Novos equipamentos intensificam atuação da PM na Baía de Todos os Santos

Companhia de Polícia de Proteção Ambiental (COPPA) da Polícia Militar da Bahia apresenta lancha, motos aquáticas e botes que reforçarão o combate a crimes ambientais.
Companhia de Polícia de Proteção Ambiental (COPPA) da Polícia Militar da Bahia apresenta lancha, motos aquáticas e botes.
Companhia de Polícia de Proteção Ambiental (COPPA) da Polícia Militar da Bahia apresenta lancha, motos aquáticas e botes que reforçarão o combate a crimes ambientais.
Companhia de Polícia de Proteção Ambiental (COPPA) da Polícia Militar da Bahia apresenta lancha, motos aquáticas e botes que reforçarão o combate a crimes ambientais.

Moradores do entorno da Baía de Todos-os-Santos e os turistas que visitam as 14 cidades e 56 ilhas ou ilhotas da região, a costa e a contra-costa da Ilha de Itaparica irão perceber ainda mais a presença da Polícia Militar da Bahia (PMBA). Nesta quinta-feira (11/12/2014), em cerimônia no Centro Náutico da Bahia, no bairro do Comércio, em Salvador, a Companhia de Polícia de Proteção Ambiental (Coppa) recebeu uma lancha de 21 pés, dois botes infláveis e nove motos aquáticas, ampliando e qualificando a frota, que já contava com barcos de alumínio, lanchas, carros e motocicletas. O evento teve a presença do comandante geral da Polícia Militar da Bahia (PMBA), coronel Alfredo Castro, do comandante de Policiamento Especializado, coronel Paulo Faustino, e do comandante da Coppa, tenente-coronel Nilton Cézar Machado.

Segundo Machado, mesmo que o foco seja a proteção dos recursos naturais, principalmente os hídricos, os equipamentos serão utilizados em qualquer situação em que seja necessária a atuação policial, como a ‘Operação Verão’. “Embora não tenhamos a competência constitucional para realizar policiamento marítimo, quando entramos no mar para combater o crime ambiental, por sermos policiais militares, também contribuímos para a redução de outros crimes, como o tráfico de drogas, pirataria, entre outras práticas delituosas”.

O comandante da Coppa informou também que, somente este ano, os 128 policiais militares que compõem a Companhia realizaram mais de quatro mil abordagens em embarcações e apreenderam 24 explosivos (bombas) utilizados em pesca ilegal. “A utilização de bombas para a pesca causa danos à fauna aquática. As lagostas, por exemplo, estão cada vez mais raras na baía. Também existem registros de que a utilização destes artefatos já causaram surdez, cegueira, mutilação e morte de mergulhadores e banhistas”.

Na ocasião, o comandante geral da PMBA, coronel Alfredo Castro, ressaltou que a principal missão constitucional da Polícia Militar é preservar vidas. “A Coppa nos traz esta condição de proteger o meio ambiente e, consequentemente, vidas”.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112616 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]