Presidenta Dilma Rousseff troca comando do Itamaraty e conclui reforma ministerial

Mauro Luiz Lecker Vieira. Embaixador do Brasil nos EUA será novo ministro das Relações Exteriores.

Mauro Luiz Lecker Vieira. Embaixador do Brasil nos EUA será novo ministro das Relações Exteriores.

A presidenta Dilma Rousseff concluiu hoje (31/12/2014) a reforma ministerial para o segundo mandato, com a indicação do embaixador Mauro Luiz Iecker Vieira para o Ministério das Relações Exteriores e a confirmação no cargo de 13 ministros do atual governo. Vieira é o atual embaixador do Brasil em Washington e trocará de posto com o atual ministro Luiz Alberto Figueiredo, que deixará a Esplanada para assumir a embaixada brasileira nos Estados Unidos. Figueiredo estava no governo desde agosto de 2013.

Permanecerão nos cargos no segundo mandato os ministros da Casa Civil, Aloizio Mercadante; da Saúde, Arthur Chioro; da Justiça, José Eduardo Cardozo; da Secretaria de Diretos Humanos, Ideli Salvatti; do Meio Ambiente, Izabella Teixeira; da Secretaria da Micro e Pequena Empresa, Guilherme Afif Domingos; da Secretaria de Políticas para as Mulheres, Eleonora Menicucci de Oliveira; do Gabinete de Segurança Institucional, José Elito Carvalho Siqueira; da Advocacia-Geral da União, Luís Inácio Adams; do Trabalho, Manoel Dias; da Secretaria de Assuntos Estratégicos, Marcelo Neri; do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello; e da Secretaria de Comunicação Social, Thomas Traumann. Ontem (30), Dilma anunciou o nome de Juca Ferreira para o Ministério da Cultura.

O anúncio do novo ministério foi feito em etapas. No fim de novembro, nomes que têm credibilidade no mercado financeiro foram indicados para a equipe econômica. Joaquim Levy, que foi diretor-superintendente do Bradesco, foi nomeado para o Ministério da Fazenda e Nelson Barbosa, que integrou a equipe econômica nos dois mandatos do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, irá para o Planejamento. Alexandre Tombini foi mantido na presidência do Banco Central. Dias depois, Armando Monteiro foi indicado para assumir o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

Na semana passada, Dilma anunciou 13 ministros, entre eles, membros de partidos aliados do governo, como o PMDB, o PSD, o PROS, o PCdoB e o PRB. Foram divulgados os nomes de Gilberto Kassab (PSD) para o Ministério das Cidades, de Cid Gomes (PROS) para o da Educação e Aldo Rebelo (PCdoB) para o da Ciência, Tecnologia e Inovação. Além disso, foram indicados os peemedebistas Eduardo Braga (Minas e Energia) e Kátia Abreu (Agricultura), além do petista Jaques Wagner (Defesa).

Nessa segunda-feira (29), sete nomes foram divulgados. Alguns já integram a equipe de governo e foram remanejados. É o caso de Ricardo Berzoini, que vai assumir a pasta das Comunicações. Ele será substituído por Pepe Vargas na Secretaria de Relações Institucionais da Presidência. Miguel Rossetto, que chefiava o Desenvolvimento Agrário, vai para a Secretaria-Geral da Presidência, no lugar de Gilberto Carvalho. Antonio Carlos Rodrigues, ex-senador pelo PR, irá para o Ministério dos Transportes.

Confira a relação de ministros 

Fazenda – Joaquim Levy

Planejamento – Nelson Barbosa

Banco Central –  Alexandre Tombini

Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior – Armando Monteiro Neto (PTB)

Agricultura – Kátia Abreu (PMDB)

Ciência e Tecnologia – Aldo Rebelo (PCdoB)

Educação – Cid Gomes (Pros)

Minas e Energia – Eduardo Braga (PMDB)

Defesa – Jacques Wagner (PT)

Aviação Civil – Eliseu Padilha (PMDB)

Esporte – George Hilton (PRB)

Cidades – Gilberto Kassab (PSD)

Portos – Edinho Araújo (PMDB)

Turismo – Vinícius Lages

Cultura – Juca Ferreira

Pesca – Helder Barbalho

Igualdade Racial – Nilma Gomes

Transportes – Antonio Carlos Rodrigues (PR)

Integração Nacional – Gilberto Occhi (PP)

Secretaria-Geral da Presidência –  Miguel Rossetto (PT)

Desenvolvimento Agrário – Patrus Ananias (PT)

Relações Institucionais – Pepe Vargas (PT)

Previdência – Carlos Gabas (PT)

Comunicações –  Ricardo Berzoini (PT)

Controladoria-Geral da União – Valdir Simão

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]