Shopping Popular é apresentado ao Conselho de Desenvolvimento Econômico de Feira de Santana

Secretário Antonio Carlos Borges Júnior apresenta proposta do Shopping Popular no Centro de Abastecimento de Feira de Santana.
Secretário Antonio Carlos Borges Júnior apresenta proposta do Shopping Popular no Centro de Abastecimento de Feira de Santana.
Secretário Antonio Carlos Borges Júnior apresenta proposta do Shopping Popular no Centro de Abastecimento de Feira de Santana.
Secretário Antonio Carlos Borges Júnior apresenta proposta do Shopping Popular no Centro de Abastecimento de Feira de Santana.

O secretário municipal do Trabalho, Turismo e desenvolvimento Econômico,  Antonio Carlos Borges Júnior, apresentou, nesta terça-feira (27/01/2015), aos membros do Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico, a minuta do  projeto arquitetônico e o edital do Shopping Popular de Feira de Santana, iniciativa que faz parte do plano  de requalificação do centro comercial da cidade , o Pacto de Feira, e cuja licitação será lançada no dia 6 de fevereiro.

Previsto para ser entregue num prazo estimado de um ano, o Shopping Popular está orçado em R$ 131,6 milhões, através de uma Parceria Pública Privada (PPP), com um aporte de R$ 13 milhões da Prefeitura Municipal, em forma de subsídios e concessões. Neste sentido, a Prefeitura também cederá o terreno para a construção do equipamento.

O shopping, que será construído numa área de 30 mil metros quadrados, contígua ao Centro de Abastecimento, contará com 9.552 metros quadrados destinados à locação de boxes, num total de 1.831 unidades, cada um medindo 5 metros quadrados. Só para os setores de restaurantes e lanchonetes estão previstos, respectivamente, 630 e 929 metros quadrados.

O secretário Borges Júnior estima que estes dois seguimentos terão um papel significante dentre as receitas do empreendimento comercial, gerando, em torno de aluguéis de boxes e outras áreas, um faturamento de R$ 318,18 milhões, em todo o projeto. Outros setores, a exemplo de lojas de alimentação e de serviços, foram reservadas áreas de 630 e 929 metros quadrados, respectivamente, perfazendo um total de l.559 metros quadrados.

A empresa vencedora da licitação terá um prazo de 30 anos para explorar o equipamento. Segundo estimativas da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, a receita bruta para este período é estimada em R$ 531 milhões, dos quais 5% serão repassados à Prefeitura Municipal, ou seja, R$ 26,55 milhões.

Para o primeiro ano, o valor do condomínio por metro quadrado ficou orçado em R$ 46,55, alcançando R$ 57,25, no último ano. Com taxa de inadimplência a curva presumida é de 30%, no primeiro ano,  e de 15% nos demais anos de operação.

Durante o encontro realizado no salão de convenções de um hotel da cidade, algumas críticas e ponderações apresentadas ao projeto do Shopping Popular por membros do Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico (em sua maioria formada por lideranças sindicais e de associações de classes representativas do comércio feirense) serão acatadas, aprimoradas e, segundo o secretário Borges Júnior, “ dentro do entendimento comum entre as partes, agregadas em caráter definitivo à concepção do projeto”, ponderou.

Leia +

Representantes dos camelôs diz que projeto da Prefeitura de Feira de Santana para construção do shopping popular é contestado na justiça

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 120656 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.