Japoneses discutem Sistema Koban de policiamento comunitário com representantes do Governo da Bahia

Maurício Teles Barbosa e Katsuya Endo discutem Sistema Koban.
Maurício Teles Barbosa e Katsuya Endo discutem Sistema Koban.
Maurício Teles Barbosa e representantes da comitiva japonesa.
Maurício Teles Barbosa e representantes da comitiva japonesa.
Maurício Teles Barbosa e Katsuya Endo discutem Sistema Koban.
Maurício Teles Barbosa e Katsuya Endo discutem Sistema Koban.

Desde a última segunda-feira (26/01/2015) na capital baiana, a comitiva de policiais japoneses enviada pela Secretaria Nacional de Segurança Pública para avaliar o trabalho da polícia realizado nas bases comunitárias, encerrou sua passagem por Salvador com uma visita à Secretaria da Segurança Pública, na tarde desta quinta-feira (29)

O modelo de policiamento comunitário adotado na Bahia segue os moldes do Sistema Koban, aplicado pela polícia japonesa há anos e que apresentou resultados muito positivos na redução da criminalidade no país oriental. Líder da comitiva, o chefe inspetor Katsuya Endo afirmou que ainda é cedo para avaliar o resultado das BCS baianas, assim como as demais experiências no Brasil. O modelo é aplicado no Japão há mais de 100 anos. “O que ficou bem claro nas visitas feitas por nós é que os comandantes das bases conhecem a fundo quais os principais problemas enfrentados pela comunidade”, contou.

Já o secretário da SSP, Maurício Teles Barbosa, destacou algumas das dificuldades encontradas para a difusão do ideal Koban. “É um grande desafio adaptar o sistema Koban da forma como é aplicado no Japão à realidade brasileira, que conta com muita desigualdade e precariedade em outras áreas como educação e cultura”, afirmou.

Katsuya Endo  disse que um dos grandes desafios é a mudança da imagem da polícia como instituição meramente repressora. “Este não é um problema exclusivo da polícia baiana, mas das instituições de segurança pública de todos os estados do Brasil”, continuou, ressaltando a necessidade de se difundir de maneira mais eficiente a função e os serviços das BCS.

Vistoria

A  pedido da comitiva japonesa a Bahia foi o primeiro estado a receber a visita para avaliação, que também vai chegar, nos próximos dois meses, aos estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Espírito Santo. Após a finalização destas visitas, o grupo deve sugerir intervenções para aprimorar ainda mais a aplicação do policiamento comunitário nos estados que adotaram o sistema Koban.

Em Salvador, as bases comunitárias de Segurança do Calabar, Fazenda Coutos, Bairro da Paz, Rio Sena e Camaçari passaram pela vistoria do grupo japonês, que teve o acompanhamento do capitão Maurício Pavão Flores, representante da Senasp, e do superintendente de Prevenção à Violência, coronel Sérgio Baqueiro.

 

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112723 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]