Tecnologia do Tribunal de Justiça da Bahia é destaque em pesquisa do CNJ

Tribunal de Justiça do Estado da Bahia é destaco por tecnologia empregada.
Tribunal de Justiça do Estado da Bahia é destaco por tecnologia empregada.
Tribunal de Justiça do Estado da Bahia é destaco por tecnologia empregada.
Tribunal de Justiça do Estado da Bahia é destaco por tecnologia empregada.

O Tribunal de Justiça da Bahia está entre os tribunais brasileiros que obtiveram o nível aprimorado na área de tecnologia, conforme levantamento realizado pelo Departamento de Tecnologia da Informação (DTI) do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

O TJBA ocupa a 8ª posição entre os tribunais estaduais mais bem preparados nos quesitos de automação, capacitação, tecnologia, força de trabalho e governança em TI.

Os dados estão nos “Relatórios de Portes e de Governança de Tecnologia da Informação e Comunicação dos Tribunais do Poder Judiciário”, divulgados pelo CNJ, que destacam ainda os tribunais de Pernambuco, Minas Grosso, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Distrito Federal, Rio Grande do Sul, Pará e Paraná.

Ainda de acordo com a pesquisa, o Supremo Tribunal Federal (STF), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o Superior Tribunal de Justiça (STJ) e o Tribunal Superior do Trabalho (TST), igualmente, estão classificados com o nível aprimorado.

Nos últimos quatro anos, o porte da área de tecnologia dos 91 tribunais do país evoluiu consideravelmente: em 2010, apenas 15,38% possuíam um nível considerado satisfatório, ao passo que, em 2014, esse índice é de 42,86%. Em alguns ramos da Justiça o salto em tecnologia foi maior ainda, como por exemplo, dentre os Tribunais Regionais do Trabalho, em que o percentual de unidades com nível satisfatório cresceu, no período, de 16,67% para 70,83%.

Esta pesquisa do CNJ é realizada desde 2010, por meio de respostas de 91 tribunais do país, inclusive os tribunais superiores, a um questionário com mais de 500 perguntas divididas em cinco áreas consideradas para definir o porte do tribunal.

No item de tecnologia, por exemplo, são avaliadas questões como servidores, renovação do parque de microcomputadores e velocidade de conexão à Internet. Cada item equivale a 20% da avaliação e a soma da pontuação obtida nos cinco itens indica se o tribunal está em nível crítico, baixo, médio, satisfatório, aprimorado e excelente.

A elaboração dos questionários de governança de TI é decorrente da Resolução 90 do CNJ, que institui o nivelamento de tecnologia de informação entre os tribunais do poder Judiciário. Outra norma que baliza os questionários é a Resolução 99 do Conselho, que institui o planejamento estratégico de tecnologia da informação e comunicação do Poder Judiciário.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 115073 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.