Volume de barragem no semiárido baiano aumenta com uso de tecnologia inédita no Brasil

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Barragem do França em Piritiba.
Barragem do França em Piritiba.
Barragem do França em Piritiba.
Barragem do França em Piritiba.

Responsável pelo abastecimento de água dos municípios de Miguel Calmon, Mundo Novo e Piritiba, no centro-norte da Bahia, a Barragem do França teve a capacidade de armazenamento ampliada em 30%, graças à implantação de nove módulos de fusegates. A tecnologia, inédita no Brasil, recebeu investimento de R$ 2.180.405 do Governo do Estado e beneficia cerca de 100 mil pessoas da região.

A execução do projeto ficou sob responsabilidade da Companhia de Engenharia Ambiental e Recursos Hídricos da Bahia (Cerb), empresa vinculada à Secretaria do Meio Ambiente (Sema), que presta manutenção e opera as principais barragens da Bahia. Segundo o diretor de Meio Ambiente e Recursos Hídricos da Cerb, Godofredo Correia Lima Júnior, as características locais e o custo-benefício foram decisivos na escolha da região para a instalação dos fusegates.

“Essa tecnologia é francesa e permite guardar a água por um período maior. Como a região semiárida é muito carente de água, essa tecnologia foi escolhida por ser a que melhor se adequava a este tipo de barragem. A estrutura permitiu o aumento no volume de água, com um investimento muito pequeno em relação ao custo de construir uma nova barragem”, explica.

A Barragem do França, localizada no povoado de mesmo nome, está situada no Rio Jacuípe. Construída em 1995, ela ocupa atualmente uma área de 573 hectares e alcança a profundidade de 25 metros. Com a nova tecnologia, o volume de água acumulada passou de 24 milhões para 32 milhões de metros cúbicos.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112926 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]