Bahia tem saldo de 2.904 postos de trabalho em novembro

Trabalhadores da Enseada Indústria Naval.
Trabalhadores da Enseada Indústria Naval.
Trabalhadores da Enseada Indústria Naval.
Trabalhadores da Enseada Indústria Naval.

De acordo com as informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged/MTE), sistematizadas pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI/Seplan), referentes ao mês de novembro de 2014, a Bahia contabilizou um saldo de 2.904 postos de trabalho com carteira assinada. Tal resultado expressa a diferença entre o total de 60.583 admissões e 57.679 desligamentos. O saldo de novembro ficou em um patamar inferior ao contabilizado em igual período de 2013 (+7.962 postos), mas foi superior ao resultado de outubro último (-5.240 postos), incluindo as declarações fora do prazo.

Em novembro, dos oito setores de atividade, cinco tiveram saldos positivos na Bahia. O maior saldo foi do Comércio (+4.467 postos), seguido pela Construção Civil (+2.526 postos) e Serviços (+2.426 postos). Os setores de Serviços Industriais de Utilidade Pública e Extrativa Mineral obtiveram saldos positivos, porém modestos, criando respectivamente 57 e 15 novos postos de trabalho. Os setores que registraram saldos negativos foram: Agropecuária (-4.060 postos), Indústria de Transformação (-2.126 postos) e Administração Pública (-401 postos).

No acumulado dos onze primeiros meses do ano, dos oito setores de atividade, seis registraram saldos positivos. O setor com maior saldo acumulado foi Serviços (+29.724 postos), seguido pelo Comércio (+8.630 postos) e Agropecuária (+3.294 postos). A Indústria de Transformação (+1.306 postos) foi a quarta maior, seguida pela Administração Pública (+366 postos) e Construção Civil (86 postos). Entre os setores que apresentaram saldos negativos, no acumulado do ano, estão: a Extrativa Mineral (-438 postos) e Serviços Industriais de Utilidade Pública (-142 postos).
Análise regional – A Bahia (+2.904 postos) ocupou a 3ª posição no saldo de postos de trabalho dentre os estados da Região Nordeste e a 7ª posição no Brasil em novembro de 2014. Na Região Nordeste, sete estados apresentaram saldos positivos. O estado desta região que gerou o maior saldo foi o Ceará (+8.032 postos) seguido por Alagoas (+4.277 postos), em terceiro a Bahia, e na quarta posição Paraíba (+2.448 postos). Os seguintes são Sergipe (+2.103 postos), Rio Grande do Norte (+1.124 postos) e o Piauí (+465 postos). Os estados com saldos negativos foram: Pernambuco (-6.154 postos) e Maranhão (-3.968 postos).

Acumulado do Ano – No acumulado dos onze primeiros meses do ano, o Ceará continua na primeira posição, com saldo de 50.752 postos de trabalho, contra 42.826 novos postos de trabalho na Bahia, que ocupa, no ano, a segunda posição em termos de criação de empregos no Nordeste, isso levando em conta a série ajustada, que incorpora as informações declaradas fora do prazo. Em terceiro lugar, na Região Nordeste, está a Paraíba (+17.675 postos), seguido pelo Rio Grande do Norte (+13.392 postos), Piauí (+12.777 postos), Sergipe (+10.594 postos) e Maranhão (+6.264 postos). Os estados de Alagoas (-3.303 postos) e Pernambuco (-3.005 postos de trabalho) registraram saldos negativos na Região Nordeste, no acumulado de janeiro a novembro de 2014.

Análise RMS e Interior – Analisando os dados referentes aos saldos de empregos distribuídos entre Região Metropolitana de Salvador (RMS) e o interior em novembro de 2014, constata-se que o resultado do emprego foi negativo no interior do estado e positivo na RMS. De forma mais precisa, a RMS obteve um saldo positivo de 4.843 postos de trabalho e o interior, negativo em 1.939 postos de trabalho.

Quanto ao saldo de emprego da Bahia de janeiro a novembro de 2014 (+42.826 postos de trabalho), enfatiza-se que a participação do interior foi o dobro da participação da RMS no período. Enquanto o interior criou 28.221 novos postos, a RMS criou 14.605 novos postos de trabalho com carteira assinada.

Análise Municipal – Dentre os municípios com mais de 30 mil habitantes, em novembro deste ano, Salvador, Camaçari e Brumado se destacaram na criação de novas oportunidades de trabalho formal na Bahia. Em Salvador foram gerados 4.702 novos postos de trabalho; Camaçari registrou saldo positivo de 329 postos de trabalho; e Brumado, 269 postos. Entre os municípios que tiveram os menores saldos de empregos em novembro último, encontram-se: Juazeiro (-2.435 postos), Casa Nova (-1.348 postos); e Dias D’Ávila (-484 postos).

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112865 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]