Carlinhos Brown lança nova música de trabalho: ‘Por causa de você’

Carlinhos Brown comenta sobre trajetória artística: "Nosso desejo inicial era de pesquisa, laboratorial. Nós éramos um grupo de estúdio, mas também de estudo. Nós aplicávamos na música o que íamos aprendendo na nossa experiência popular e religiosa: eu vinha das ruas da Bahia, Luiz Caldas do interior do estado, Alfredo Moura e Cezinha de bairros como Graça e Vitória, Carlinhos Marques já com a experiência de tocar com Carlos Lacerda e outros artistas da Jovem Guarda. Fora dali, continuávamos pesquisando no Pelourinho com Neguinho do Samba.".
Carlinhos Brown comenta sobre trajetória artística: "Nosso desejo inicial era de pesquisa, laboratorial. Nós éramos um grupo de estúdio, mas também de estudo. Nós aplicávamos na música o que íamos aprendendo na nossa experiência popular e religiosa: eu vinha das ruas da Bahia, Luiz Caldas do interior do estado, Alfredo Moura e Cezinha de bairros como Graça e Vitória, Carlinhos Marques já com a experiência de tocar com Carlos Lacerda e outros artistas da Jovem Guarda. Fora dali, continuávamos pesquisando no Pelourinho com Neguinho do Samba.".
Carlinhos Brown comenta sobre trajetória artística: "Nosso desejo inicial era de pesquisa, laboratorial. Nós éramos um grupo de estúdio, mas também de estudo. Nós aplicávamos na música o que íamos aprendendo na nossa experiência popular e religiosa: eu vinha das ruas da Bahia, Luiz Caldas do interior do estado, Alfredo Moura e Cezinha de bairros como Graça e Vitória, Carlinhos Marques já com a experiência de tocar com Carlos Lacerda e outros artistas da Jovem Guarda. Fora dali, continuávamos pesquisando no Pelourinho com Neguinho do Samba.".
Carlinhos Brown comenta sobre trajetória artística: “Nosso desejo inicial era de pesquisa, laboratorial. Nós éramos um grupo de estúdio, mas também de estudo. Nós aplicávamos na música o que íamos aprendendo na nossa experiência popular e religiosa: eu vinha das ruas da Bahia, Luiz Caldas do interior do estado, Alfredo Moura e Cezinha de bairros como Graça e Vitória, Carlinhos Marques já com a experiência de tocar com Carlos Lacerda e outros artistas da Jovem Guarda. Fora dali, continuávamos pesquisando no Pelourinho com Neguinho do Samba.”.

O axé music é o grande homenageado da nova música de trabalho de Carlinhos Brown, ‘Por Causa de Você’ título da canção assinada pelo artista, foi inspirada nos 30 anos do ritual carnavalesco genuinamente baiano.

Na letra, Brown faz uma releitura de pessoas e símbolos do Carnaval, como a mamãe sacode e o drink capeta, além de jargões de alguns artistas precursores do Axé Music, como o Deboche de Sarajane, Fricote de Luiz Caldas, Maluquete do Chiclete com Banana, Dalila de Ivete Sangalo e Todo Mundo Tá de Banda da Timbalada. O público, maior divulgador do axé music, é lembrado no refrão com o apelido carinhoso xuxu.

Por causa de você, por Carlinhos Brown

“Nosso movimento é simples como a música. Há 35 anos eu era apenas um sonho carregado em mim mesmo. Até encontrar em minha frente artistas já realizados como Lui Muritiba, Chico Evangelista, Paulinho Boca de Cantor, o percussionista Ari Dias e os Novos Baianos, Jorge Portugal, Roberto Mendes e Raimundo Sodré. Todos eles e também Caetano, Antônio Risério, Gil, o Apaxes do Tororó e os blocos afros eram uma fonte de inspiração e liberdade regional.

Mas foi no estúdio da WR, de Wesley Rangel, que o professor Carlinhos Marques e os recém-chegados argentinos Nestor Madrid, Bocha Caballero e Guimo Migoya, davam o tom de avanço junto ao movimento instrumental com Zeca Freitas, Sexteto do Beco, Zaquim e Paulinho Andrade. E o incrível era que tudo isso ia além de um movimento musical; era uma ação comunicada. E um inesperado convite para integrar como percussionista oficial da WR me trouxe a grata surpresa de outros grandes encontros com músicos como o baterista Cezinha Lacerda, o tecladista e arranjador Alfredo Moura, o percussionista Espiga, Von Ol.

Espontaneamente começamos a fazer parte de um movimento de comunicação e atendíamos promissores e emergentes publicitários, como Duda Mendonça, Ninzan Guanaes, Fernando Barros, Washinton Oliveto e Giovani Almeida e sua Madragoa. Com um potente cash e compositores inspirados – como Paulinho Camafeu, Jorge Portugal, Vevé Calazans, Walter Queiroz, Batatinha, Dubinha, Ton Ton Flores, Fabio Paz, Carlos Pitta e grandes outros – começava ali o registro do que estava rolando nas ruas, nos bares e nos lares.

