Cachoeira: Fundação Hansen comemora centenário

As atividades desenvolvidas pela Fundação Hansen propõe desde lançamento de publicações com textos inéditos do próprio artista até oficinas de gravura gratuitas.
As atividades desenvolvidas pela Fundação Hansen propõe desde lançamento de publicações com textos inéditos do próprio artista até oficinas de gravura gratuitas.
As atividades desenvolvidas pela Fundação Hansen propõe desde lançamento de publicações com textos inéditos do próprio artista até oficinas de gravura gratuitas.
As atividades desenvolvidas pela Fundação Hansen propõe desde lançamento de publicações com textos inéditos do próprio artista até oficinas de gravura gratuitas.

A partir de hoje (24/04/2015), a Fundação Hansen inicia oficialmente as homenagens ao artista alemão Karl Heinz Hansen ou Hansen Bahia com a seguinte programação;  Sessão solene na Câmara de Vereadores de Cachoeira; Abertura de uma nova mostra e lançamento da publicação “100 anos Hansen- Bahia, 1915-2015” em parceria com Assembleia Legislativa do Estado da Bahia – ALBA, na Casa Museu Hansen Bahia em São Félix, no Recôncavo da Bahia.

“Esta publicação tem como finalidade ampliar a divulgação sobre um dos artistas plásticos mais importantes do século XX. Os textos são de diversos autores, entre eles, o próprio Hansen e Jorge Amado. O leitor verá gravuras que tem um traço específico o que designa as características de Hansen. Além dessa característica técnica, a publicação também mostra um pouco das opiniões de jornalistas e críticos sobre a trajetória do artista”, afirma o coordenador-executivo da Fundação Hansen, Elias Gomes de Souza.

Karl Hansen nasceu em Hamburgo em 19 de abril de 1915. Cedo, alistou-se na Marinha Alemã e participou da II Grande Guerra. Ao término do episódio bélico, Hansen inicia sua vocação: trabalhar a madeira para reproduzir xilogravuras. Viajou e descobriu o Brasil no final da década de 1950. Primeiro trabalhou na Companhia Melhoramentos, em São Paulo, depois veio para a Bahia, onde inicia uma série de gravuras chamada “Flor de São Miguel” com o apoio do escritor Jorge Amado, seu eterno amigo. Volta para Europa, produz mais xilogravuras dentro de um castelo, e depois vai para Adis Abebe, na Etiópia, ensinar a arte da gravura. Volta para o Brasil, para sua Bahia e assume o nome do estado como seu sobrenome.

“A importância de Hansen para o Recôncavo é imensa. Tanto que a Fundação vem realizando anualmente diversas atividades para preservar sua memória e o seu legado. Contudo, o centenário trará de forma contínua determinadas atividades, como as oficinas de gravura que terão início também no dia 24 de abril”, revela o gerente-técnico da Funadção Jomar Lima.

Além de gerenciar o acervo técnico, Jomar Lima juntamento com  Evandro Sybine, professor mestre da Escola de Belas Artes da UFBA, são os curadores da exposição montada na Casa Museu Hansen, em São Félix que estará aberta ao público. Na mostra, os curadores privilegiaram a trajetória do artista do ponto de vista técnico e cronológico.

Oficinas gratuitas

A Fundação Hansen oferecerá a partir do dia 28 de abril de forma continuada oficinas de gravura gratuitas. Para ministrar as oficinas, a instituição convidou o artista visual Zimaldo Melo, ex- aluno do Bacharelado de Artes Visuais da Universidade do Recôncavo da Bahia (UFRB) , no qual desenvolveu estudos sobre a gravura brasileira. A proposta é que diante do universo criado por Hansen Bahia na gravura o aluno se aproprie de uma imagem e recrie com seu próprio repertório outra obra. As oficinas serão ministradas de terça a sexta-feira, das 14h às 17h, na Fundação Hansen, Rua 13 de Maio, nº 13 na cidade de Cachoeira.  O horário de visitação no Museu/Casa será de terça a sexta-feira das 09h às 17h e sábado das 09h às 13h, acesso gratuito.

O quê: Início das Comemorações do Centenário de Hansen Bahia com oficina de gravura gratuita

Onde: Casa Museu Hansen, São Félix, 120 km de Salvador

Quando: dia 24 de abril de 2015

Horário: a partir das 17h

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 110961 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]