Eleições 2014 | Na Bahia, Dilma Rousseff declara: “sempre lutamos pelas conquistas, mas é absolutamente necessário que se lute por mais oportunidades”

Presidenta Dilma Rousseff defende investimentos sociais e fala em políticas de geração de emprego.
Presidenta Dilma Rousseff defende investimentos sociais e fala em políticas de geração de emprego.
Presidenta Dilma Rousseff defende investimentos sociais e fala em políticas de geração de emprego.
Presidenta Dilma Rousseff defende investimentos sociais e fala em políticas de geração de emprego.

A presidenta Dilma Rousseff, candidata à reeleição, concedeu entrevista para um pool de rádios baianas, nesta quinta-feira (09/10/2014). A entrevista foi conduzida pelo comunicador Mário Kertesz, durante o Jornal Bahia no Ar, e foi transmitida ao vivo pelas emissoras de rádio Líder FM (Irecê), Sociedade AM (Feira de Santana), Grupo Lomes, Regional e Morena (Serrinha), Rede Real (Lauro de Freiras), Digital (Alagoinhas), Jovem Pan e Eldorado (Feira de Santana), Liderança (Cruz das Almas), Pataxos (Itabela), Planalto (Euclides da Cunha), Litoral (Ituberá), Ubatã FM (Ubatã), Cidade (Itapetinga), Regional (Camaca).

Na Bahia, a presidenta recebeu um dos maiores percentuais de votos no primeiro turno, 61,44%, o equivalente a mais de 4,2 milhões de votos válidos. “Isso me prova que o que a Bahia e o Nordeste precisavam era de oportunidades. Nós fizemos um investimento importante em infraestrutura nessa região. Fico muito feliz em ver que a Linha 1 do metrô, da Estação Lapa até Retiro, está funcionando. Mas, eu vou ficar mais feliz ainda quando eu vier aqui inaugurar a Linha 2, até o aeroporto. Eu também acho que a Linha Expressa foi uma grande conquista pra cidade porque ela alivia o trânsito pesado, mas também beneficia todo o transporte de carga até o porto”, citou Dilma.

A presidenta disse que um dos investimentos mais importantes de seu governo no Nordeste foi em relação à segurança hídrica, não só em relação à Transposição do São Francisco, mas obras como a Adutora do Algodão e Sistemas Adutores de Jacobina, na Bahia. “Eu acho que vai ser fundamental para mudar a realidade da região inteira. Nós queremos tornar perenes 1 mil km de rios em todo o Nordeste”, afirmou.

Sobre a reta final das eleições presidenciais, Dilma afirmou estar tranquila, pois confia no voto da população. “Acredito que vão pensar no que é bom pro futuro do País, no que vai conduzir o Brasil para o caminho da prosperidade. Vão fazer um balanço do que foi conquistado nos últimos anos”, disse. “Sempre lutamos pelas conquistas, mas é absolutamente necessário que se lute por mais diretos, mais oportunidades, mais políticas sociais, mais empregos. Estamos chegando aos patamares mais baixos de desemprego nos últimos anos”, continuou.

“Temos que lutar pelas nossas conquistas”, afirmou Dilma, que vê na eleição uma discussão fundamental. “Defendo a apresentação de propostas políticas. Agora, discordo da discussão feita no baixo nível, destilando ódio, que às vezes aparecem. Essa história de dizer que nossos votos são de pessoas ignorantes, mostra simplesmente o preconceito e o desconhecimento. As pessoas não são ignorantes. O povo brasileiro é esperto informado e tem ideias próprias”, defendeu, dizendo que essa é uma visão absolutamente preconceituosa e elitista. “É um desrespeito com a população, é uma fórmula velha que eles têm de tratar a questão. Como não andam no meio do povo, querem desqualificar a qualidade de povo”, continuou.

Mais Educação

Uma das grandes conquistas do Governo Federal nos últimos anos foi o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). “Em oito anos de governo, o PSDB fez apenas 11 escolas técnicas. Em meu período de governo fiz 208 e no do Lula, foram 214. Acabamos com essa lei anterior de que não se podia construir escola técnica federal. Somando os 12 anos, são 420 escolas técnicas no Brasil todo”, disse a presidenta.

