Senador Walter Pinheiro diz que Bahia terá aumento em R$ 300 milhões com mudança do ICMS

Senador Walter Pinheiro: "Apenas o Estado da Bahia, por exemplo, passará a arrecadar cerca de 300 milhões de reais, que hoje é devido ao Estado, pela falta de regras justas na distribuição do Imposto".
Senador Walter Pinheiro: "Apenas o Estado da Bahia, por exemplo, passará a arrecadar cerca de 300 milhões de reais, que hoje é devido ao Estado, pela falta de regras justas na distribuição do Imposto".
Senador Walter Pinheiro: "Apenas o Estado da Bahia, por exemplo, passará a arrecadar cerca de 300 milhões de reais, que hoje é devido ao Estado, pela falta de regras justas na distribuição do Imposto".
Senador Walter Pinheiro: “Apenas o Estado da Bahia, por exemplo, passará a arrecadar cerca de 300 milhões de reais, que hoje é devido ao Estado, pela falta de regras justas na distribuição do Imposto”.

O senador Walter Pinheiro (PT/BA) comemorou  a aprovação, na noite de ontem  (03/02/2015),  pelo Plenário da Câmara dos Deputados, da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 197/12, do Senado, que fixa novas regras para incidência do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) do e-commerce, nas  vendas de produtos pela internet ou por telefone. Foram 388 votos a favor da proposta e 66 contra.

Pinheiro vibrou com a aprovação da proposta, ao lembrar que a velocidade do e-commerce não podia esperar mais por mudanças na legislação. “Em 1990, o comércio eletrônico movimentava 540 milhões de reais. Neste ano a perspectiva é faturar mais de 30 bilhões de reais”, observa. “Apenas o Estado da Bahia, por exemplo, passará a arrecadar cerca de 300 milhões de reais, que hoje é devido ao Estado, pela falta de regras justas na distribuição do Imposto”, destacou.

O senador disse ainda que vai acompanhar de perto a tramitação da matéria no Senado, já que devido às mudanças feitas no texto, ela retorna à Casa de origem para nova votação. “A PEC nº103/2012 no Senado, de autoria do senador Delcídio do Amaral (PT-MS), sofreu alterações na Câmara, e é preciso acompanhar o texto final, conforme inúmeros debates que já promovemos nas duas Casas”, afirmou.

As novas regras valerão a partir do ano seguinte ao da promulgação da futura emenda, obedecido ao prazo de 90 dias de anterioridade, contados da publicação.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108296 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]