Embasa contesta afirmações do vereador feirense Roque Pereira

Afirmações de Roque Pereira do Carmo são refutadas pela Embasa.
Afirmações de Roque Pereira do Carmo são refutadas pela Embasa.
Afirmações de Roque Pereira do Carmo são refutadas pela Embasa.
Afirmações de Roque Pereira do Carmo são refutadas pela Embasa.

A Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) emitiu nota de esclarecimento, hoje (11/12/2014), sobre as denúncias apresentadas pelo vereador Roque Pereira do Carmo.

O vereador afirmou, durante sessão na Câmara Municipal, que ocorreu um aumento do orçamento da obra de abastecimento de água do distrito Governador João Durval Carneiro (Ipuaçu), observando que mesmo com o valor adicionado, a obra não ficou pronta.

A Embasa refutou a denúncia esclarecendo que a diferença no orçamento foi decorrente de falhas no projeto apresentado pela Prefeitura de Feira de Santana.

Confira o teor da nota

Nota de Esclarecimento da Embasa sobre declarações do vereador Roque Pereira

Ampliação do sistema de abastecimento de água do distrito de Governador João Durval Carneiro (Ipuaçu)

Em resposta às recentes declarações do vereador Roque Pereira, a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) informa que as obras de ampliação do sistema de abastecimento de água do distrito de Governador João Durval Carneiro (Ipuaçu) estão em andamento, com mais de 90% dos serviços concluídos.

Esclarecemos que o orçamento inicial da obra foi de R$ 4,7 milhões e teve um acréscimo, passando para o valor de R$6,5 milhões. A afirmação do vereador de que teriam sido gastos R$10,5 milhões, portanto, é inverídica. O acréscimo de valor (de R$4,7 para R$6,5 milhões) foi necessário devido à reformulação de parte dos projetos fornecidos pela Prefeitura Municipal de Feira de Santana, incluindo o detalhamento e a contratação de serviços topográficos. Consequentemente houve aumento dos quantitativos de material (peças, conexões, concreto, aço, entre outros) e do volume de escavações, estas feitas em solo rochoso, ocasionando demora na execução dos serviços.

As informações quanto ao prazo de entrega ditas pelo vereador também estão incorretas. As obras, que tiveram prazo para dezembro de 2014, possuem pendências em questões fundiárias (desapropriação de áreas) em processo de negociação. Por isso, o prazo será estendido: serão finalizadas em um prazo de 30 dias, após a conclusão desta negociação.

Ampliação 

A ampliação do sistema de abastecimento de Ipuaçu é realizada com recursos próprios da Embasa e vai beneficiar mais de seis mil habitantes, que vão passar a receber água com mais qualidade e em quantidade suficiente. Com a ampliação, 100% dos moradores da sede do distrito terão acesso ao fornecimento de água tratada pela Embasa, assim como os povoados de Umbuzeiro, Pedra da Canoa, Lagoa Grande, Formosa, Santa Rosa, Cascalheira, Sítio do Meio, Conceição e Maia.

O empreendimento contempla uma nova estrutura de captação de água na Barragem de Pedra do Cavalo, adutoras de água bruta e tratada, estações elevatórias (conjunto de bombas), reformulação e ampliação da rede de distribuição e reservatórios, além de uma nova Estação de Tratamento de Água, que terá capacidade de tratar 18,9 litros de água por segundo.

Feira de Santana, 11 de dezembro de 2014.

Roque denuncia superfaturamento em obra da Embasa

O vereador Roque Pereira (PTN), em discurso proferido na tribuna da Casa da Cidadania, nesta terça-feira (09), voltou a criticar os gastos e a morosidade na entrega da obra de ampliação do Sistema Integrado de Abastecimento de Água (SIAA) de Governador João Durval Carneiro, distrito de Ipuaçu.

O edil informou que o Governo do Estado, através da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), anunciou que, com um investimento de R$ 4,5 milhões, a referida obra ficaria concluída no ano de 2012. No entanto, conforme Roque Pereira, já foram gastos mais de R$ 10 milhões e a obra ainda não ficou pronta.

Ele ressaltou que o sistema visa atender várias localidades do distrito, porém, ele diz ter informações de que está previsto, para o final de março do próximo ano, apenas a inauguração da obra da sede de Ipuaçu. “Lamentavelmente, aquelas comunidades que mais necessitam da água só serão beneficiadas no mês de julho ou agosto”, disse Roque, afirmando que a ampliação do SIAA de Governador João Durval Carneiro é uma obra superfaturada.

Na oportunidade, o edil informou que as investigações da Operação Lava Jato, da Polícia Federal, devem chegar ao Aeroporto João Durval Carneiro. “Espero que a operação Lava Jato chegue também nesse projeto de água de Ipuaçu, porque é inadmissível que em 42 km de extensão de rede de água se gaste R$ 10,5 milhões”, pontuou.

Sobre Carlos Augusto 9512 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).