Coluna de Antônio José Larangeira de 3 de março de 2015

O arcebispo coadjutor dom Zanone Demettino, da arquidiocese participou da caminhada do perdão.
O arcebispo coadjutor dom Zanone Demettino, da arquidiocese participou da caminhada do perdão.
O arcebispo coadjutor dom Zanone Demettino, da arquidiocese participou da caminhada do perdão.
O arcebispo coadjutor dom Zanone Demettino, da arquidiocese participou da caminhada do perdão.

Movimento contra aumentos

A medida provisória do governo federal que aumenta as alíquotas da contribuição previdenciária de 1% para 2,5% e de 2% para 4,5% trarão um impacto negativo muito grande para as empresas e por este motivo o presidente da Associação Comercial de Feira Marcelo Alexandrino está movimentando os meios empresariais da região  para tratar a questão urgente e  posicionar frente a “mais um aumento de impostos comandado por este governo que está desgovernado”, segundo líder do comercio feirense.

Arcebispos no perdão

O arcebispo dom Itamar Vian  capitaneou a caminhada do perdão no domingo  ultimo, em Feira de Santana quando revelou que a mesma foi criada há alguns anos com o objetivo de chamar a atenção da comunidade para a violência e a necessidade de haver paz e perdão. Por outro lado o  arcebispo coadjutor dom Zanone Demettino, que assumirá até o final deste ano a arquidiocese feirense , em substituição a dom Itamar, também participou e declarou a sua satisfação em  iniciar o seu ministério com este acontecimento “A impressão que tenho é de vitalidade e presença da igreja na cidade”,  arrematou.

Ricardo Brito foi para o Depin

O governador Rui Costa exonerou o delegado Ricardo  Brito do cargo de coordenador regional de Polícia e o nomeou diretor do Departamento de Polícia do Interior (Depin), que era dirigido pelo delegado Moisés Damasceno. Ricardo Brito trabalhou na 3ª delegacia, em Humildes, foi coordenador regional de Alagoinhas, e atuou na 1ª Coorpin (Coordenadora de Polícia do Interior) de Feira de Santana, onde fez um excelente trabalho de combate ao crime.

Morreu cineasta

O cineasta baiano Tuna Espinheira faleceu na tarde de sábado, 28, no Hospital da Bahia, em Salvador. O sepultamento ocorreu  domingo, às 11 horas, no Jardim da Saudade, em Brotas.

Em 2013, ele realizou em Feira de Santana o filme “O Imaginário de Juraci Dórea no Sertão: Veredas”, sobre a obra do artista feirense. O mesmo era amigo do critico de cinema Dimas Oliveira com quem trabalhou juntos.

Feijoada Vitrô

Uma novidade ocorrerá  entre  7 e 14 próximo, no Vitrô Restaurante e que acontecerá todos os sábados ao meio dia. Refiro-me à Feijoada Vitrô, que foi anunciado neste sábado pelo maitre Dilton Argolo e o chef de cozinha Wagner especialista na iguaria no estilo carioca. Deverá ser bastante concorrida.

Festa para Naron

Completou idade nova o diretor de Turismo Naron Vasconcelos, que foi bastante festejado pelos seus familiares  e amigos mais chegados. Não sobrou para os abraços.

O cineasta baiano Tuna Espinheira faleceu na tarde de sábado, e em 2013, ele realizou em Feira de Santana o filme "O Imaginário de Juraci Dórea no Sertão: Veredas", sobre a obra do artista feirense.
O cineasta baiano Tuna Espinheira faleceu na tarde de sábado, e em 2013, ele realizou em Feira de Santana o filme “O Imaginário de Juraci Dórea no Sertão: Veredas”, sobre a obra do artista feirense.
O delegado Ricardo Brito foi nomeado pelo governador do estado, diretor do Departamento de Polícia do Interior (Depin).
O delegado Ricardo Brito foi nomeado pelo governador do estado, diretor do Departamento de Polícia do Interior (Depin).
Antonio José Larangeira
Sobre Antonio José Larangeira 3041 Artigos
Antonio José Larangeira nasceu em 11 de janeiro de 1945, é natural de Santo Amaro da Purificação (BA), é formado em Administração, pela Faculdade Anísio Teixeira (FAT). Atua como jornalista profissional, com registro nº 514 (SINJORBA/FENAJ) e publica coluna diária nos jornais Grande Bahia, Pátria Latina e Tribuna da Bahia. E-mail: [email protected]