Deputado Carlos Geilson cobra ações do governo contra a Viabahia

Deputado Carlos Geilson suplica ao governador Rui Costa por ações contra a Viabahia.
Deputado Carlos Geilson suplica ao governador Rui Costa por ações contra a Viabahia.
Deputado Carlos Geilson suplica ao governador Rui Costa por ações contra a Viabahia.
Deputado Carlos Geilson suplica ao governador Rui Costa por ações contra a Viabahia.

Os transtornos causados pela Viabahia, administradora da BR-324, foram tema de pronunciamento do deputado estadual Carlos Geilson (PTN) na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) nesta quarta-feira (04/02/2015). Na ocasião, o parlamentar cobrou ações do governo estadual para que a empresa cumpra com suas obrigações.

“Clamo ao governador Rui Costa, que enquanto deputado federal esteve conosco na ANTT reclamando dos desmandos da Viabahia, para que se una a nós e chame a diretoria dessa empresa para que faça intervenções responsáveis. Hoje você não sabe se vai chegar no horário de uma consulta médica, pois a concessionária está fazendo pequenas intervenções. É um canteiro que é recuperado, é um asfalto que precisa tapar um buraco. E enquanto isso a nossa vida vira um inferno, um caos, um transtorno”, afirma Geilson.

O parlamentar também frisou que as intervenções são necessárias, porém elas deveriam ser feitas antes da cobrança do pedágio. Hoje o percurso entre Feira de Santana e Salvador, que antes se fazia em 50 minutos, não se faz em menos de duas horas e, em muitos momentos, até quatro horas. “Governador, se for o caso, colabore na criação de medidas cabíveis para que seja suspensa a cobrança de pedágio até que todas as intervenções sejam realizadas. Ninguém aguenta mais os transtornos, ninguém aguenta mais esse sofrimento”, conclui o deputado Carlos Geilson.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 107970 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]