E aí chega Roberto Santana com seu selo Nova República e nos requisita para projetos como o disco Mensageiro da alegria, de Gerônimo, Magia, de Luiz Caldas, e Rio de Leite, de Sarajane. E foram essas primeiras músicas que começaram a soar no rádio que motivaram dois gênios críticos, Marcelo Nova e Hagamenon Brito, a batizarem o que estava sendo construído. Nas rádios também soavam a música Axé Babá, de Gilberto Gil e, enquanto os músicos mais conceituados nos chamavam de Axé Babaca, Hagamenon Brito nos chamou de Axé Music. E isso era tudo que nossos experimentos buscavam: algo que nos identificasse.

Nosso desejo inicial era de pesquisa, laboratorial. Nós éramos um grupo de estúdio, mas também de estudo. Nós aplicávamos na música o que íamos aprendendo na nossa experiência popular e religiosa: eu vinha das ruas da Bahia, Luiz Caldas do interior do estado, Alfredo Moura e Cezinha de bairros como Graça e Vitória, Carlinhos Marques já com a experiência de tocar com Carlos Lacerda e outros artistas da Jovem Guarda. Fora dali, continuávamos pesquisando no Pelourinho com Neguinho do Samba.

Logo depois, quando integrei o Acordes Verdes, liderado por Luiz Caldas, não paramos mais de produzir Axé Music. O mais importante de tudo isto é que seguimos com uma experiência de estudo e artistas importantes nos confiavam bases, como Chiclete com Banana, Asa de Águia, Sarajane, dentre outros.

O coletivo nasceu muito forte porque todos encontrávamos segurança uns nos outros. E o mais importante: Nós sabíamos que éramos filhos de Dodô e Osmar. Naquele momento, cantar as coisas do Brasil era de extrema importância. O pop rock também ganhava força. O Brasil, quando nos ouviu pela primeira vez, nos considerou caribenhos se esquecendo que o Caribe começou aqui. Salvador nasce primeiro que Cuba. Tudo passou aqui primeiro, para depois ir para o Caribe. Essa força não está só nos músicos, mas também nos produtores e comunicadores como Bel Machado, Cristovão Rodrigues, Manolo Posada e uma quantidade gigante de pessoas que deram suas vidas para o que somos hoje.

Estes versos de Por causa de vocês são para eles e para o público que entendeu tudo isso. Claro que os subprodutos macularam muitas pérolas do movimento, mas que tal redescobri-las agora?

Muito obrigado Pintado do Bongô, Gigante de Bagdá, Arquimedes, Nelson Maleiro, Professor Edgar Santos, Mestre Prego, Mãe Menininha do Gantois, Mãe Maiamba, Antônio Risério, Caetano, Eron, Buziga. Muito obrigado a você, muito obrigado axé!”

POR CAUSA DE VOCÊ
Autor: Carlinhos Brown
SE AGITE

XUXU XUXU
XUXU XUXU (Bis)

MAMÃE SACODE, POR CAUSA DE VOCÊ
NO MEU FRICOTE, POR CAUSA DE VOCÊ
DANÇEI DEBOCHE, POR CAUSA DE VOCÊ
FIQUEI MAIS FORTE, POR CAUSA DE VOCÊ

Ô MALUQUETE, POR CAUSA DE VOCÊ
VIREI TIETE, POR CAUSA DE VOCÊ
TODO MUNDO TÅ DE BANDA, POR CAUSA DE VOCÊ
TÔ NA VARANDA, POR CAUSA DE VOCÊ

ILÊ AYÊ
QUEM ERA EU PRA QUEM HOJE SOU
TÔ CATULADO TÔ
SANTIFICADO TÔ
SOU BEM NASCIDO DE SALVADOR (Bis)

BAMBARA AGÔ
BAMBARA NAGÔ (Bis)

XUXU XUXU
XUXU XUXU (Bis)
SE AGITE
PARABÉNS, PARABÉNS PRO AXÉ
PARABÉNS PRA VOCÊ
QUE COMPROU NOSSO CD E DVD
E ACOMPANHA NA TV (Bis)

XUXU XUXU
XUXU XUXU (Bis)

A NAMORADA, POR CAUSA DE VOCÊ
TOMOU CAPETA, POR CAUSA DE VOCÊ
FICOU TIETA, POR CAUSA DE VOCÊ
E O GUETTO É GUETTA, POR CAUSA DE VOCÊ

ARROCHEI PAGODE, POR CAUSA DE VOCÊ
SAMBEI O REGGAE, POR CAUSA DE VOCÊ
BUSQUEI DALILA, POR CAUSA DE VOCÊ
DA AVENIDA A BARRA ONDINA, POR CAUSA DE VOCÊ

ILÊ AYÊ
QUEM ERA EU PRA QUEM HOJE SOU
TÔ CATULADO TÔ
SANTIFICADO TÔ
SOU BEM NASCIDO DE SALVADOR (Bis)

PARABÉNS, PARABÉNS PRO AXÉ
PARABÉNS PRA VOCÊ
QUE COMPROU NOSSO CD E DVD
E ACOMPANHA NA TV (Bis)
XUXU XUXU
XUXU XUXU (Bis)
SE AGITE

Escute a música em http://bit.ly/PorCausadeVoce

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 115091 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.