse haver mais desvios em outras unidades de saúde. “O roubo da saúde no estado não está apenas no Hospital Geral Clériston Andrade, mas em toda instituição de saúde no estado”, afirmou.

Para Marcos Lima, a denúncia é muito clara.  “O que traz o jornal é muito claro, muito claro o que está acontecendo na direção de José Carlos Pitangueiras”, disse o edil, cobrando providências. “Eu tenho certeza de que não é a única irregularidade que está acontecendo. É preciso detectar os verdadeiros fraudulentos e para onde foram os R$15 milhões, em que mãos estão este dinheiro. Não podemos aceitar e não podemos nos calar”, pontuou.

David Neto responsabiliza Zé Neto por indicações em hospital

Para o vereador David Neto (PTN), o líder do Governo na Assembleia Legislativa do Estado da Bahia, deputado Zé Neto (PT), tem que ser responsabilizado pelas indicações indevidas nos órgãos estaduais. A declaração do edil foi dada na sessão ordinária da Casa da Cidadania, desta segunda-feira (6), após vários vereadores se pronunciarem com relação à matéria do jornal Folha do Estado sobre a suspeita do Ministério Público de fraude milionária no Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA).

“Temos uma situação difícil no Hospital Geral Clériston Andrade. Há muitas pessoas nos corredores do hospital e outras aguardando na fila. Acredito que o primeiro passo para a mudança seria  o governador Rui Costa tirar os cargos do deputado Zé Neto, que só trabalham por interesse”, afirmou.

Em sua opinião, o deputado Zé Neto é culpado por ter indicado o diretor do HGCA, José Carlos Pitangueiras. “Se ele colocou uma pessoa lá, a responsabilidade é dele”, avalia.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112850 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]