Empreendedores mirins de Feira de Santana criam produtos para comercialização

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Figura de empreendedores.
Figura de empreendedores.

No próximo sábado (29/11/2014), quatro das 15 escolas particulares de Feira de Santana e região que integram o Projeto Escolas Empreendedoras, desenvolvido pelo Sebrae, estarão representadas por alunos do 1º ao 5º ano na I Feira do Empreendedorismo Mirim. O evento será realizado na Escola Rubem Alves, no município.

Desde julho deste ano, crianças de 7 a 11 anos estão sendo orientadas sobre empreendedorismo, finanças, gestão de negócios e planejamento. “As professoras das quatro escolas participantes receberam formação do Sebrae sobre Educação Empreendedora e, a partir daí, aplicaram o conteúdo e desenvolveram a feira com as crianças”, informa a gestora de uma das escolas participantes, Angeleide Franco. “Estamos ensinando às crianças, desde os sete anos, o que é planejar, o que é gestão. E elas aprenderam direitinho. Fizeram pesquisa de campo, cotação de preços, criaram logomarcas, entre outras atividades”, diz a gestora.

Para a Feira de Empreendedorismo, as crianças foram divididas de acordo com a série em que estudam e, cada uma, irá apresentar um produto diferente, segundo Angeleide. “O 1º ano vai comercializar ervas aromáticas. O 2º ano vai apresentar temperos. No 3º ano, foi trabalhada também a questão da sustentabilidade e os alunos irão comercializar brinquedos feitos com produtos recicláveis. O 4º ano se transformará numa locadora de produtos, como locar livros e revistas. O 5º ano ficou responsável pelo cantinho Sabores e Cores, onde serão comercializados cupcakes, bolinhos e salgados”, finaliza.

A técnica do Sebrae em Feira de Santana, Lúcia Leite, que acompanha o grupo das 15 escolas empreendedoras, diz que espera um resultado positivo do evento. “Estamos plantando a semente, despertando a formação de futuros jovens empreendedores na cidade. É muito importante ver o empenho de cada escola, dos professores, pais, alunos, diretores e coordenadores. Esperamos que os pais e visitantes saiam satisfeitos da Feira e encantados com o resultado que essas crianças foram capazes de desenvolver”, afirma.

Sobre o Projeto Escolas Empreendedoras

Escolas particulares com grande conhecimento e capacidade na área pedagógica e baixo domínio da gestão financeira, entre outros pontos a serem melhorados. Esse é o perfil das 15 instituições que participam do Projeto Escolas Empreendedoras, desenvolvido pelo Sebrae em Feira de Santana.

O projeto surgiu do desafio de trabalhar com um segmento destinado a serviços em educação para escolas dos ensinos fundamental e médio em Feira de Santana e região, até então não contemplado pelo Sebrae na região. “Pesquisamos algumas escolas e percebemos que existia uma carência geral em gestão financeira, além da falta da cultura da cooperação e associativismo, falta de planejamento tributário, operacional e gerencial e alta inadimplência nos empreendimento”, explica a técnica Lúcia Leite.

O consultor do projeto, Jesiel Borges, afirma que são realizados encontros mensais com o grupo, desde fevereiro de 2013, a fim de aperfeiçoar algumas áreas administrativas: “Como resultado concreto, essas escolas hoje já possuem logomarca registrada, implantaram a gestão financeira, firmaram parceria com uma empresa de software que oferece sistema gerencial, realizam compras coletivas e têm fácil acesso a crédito”, afirma.

Além de consultorias em gestão financeira e implantação de compras coletivas, o Sebrae também realizou com o grupo de Escolas Empreendedoras o  planejamento financeiro, com a entrega de fluxo de caixa realizado e projetado,  a construção de planilha de custo, análise individualizada de cada empresa para os ajustes das mensalidades, criação da associação como instituto jurídico, capacitação dos gerentes e funcionários das empresas e consultoria voltada para cooperativismo e associativismo. O trabalho incluiu ainda a criação de um plano de marketing, de uma logomarca do núcleo setorial, assim como promoveu o fortalecimento da marca e o intercâmbio pedagógico/empresarial.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 121972 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.