Implantação do campus universitário da UFRB em Feira de Santana mobiliza reitores e autoridades

Carlos Brito, Pablo Roberto, Paulo Gabriel e José Carlos participam do debate sobre a UFRB em Feira de Santana.
Carlos Brito, Pablo Roberto, Paulo Gabriel e José Carlos participam do debate sobre a UFRB em Feira de Santana.
Carlos Brito, Pablo Roberto, Paulo Gabriel e José Carlos participam do debate sobre a UFRB em Feira de Santana.
Carlos Brito, Pablo Roberto, Paulo Gabriel e José Carlos participam do debate sobre a UFRB em Feira de Santana.

Uma audiência pública, ocorrida na manhã desta quinta-feira (27/11/2014), na câmara municipal de Feira de Santana, movimentou estudantes, professores, representantes políticos e a sociedade em geral para defender a implantação do campus universitário da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) na cidade. A iniciativa foi promovida pelo mandato do vereador petista, Pablo Roberto e teve a participação de representantes da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), e também do Poder Público Municipal.

O reitor da UFRB, Paulo Gabriel Nacif, fez um relato histórico da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia e da importância que ela representa no sistema federal de ensino. Segundo ele o MEC ainda está avaliando de acordo com seus critérios a permissão para que seja realizada a construção do campus da unidade em um espaço de, aproximadamente, 35 hectares, ao lado da Fundação de Apoio ao Menor de Feira de Santana (FAMFS).

“Tratamos o campus da UFRB como universidade plena e vemos que a instalação em uma área maior será bastante positiva, porque nos permitirá ter um projeto de campus maior e mais ousado. Não podemos pensar a UFRB apenas para o presente, temos que planejar a unidade em Feira de Santana para o futuro”.

 O deputado estadual Yulo Oiticica iniciou seu pronunciamento parabenizando o reitor da UFRB pela dedicação ao ensino federal de ensino e sugere que seja realizada uma reunião com a comissão de educação do estado para que o assunto possa ser avaliado e discutido melhor, para que assim, a Bahia possa ganhar com a implantação dessa importante ferramenta de ensino em Feira de Santana.

A professora da UFRB, Suzana Pimentel chama atenção do poder público para que a questão seja tratada com mais responsabilidade.

“Como membro da sociedade de Feira todos nós temos o dever e a responsabilidade de pensar no sim em um espaço para favorecer a ampliação do ensino superior na região. Peço que todos tenham sensibilidade e que esforços sejam feitos além do limite. A área de 35 hectares poderia ser de um processo, mais é muito pouco para o acesso que pode ser dado, para os cursos que podem ser ampliados e para que tenhamos os jovens de Feira e da região fazendo parte do ensino superior da Bahia”.

O reitor da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), José Carlos Barreto, parabenizou a iniciativa ressaltando a importância da discussão, visto que o mesmo acontece na universidade estadual de Feira de Santana no que tange o campus da universidade em Santo Amaro.

Para o vereador Pablo Roberto, a audiência teve como intuito apresentar propostas e rumos para implementação do campus universitário em Feira de Santana. Ele ressaltou que a obra não é para o seu mandato e sim para o bem da cidade para assim conseguir dar oportunidades para a população e destacou a importância da universidade federal para o crescimento da região.

“Desde o início, tivemos o cuidado de não transformar a discussão em um debate partidário. Essa causa é da cidade, enquanto homem público tenho o dever de provocar a sociedade e suas autoridades para discutirmos essa problemática, a fim de defender e não permitir que o assunto caia no esquecimento e a sociedade feirense sofra em não gozar plenamente desse benefício. É importante lembrar que esta audiência foi apenas a abertura dessa grande luta, que não para por aí.”

Hoje a universidade funciona, provisoriamente, no prédio do Instituto de Educação e Desenvolvimento (INED), no bairro Sim. O campus permanente será instalado em um espaço de, aproximadamente, 35 hectares, ao lado da Fundação de Apoio ao Menor de Feira de Santana (FAMFS), localizada no bairro Aviário. Segundo o parlamentar o espaço destinado é insuficiente para implantação do campus em sua totalidade.

 O vereador sugere que o campus universitário seja instalado numa área próximo a BR 116 sul, que fica no fundo da pousada da Feira. Ele afirma que a área foi desapropriada no final do governo Paulo Souto, que possui aproximadamente 100 hectares e que poderia passar por uma avaliação, antes de definir que o campus da UFRB seja construído na FAMFS, por ser uma área que reúne as condições e que por isso deve ser levada em consideração.

 UFRB

Em decorrência do empenho dos governos estadual e federal foi possível que, em agosto de 2012, a presidenta Dilma Rousseff anunciasse a criação de um campus da Universidade Federal do Recôncavo Baiano (UFRB) em Feira de Santana.

Cursos

O Centro de Ciência e Tecnologia em Energia e Sustentabilidade (Cetens), em Feira de Santana, conta com cursos de graduação Licenciatura em Educação no Campo (com habilitações em Matemática e Ciência da Natureza); Bacharelado Interdisciplinar (BI) em Energia e Sustentabilidade, e Arquitetura e Urbanismo, além dos cursos de pós-graduação em Energia e Desenvolvimento Sustentável.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 109691 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]