SDE protocola estudo de impacto ambiental da ponte Salvador – Ilha de Itaparica

Vista aérea Salvador – Ilha de Itaparica. (Foto: Carlos Augusto | Jornal Grande Bahia).
Vista aérea Salvador – Ilha de Itaparica. (Foto: Carlos Augusto | Jornal Grande Bahia).
Vista aérea Salvador – Ilha de Itaparica. (Foto: Carlos Augusto | Jornal Grande Bahia).
Vista aérea Salvador – Ilha de Itaparica. (Foto: Carlos Augusto | Jornal Grande Bahia).

A Secretaria do Planejamento (Seplan) protocolou nesta quinta-feira (05/02/2015), junto ao Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), o Estudo de Impacto Ambiental (EIA) da ponte Salvador – Ilha de Itaparica.

O órgão ambiental tem prazo legal de 60 dias para dar um parecer sobre o estudo. O vice-governador e secretário do Planejamento, João Leão, destaca que este é um avanço para a concretização do projeto. ‘Este é um passo muito importante para transformarmos a ponte em realidade. O governador Rui Costa está empenhado e pediu para eu me dedicar a este projeto”.

O trabalho foi feito pelas empresas V&S e Nemus, que, em outubro de 2013, venceram a licitação para realizar o estudo, o qual envolve avaliação dos impactos ambientais e sociais do projeto e identificação de ações mitigadoras. Durante os trabalhos foram feitas diversas coletas – sedimentos, águas superficiais, águas subterrâneas, ruídos, geomorfologia, plâncton e bentos.

As empresas fizeram os levantamentos considerando os traçados das 15 alternativas locacionais e tecnológicas estudadas. Outro aspecto abordado foi a análise socioeconômica das áreas de influência. O Inema analisará o documento entregue e, caso julgue necessário, recomendará ajustes. Quando os ajustes forem feitos, o órgão ambiental fará a convocação para audiências públicas, por meio do Diário Oficial da Bahia, com antecedência mínima de 45 dias.

A previsão da Seplan é que sejam realizadas, pelo menos três audiências, uma em cada um dos municípios mais diretamente afetados pela construção da ponte (Salvador, Vera Cruz e Itaparica). Quando forem anunciadas as datas das audiências também será divulgado onde e como a sociedade poderá ter acesso ao Relatório de Impacto Ambiental (Rima). Depois da oitiva da comunidade e da sociedade civil organizada, as opiniões manifestadas serão apreciadas e poderão ser incorporadas ao projeto. Ao final destas etapas, o Inema emitirá a licença prévia.

O projeto – A Ponte Salvador–Ilha de Itaparica é parte do Sistema Viário Oeste (SVO), que visa permitir novo vetor de desenvolvimento regional na Bahia. Além da construção da ponte, o projeto contempla um conjunto de obras rodoviárias, a exemplo da construção do trecho entre a cabeceira da ponte na ilha e o entroncamento com a BA-001; requalificação da rodovia BA-001, no trecho urbanizado de Mar Grande, que passará a ter estrutura de avenida urbana de velocidade média; construção de um desvio rodoviário em Vera Cruz; e a duplicação da BA- 001, em trecho não urbanizado deVera Cruz, entre a Ponte do Funil e a nova rodovia.

O traçado atual considerado pelo Governo do Estado prevê que as cabeceiras da ponte serão na região de Gameleira, no município de Vera Cruz e, em Salvador, no bairro do Comércio, tendo acesso direto com a Via Expressa. Com 12,2 quilômetros de extensão, a Ponte Salvador-Ilha de Itaparica será a segunda maior da América Latina e ocupará a 23ª posição num ranking mundial de pontes sobre mar, rio ou baía.

Quando for concluída, a ponte beneficiará, de forma mais direta, 45 municípios, que somam 4,4 milhões de habitantes, dos quais 800 mil moram nas áreas da ilha, baixo sul e Recôncavo. A expectativa é que a dinamização da economia gere 96 mil empregos. Essas novas vagas serão distribuídas, especialmente, em oito setores – turismo, logística, educação, saúde, comércio, agricultura, naval e construção civil.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112629 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]