SEDUR emite nota sobre problema no abastecimento de água da região de Pedras Altas

Adutora de Pedras Altas está situada na bacia hidrográfica do Rio Itapicuru, junto ao povoado de Pedras Altas. A obra foi realizada pela Cerb e concluída em 2001. Tem uma extensão de 1.110 m por 23 m de altura. Ela foi concebida tendo um extravasor no trecho central em concreto compactado a rolo e fechamento lateral das ombreiras com maciço de terra, além de torre de tomada d´água, casa de controle e galeria de descarga de fundo.
Adutora de Pedras Altas está situada na bacia hidrográfica do Rio Itapicuru, junto ao povoado de Pedras Altas. A obra foi realizada pela Cerb e concluída em 2001. Tem uma extensão de 1.110 m por 23 m de altura. Ela foi concebida tendo um extravasor no trecho central em concreto compactado a rolo e fechamento lateral das ombreiras com maciço de terra, além de torre de tomada d´água, casa de controle e galeria de descarga de fundo.
Adutora de Pedras Altas está situada na bacia hidrográfica do Rio Itapicuru, junto ao povoado de Pedras Altas. A obra foi realizada pela Cerb e concluída em 2001. Tem uma extensão de 1.110 m por 23 m de altura. Ela foi concebida tendo um extravasor no trecho central em concreto compactado a rolo e fechamento lateral das ombreiras com maciço de terra, além de torre de tomada d´água, casa de controle e galeria de descarga de fundo.
Adutora de Pedras Altas está situada na bacia hidrográfica do Rio Itapicuru, junto ao povoado de Pedras Altas. A obra foi realizada pela Cerb e concluída em 2001. Tem uma extensão de 1.110 m por 23 m de altura. Ela foi concebida tendo um extravasor no trecho central em concreto compactado a rolo e fechamento lateral das ombreiras com maciço de terra, além de torre de tomada d´água, casa de controle e galeria de descarga de fundo.

Em nota, a Secretaria de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (SEDUR) informa que o problema no abastecimento de água da região de Pedras Altas ocorre em função de falhas do sistema elétrico de responsabilidade da Companhia de Eletricidade da Bahia (Coelba).

Confira o teor da nota

Nota à Imprensa

A Secretaria de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (SEDUR), por meio da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), informa que a regularização do abastecimento de água na região atendida pelo sistema de Pedras Altas, interrompido desde a última terça-feira, 16/12, depende única e exclusivamente de uma solução da Companhia de Eletricidade da Bahia (Coelba) para a substituição de um regulador de tensão queimado.

Segundo a Coelba, não há regulador reserva disponível e, apesar das diversas solicitações e pedidos de substituição feitos pela Embasa, até o momento a situação não foi regularizada. São mais de 180 mil pessoas em 12 sedes municipais e diversas localidades em 22 municípios prejudicadas pela demora da Coelba para resolver a situação.

Em função da extensão do território atendido pelo sistema, a Embasa não pode atender toda a população com carro-pipa. A companhia estatal aguarda com brevidade a solução do problema por parte da Coelba, inclusive porque a regularização do abastecimento para toda a região atendida pode levar até 36 horas depois da correção do problema.

Os municípios prejudicados pela Coelba são Capim Grosso, São José do Jacuípe, Capela do Alto Alegre, Nova Fátima, Riachão do Jacuípe, São Domingos, Valente, Pé de Serra, Pintadas, Ichu, Candeal e Gavião.

Salvador 18 de dezembro de 23014.

 

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108209 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]