Deputado Antonio Imbassahy comenta sobre prisão de Nestor Cerveró

Nestor Cerveró é preso pela PF no caso Lava Jato.
Nestor Cerveró é preso pela PF no caso Lava Jato.
Nestor Cerveró é preso pela PF no caso Lava Jato.
Nestor Cerveró é preso pela PF no caso Lava Jato.

O líder do PSDB na Câmara Federal, Antonio Imbassahy (BA), destacou no seu Facebook a prisão o ex-diretor da área Internacional da Petrobras Nestor Cerveró, nesta quarta-feira (14/01/2015), no Rio de Janeiro e depois transferido para Curitiba. O parlamentar lembrou o histórico de Cerveró durante as investigações da Operação Lava Jato.

“O ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró, aquele que preparou o relatório que resultou na compra criminosa da refinaria de Pasadena, foi preso nesta madrugada no Rio, quando voltava de Londres. Segundo o Ministério Público Federal, nas últimas semanas Cerveró tentou transferir meio milhão de reais para sua filha e recentemente passou para familiares 3 apartamentos adquiridos com recursos de origem duvidosa. Na operação, os imóveis, que valem mais de R$ 7 milhões, foram declarados por apenas R$ 560 mil”, afirmou o tucano.

Cerveró foi detido pela Polícia Federal. ele é  é acusado de envolvimento nos crimes investigados na Operação Lava Jato, que desmontou um esquema bilionário de lavagem de dinheiro em março de 2014. A denúncia contra ele foi aceita pelo juiz federal Sérgio Moro, responsável pelas ações oriundas da Lava Jato na primeira instância, em 17 de dezembro de 2014. Conforme o inquérito, os crimes financeiros cometidos pelo ex-diretor ocorreram entre 2006 e 2012.

Por meio de nota, o Ministério Público Federal (MPF) informou que foi cumprido um mandado de prisão preventiva, já que “há indícios de que o ex-diretor continua a praticar crimes e se ocultará da Justiça”.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 106826 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]