Isso possibilitou a exitosa parceria com Sistema S, para a realização do Pronatec, que fornece, de forma totalmente gratuita, cursos de ensino técnico e qualificação técnica. A proposta de Dilma para o próximo governo é colocar à disposição da população mais 14 milhões de vagas no programa, como uma importante alternativa para o brasileiro poder concluir o ensino médio já com melhores possibilidades de ingressar no mercado de trabalho e de se qualificar para o emprego.

Segundo a presidenta, a Bahia bate recordes no Pronatec, foram 462 mil matrículas. “Beneficia também a classe média, o microempreendedor individual, todo mundo. Além disso, o PROUNI e o FIES garantem o acesso ao ensino superior para milhares de jovens que nunca puderam sonhar em entrar em uma faculdade privada”, afirmou. “Temos foco nos mais pobres, mas fizemos políticas para a classe média ascendente que nós mesmos criamos. Nos governos anteriores o ensino federal foi sucateado”, disse Dilma.

Dilma também defende que o Governo Federal passe a ter corresponsabilidade em relação à segurança pública. “O crime organizado age no Brasil de forma coordenada nacionalmente. Ainda agimos de forma fragmentada. Tivemos um grande êxito na Copa do Mundo, com a criação dos Centro de Controle e Comando, que nos permitiu atuar integradamente, com policias federais, estaduais e as Forças Armadas. Achamos que isso tem que ser mantido, alterando a Constituição, para o governo federal possa se mobilizar solidariamente aos Estados”, ponderou.

Segundo a presidente, essa ação coordenada vai garantir maior proteção nas fronteiras dos estados, que hoje limitam a ação das policias. Integração é essencial. “Acredito que essa coordenação integrada das polícias é imprescindível, única forma de ação forte e consistente contra o crime. Antes do Lul, o Governo Federal lavava as mãos, nós não. Aprendemos com um exemplo extremamente positivo, que foi na Copa. O Brasil pode se livrar do crime organizado”, exaltou Dilma.

Mais Cultura

“Acredito que Cultura é uma das áreas estratégicas para uma nação que está em processo de consolidação de desenvolvimento, se transformando em nação mais rica, com necessidade de olhar para si mesmo”, disse Dilma, que defende a implementação de políticas que incentivem pontos de cultura e que explorem criatividade e capacidade do Brasil.

Para a presidenta, é importante combinar os pontos de cultura com políticas que dizem respeito ao estímulo da produção cultural, como o Brasil de Todas as Telas, que beneficia o setor audiovisual. Com o programa, as TVs a cabo passaram a ter cota mínima para comprar e divulgar a produção nacional. “Há também ações de incentivo à recuperação de cinemas, dos locais de projeção de filmes no interior do País, que tinham praticamente desparecidos. Essa ação é importante não apenas para a projeção de filmes, mas para o convívio da população, que pode usar o espaço para várias atividades culturais”, disse Dilma.

Outra importante aposta do Governo Federal no âmbito da Cultura, foi a criação do PAC Cidades Históricas, que propicia a recuperação de construções com importância histórica no País, como, por exemplo, a Igreja do Bonfim, na Bahia. “Foram R$ 200 milhões investidos só em Salvador dentro dessa linha. O turismo religioso é importante para o Brasil, como o santuário da Irmã Dulce, que atrai milhões de fiéis que reconhecem nela um exemplo e padrão de moralidade, dedicação aos pobres e fraternidade, valores que queremos ver cultivados na sociedade brasileira”, exaltou a presidenta.

Leia +

Eleições 2014 | Durante entrevista, Dilma Rousseff declara: “o governador Jaques Wagner foi uma pessoa que deu muita força para conquistar realizações”

Eleições 2014 | Na Bahia, em oposição ao discurso xenofóbico de FHC, Dilma Rousseff fala em diversidade como valor cultual do povo brasileiro

Eleições 2014 | Na Bahia, Dilma Rousseff declara: “sempre lutamos pelas conquistas, mas é absolutamente necessário que se lute por mais oportunidades”

Eleições 2014 | Dilma Rousseff visita Salvador e agradece aos baianos por ter recebido 61,44% dos votos

Eleições 2014 | Confira a íntegra do discurso da presidenta Dilma Rousseff, em Salvador

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108726 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]