Palestinos entram com pedido de adesão ao Tribunal Internacional e pedem que Israel seja julgado por crime de guerra

Representantes da Autoridade Palestina apresentaram nesta sexta-feira documentos para integrar o TPI; governo palestino confirmou que vai buscar ação retroativa contra Israel por supostos crimes de guerra cometidos em Gaza em 2014.

Representantes da Autoridade Palestina apresentaram nesta sexta-feira, nas Nações Unidas, documentos para adesão a 16 tratados e convenções internacionais incluindo o Estatuto de Roma, que criou o Tribunal Penal Internacional, TPI, com sede em Haia.

De acordo com uma nota publicada pelo porta-voz da ONU, os documentos estão sendo revistos para “que sejam determinados os próximos passos apropriados.”

Retroativo

O governo palestino confirmou que vai buscar ação retroativa contra Israel no TPI por supostos crimes cometidos em Gaza no ultimo conflito no ano passado. Cerca de 2,2 mil palestinos e 70 israelenses morreram durante o confronto de 51 dias que acabou em agosto.

Segundo o embaixador palestino na ONU, Riyad Mansour, foi entregue uma carta ao escritório do TPI na noite da quinta-feira pedindo “retroatividade” em relação ao que chamou de “crimes cometidos na última guerra em Gaza”. Mas o documento também deixa espaço para outras divergências com Israel.

Mansour declarou ser “um passo muito significativo buscar justiça através de uma opção legal”. Ele mencionou ainda ser uma “opção pacífica e civilizada”.

Até o momento do pronunciamento do embaixador, Israel não havia reagido à declaração nas Nações Unidas.

*Por Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 106708 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]