Feira de Santana: diretor do Jornal Grande Bahia colabora com investigação do Ministério Público sobre serviços de telecomunicação

O jornalista e cientista social Carlos Augusto e o promotor de justiça Sávio Henrique Damasceno Moreira. Jornal Grande Bahia colabora com investigações do Ministério Público.
O jornalista e cientista social Carlos Augusto e o promotor de justiça Sávio Henrique Damasceno Moreira. Jornal Grande Bahia colabora com investigações do Ministério Público.
O jornalista e cientista social Carlos Augusto e o promotor de justiça Sávio Henrique Damasceno Moreira. Jornal Grande Bahia colabora com investigações do Ministério Público.
O jornalista e cientista social Carlos Augusto e o promotor de justiça Sávio Henrique Damasceno Moreira. Jornal Grande Bahia colabora com investigações do Ministério Público.
Ofícios do Ministério Público e resposta do Jornal Grande Bahia.
Ofícios do Ministério Público e resposta do Jornal Grande Bahia.

O cientista social e jornalista Carlos Augusto, responsável pela direção do Jornal Grande Bahia, foi recebido pelo promotor de justiça Sávio Henrique Damasceno Moreira, na quinta-feira (12/02/2015), na sede do Ministério Público do Estado da Bahia (MPBA), em Feira de Santana. Na oportunidade, em resposta aos ofícios encaminhados pelo MPBA, Carlos Augusto entregou cópias de reportagens e documentos concernentes aos serviços de telecomunicação de Feira de Santana.

Os ofícios foram encaminhados, na sexta-feira (06/02), à direção do jornal pelo MPBA. Eles solicitam apoio do jornal na divulgação de informações, e também têm a finalidade de informar sobre abertura de inquéritos, que objetivam averiguar falhas na prestação dos serviços de telecomunicação no município de Feira de Santana, operados pelas empresas Oi e GVT.

Reunião

Durante o encontro, o promotor Sávio Damasceno expressou desejo de aproximação entre o Ministério Público e a imprensa de Feira de Santana. Ele informou que a iniciativa dos ofícios objetiva ampliar a interlocução da entidade com a sociedade. Damasceno também destacou a necessidade dos usuários aderirem ao Programa de Aferição de Qualidade da Banda Larga no Brasil, realizado pela Entidade Aferidora de Banda Larga – EAQ (http://www.brasilbandalarga.com.br/).

Ao aderir ao programa, o promotor de justiça explica que os usuários da internet passam a atuar como auditores da rede. Para que isto ocorra, é necessário que o usuário da internet se cadastre no programa, e recebe um aparelho que mede a qualidade da rede. Os dados são enviados para entidade aferidora. Na sequência, eles são utilizados por órgãos de controle do Estado com a finalidade de cobrar das operadoras dos serviços os investimentos necessários a manutenção e melhoria da Internet.

O aparelho fornecido pela Entidade Aferidora de Banda Larga é usado em computadores de mesa e notebooks. Para aparelhos móveis, o usuário baixa um aplicativo e automaticamente os dados são enviados para a entidade aferidora. O serviço não gera ônus financeiro para os usuários, e o sigilo de dados do usuário são garantidos.

Baixe

Documentação entregue pelo Jornal Grande Bahia ao Ministério Público da Bahia, em 12 de fevereiro de 2015

Leia +

Ministério Público instaura inquéritos para apurar má prestação do serviço de telecomunicação em Feira de Santana

Ministério Público do Estado da Bahia encaminha ofícios ao Jornal Grande Bahia

Feira de Santana: diretor do Jornal Grande Bahia colabora com investigação do Ministério Público sobre serviços de telecomunicação

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Carlos Augusto 9609 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).