Prefeito José Ronaldo emite nota sobre suspensão da licitação do BRT de Feira de Santana

Carlos Augusto e José Ronaldo de Carvalho. Jornalista e cientista social Carlos Augusto criticou duramente processos de implantação do BRT e falta de adequado planejamento do município.
Carlos Augusto e José Ronaldo de Carvalho. Jornalista e cientista social Carlos Augusto criticou duramente processos de implantação do BRT e falta de adequado planejamento do município.

O prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo de Carvalho (DEM), emitiu nota hoje (02/12/2014) com a finalidade de comentar a suspensão do processo de licitação para implantação do BRT no município. Programada para o dia 4 de dezembro, a licitação foi adiada após interposição dos Ministérios Públicos Federal e Estadual que compreenderam que o projeto possui inconsistência técnica e legal, observando que a eficácia do investimento federal no município está comprometida por falta de uma atualização no planejamento e debates com a comunidade sobre o projeto do BRT.

O jornalista e cientista social Carlos Augusto ingressou, no dia 1º de outubro, com representação no Ministério Público Federal (MPF) contra a Prefeitura Municipal de Feira de Santana questionando a falta de estudos sociais, falta de um Plano Diretor, falta de plano de modernização do sistema de transporte atual, e de debates com a comunidade. Na visão do cientista social sobra vontade política e falta competência técnica à equipe do prefeito José Ronaldo no que tange o processo de organização socioeconômica e ambiental do município.

Para ilustrar como a falta de um adequado planejamento afeta o uso de recursos públicos, o cientista social destaca o fato, recente, da administração de Ronaldo ter incluído um novo cruzamento entre as Avenidas Getúlio Vargas e João Durval, situado a uma quadra de distância do viaduto da Avenida João Durval com a Getúlio Vargas. O viaduto foi construído na administração passada de Ronaldo e tinha a finalidade de dar fluidez ao trânsito, na prática foi objeto de críticas por parte da comunidade, que não observou benefícios que justificassem a interferência urbana.

Confira o teor da Nota Pública

Melhorar o serviço de transporte público em Feira de Santana,  há décadas, um dos maiores desafios desta cidade, é uma das prioridades da atual Administração Municipal. Depois de  extraordinário esforço de toda a equipe técnica do Governo, finalmente, em maio de 2014, foi concluído  e entregue à Caixa Econômica Federal o projeto executivo para implantação de um sistema que deverá proporcionar uma nova realidade na prestação deste serviço: o BRT.

Esta cidade deverá receber o maior investimento já registrado no interior do Nordeste, em transporte urbano, cerca de R$ 97 milhões. O sistema BRT, que será implantado aqui, resultou em melhoria significativa da qualidade do serviço em algumas grandes cidades brasileiras.

Nesse período, sempre em consonância com recomendações dos órgãos ministeriais, o Governo desenvolveu exaustiva agenda de discussões, levando o projeto, que fora concebido por empresa especializada, aos mais diversos segmentos da sociedade feirense.

Entidades civis representativas de variadas classes e a egrégia Câmara de Vereadores receberam apresentação da proposta técnica.

Consulta Pública foi realizada, com ampla divulgação pelos meios de comunicação, processo que culminou com mais de 1.500 acessos via internet e 45 sugestões, algumas delas aproveitadas na operacionalização do sistema, por se tratar de contribuições importantes.

Recentemente, diante da finalização das providências legais por parte da instituição financeira responsável pela operação de crédito, o Governo anunciou o esperado lançamento do edital de licitação para contratação da empresa que realizará as obras físicas e a implantação do BRT. A solenidade aconteceria no dia 4 de dezembro.

Todavia, em respeito a recomendação do Ministério Público Estadual, que deseja pactuar com o Governo um entendimento para ampliar as discussões sobre o projeto, o Poder Executivo, orientado pela Procuradoria Geral do Município, decide adiar a deflagração do procedimento licitatório.  A medida não traz qualquer prejuízo à proposta de implantação do BRT, que uma vez em funcionamento, proporcionará avanços definitivos ao sistema de transporte urbano desta cidade.

José Ronaldo de Carvalho, prefeito de Feira de Santana.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 110927 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]