SwissLeaks: vaza lista com brasileiros envolvidos no escândalo do HSBC

Lista traz quase uma centena de nomes de sonegadores residentes no Brasil. Somente no trecho acima, há pessoas de Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro.
Lista traz quase uma centena de nomes de sonegadores residentes no Brasil. Somente no trecho acima, há pessoas de Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro.
Lista traz quase uma centena de nomes de sonegadores residentes no Brasil. Somente no trecho acima, há pessoas de Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro.
Lista traz quase uma centena de nomes de sonegadores residentes no Brasil. Somente no trecho acima, há pessoas de Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro.

Novos endereços de brasileiros correntistas do HSCB da Ásia, para sonegação de impostos, foram divulgados por jornalista de Hong Kong. Lista traz quase uma centena de nomes de sonegadores residentes no Brasil. Somente no trecho acima, há pessoas de Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro

A lista inclui nomes de brasileiros com contas no banco HSBC, na Ásia, não para de crescer. Nesta terça-feira (17/02/2015), mais endereços de correntistas brasileiros do banco na Ásia, que mantinha recursos não declarados ao fisco brasileiro no paraíso fiscal, foi divulgada pelo site “Jornal GGN“,  publicada pelo jornalista Luiz Nassiff.

Segundo o portal de notícias,  a lista com o novo conjunto de endereços foi divulgada por um jornalista de Hong Kong, na China. No portal, Nassiff convoca internautas a realizar um mutirão de busca, junto ao 102, para encontrar os nomes dos moradores dos endereços citados.

Na lrelação, chamada “lista asiática” (clique), o site conseguiu encontrar 93 contas relacionadas a endereços no Brasil.  A pesquisa, segundo divulgou o site, chegou ao nome de uma atriz  da Rede Globo, e operadores de mercado.

Até agora, por  motivos ainda não suficientemente esclarecidos, a grande mídia brasileira tem ignorado o caso solenemente apesar de haver jornalistas nacionais envolvidos no consórcio que tem acesso ao inteiro teor do material.

Entenda o caso – No último final de semana, o Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos (ICIJ), divulgou o projeto SwissLeaks, por meio do qual foram expostos quase 60 mil arquivos com detalhes sobre mais de 100 mil correntistas do HSBC e suas movimentações bancárias, entre 1988 e 2007.

As contas bancarias reveladas somam mais de US$ 100 bilhões depositados em filiais do banco por correntistas ao redor do mundo.

À época, os dados sobre as correntes foram vazados pelo ex-funcionário do banco Herve Falciani. As informações foram entregues por ele a autoridades francesas, em 2008. Com o projeto SwissLeaks, mais de 140 jornalistas em 45 países investigam os nomes envolvidos no caso.

Até o momento, foram descobertas contas secretas, no HSBC da Suíça, de 6,6 mil brasileiros. Estima-se que os depósitos de correntistas brasileiros no paraíso fiscal possa chegar a US$ 7 bilhões.

Com informações da Agência PT.

Leia +

SwissLeaks: como o HSBC ‘ajudou’ milionários a sonegar impostos

Revelações do SwissLeaks são a “ponta do iceberg”, diz Falciani

SwissLeaks: saiba como contas secretas permitem sonegação de bilhões na Suíça

SwissLeaks: Receita Federal está de olho em correntistas brasileiros do HSBC na Suíça

HSBC pede desculpas em jornais britânicos por causa do SwissLeaks

SwissLeaks: as cinco estratégias favoritas dos ricos para sonegar impostos

SwissLeaks: HSBC manteve contas secretas de 8 mil brasileiros na Suíça, e mais de mais de 100 mil contas de clientes de outros países

Investigação do SwissLeaks revela esquemas de evasão fiscal no banco HSBC

SwissLeaks: Reino Unido investiga HSBC por fraude financeira; França pode abrir julgamento

SwissLeaks: vaza lista com brasileiros envolvidos no escândalo do HSBC

SwissLeaks: MP suíço faz buscas no HSBC para investigar lavagem de dinheiro

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108250 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]