Em nota, Partido dos Trabalhadores declara que não se mobilizará contra atos antigoverno Rousseff

Alberto Cantalice, vice-presidente do PT e coordenador de Redes Sociais.
Alberto Cantalice, vice-presidente do PT e coordenador de Redes Sociais.
Alberto Cantalice, vice-presidente do PT e coordenador de Redes Sociais.
Alberto Cantalice, vice-presidente do PT e coordenador de Redes Sociais.

O Partido dos Trabalhadores (PT) emitiu nota na quarta-feira (18/02/2015), afirmando que “não se mobilizará contra atos antigoverno”. A nota é assinada por Alberto Cantalice, vice-presidente e coordenador de Redes Sociais do Partido dos Trabalhadores.

Confira o teor da nota

Partido se mantém firme na defesa e na ampliação das conquistas obtidas pela população nos últimos anos

O PT não fará qualquer contraposição oficial a eventuais atos contra o partido ou governo da presidenta Dilma Rousseff, agendados para o dia 15 de março, conforme anúncios na internet.

A orientação clara foi transmitida à militância pelo vice-presidente nacional e coordenador das redes sociais da legenda, Alberto Cantalice.

Como já divulgado pela mídia, partidos de oposição tentam organizar atos antidemocráticos para buscar desestabilizar a atual gestão.

“Não convocamos nem vamos convocar nada neste sentido. Nosso governo segue firme no propósito de ampliar as conquistas obtidas pela população desde que o PT assumiu a Presidência”, afirma Cantalice.

Para ele, seria um erro cair nessa provocação dos setores conservadores..

Leia a íntegra da mensagem enviada à militância e simpatizantes do PT por meio das redes sociais:

“Companheiras e companheiros,

A oposição, derrotada no último pleito, teima em não descer do palanque e compreender que as eleições acabaram.

Alguns mais afoitos pregam a quebra da legalidade em clara inspiração golpista e estimulam convocações de rua no intuito de nos emparedar.

De outro lado, não podemos em hipótese alguma entrar no jogo dos adversários. Por isso, NÃO estamos convocando nenhuma manifestação para nos contrapormos aos tais atos convocados para o dia 15 de março.

Cair nas provocações seria um erro crasso!

Estamos sim vigilantes e firmes na defesa das conquistas sociais desses 12 anos e pelo respeito aos mais de 54 milhões de brasileiras e brasileiros que sufragaram o nome da Presidenta Dilma Rousseff.”

Alberto Cantalice, vice-presidente e coordenador de Redes Sociais

São Paulo, 18 de fevereiro de 2015.

*Com informações da Agência PT de Notícias.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 114872 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.