Eleições 2014 | Dilma Rousseff é reeleita presidente da república

Dilma Rousseff durante pronunciamento após resultado das eleições 2014.
Dilma Rousseff durante pronunciamento após resultado das eleições 2014.
Dilma Rousseff durante pronunciamento após resultado das eleições 2014.
Dilma Rousseff durante pronunciamento após resultado das eleições 2014.

Com 54.501.118 (51,64%) dos votos válidos, a presidente Dilma Rousseff (PT) foi reeleita neste domingo (26/10/2014) para governar o Brasil pelos próximos quatro anos. Na eleição mais equilibrada desde que os brasileiros voltaram às urnas após a Constituição de 1988. A diferença para o concorrente Aécio Neves (PSDB) foi de cerca de 3%. Aécio Neves (PSDB) obteve 51.041.155 (48,36%).

A apertada vitória dá uma ideia dos desafios que estão por vir nos próximos quatro anos. A campanha presidencial de 2014 chegou ao fim confirmando a polarização PT x PSDB, que vem se repetindo desde 1994, quando Fernando Henrique Cardoso se elegeu pela primeira vez para chefiar o governo brasileiro.

Além de superar essa intensa rivalidade – que ganhou contornos ainda mais fortes nas redes sociais – a presidente terá que lidar com dissidentes de partidos aliados que, ao longo da campanha optaram por apoiar seus concorrentes Marina Silva e Aécio Neves.

Também será um desafio à presidente calar os adversários que, durante toda a campanha eleitoral, criticaram insistentemente o baixo nível de crescimento econômico do país, a elevação do custo de vida causada pela inflação acima do teto da meta, o aparelhamento do Estado pelo PT e a corrupção, evidenciada em denúncias de desvios de recursos da Petrobras divulgadas pela imprensa nos últimos meses.

‘Coração valente’

Primeira mulher a se tornar Presidente da República do Brasil, Dilma Vana Rousseff nasceu em 14 de dezembro de 1947, na cidade de Belo Horizonte (MG). Iniciou sua militância política aos 16 anos e ingressou na luta armada contra a ditadura militar. Foi presa em 1970, no presídio Tiradentes na capital paulista, por quase três anos e submetida à tortura. A oposição à ditadura foi explorada pelo marketing político da candidata, que a apelidou de “Dilma Coração Valente”, denominação que caiu no gosto de sua militância e apoiadores.

Nas eleições de 1989, Dilma Rousseff trabalhou para a campanha de Leonel Brizola ao Planalto e só no segundo turno foi às ruas pedir votos a Lula. Nos anos 90, fez doutorado em Economia e foi Secretária de Energia do governo do Rio Grande do Sul.

Em 2002, Dilma convidada a participar da equipe de transição entre os governos de Fernando Henrique Cardoso (1995-2002) e Lula (2003-2010) e ganhou destaque na equipe responsável por formular o plano do governo na área energética. Foi convidada então a ocupar a pasta de Minas e Energia em 2003. Permaneceu no cargo até 2005, quando substituiu José Dirceu, atingido pelo escândalo do mensalão, na Casa Civil.

Em 2009, revelou que se submetera a tratamento contra um linfoma descoberto em exame de rotina. Após sessões de radioterapia e quimioterapia, anunciou que estava curada do câncer. Meses depois, teve sua candidatura à Presidência oficializada pelo PT.

Dilma comandou uma extensa campanha pelo País, tendo Lula como seu principal cabo eleitoral. Viu a disputa ser levada ao segundo turno em meio a denúncias envolvendo Erenice Guerra, sua antiga auxiliar e então ministra da Casa Civil. Na segunda etapa da votação, Dilma confirmou seu favoritismo e se tornou a primeira presidente mulher do Brasil, com quase 56 milhões de votos.

Resultado do segundo turno da Eleição 2014 para Presidente da República

1º Dilma Rousseff (PT) recebeu 54.501.118 (51,64%) votos, através da coligação PT, PMDB, PSD, PP, PR, PROS, PDT, PC do B, PRB.

Dilma Rousseff foi reeleita presidente da república tendo como vice-presidente da república Michel Temer (PMDB), em 26 de outubro de 2014.

2º Aécio Neves (PSDB) recebeu 51.041.155 (48,36%) votos, através da coligação PSDB, PMN, SD, DEM, PEN, PTN, PTB, PTC e PT do B.

Seções: 428.894

Eleitorado total do Brasil: 142.822.046

Votos apurados: 142.821.358 (99,99%)

Abstenção: 30.137.479 (21,10%)

Comparecimento: 112.683.879 (78,90%)

Votos: 112.683.879

Votos em branco: 1.921.819 (1,71%)

Votos nulos: 5.219.787 (4,63%)

Votos nominais: 105.542.273 (93,66%)

Votos válidos: 105.542.273 (93,66%)

*Não foram apurados 688 votos (0,01%).

Com informações da Agência Câmara.

Leia + sobre resultado da eleição

Eleições 2014 | Dilma Rousseff é reeleita presidente da república

Eleições 2014 | Reeleita, Dilma Rousseff promete reforma política e combate à corrupção

Com base menor, novo governo Dilma Rousseff ficará mais dependente de outros partidos

Eleições 2014 | Dilma Rousseff vence em 15 estados; Aécio Neves é o mais votado em dez

Eleições 2014 | Dilma Rousseff vence no Norte e Nordeste; Aécio Neves fica na frente nas outras regiões

Baixe relatórios do TSE sobre resultado da eleição

Eleições 2014 – Brasil – Resultado final da votação de 2º turno para presidente

Eleições 2014 – Brasil – Resultado final da votação de 1º turno para presidente

Eleições 2014 – Resultado final da votação de 1º turno para presidente no estado da Bahia

Eleições 2014 – Resultado final da votação de 1º turno para presidente no município de Feira de Santana

Leia + sobre pesquisas

Eleições 2014 | Pesquisa Vox Populi: Dilma Rousseff pontua com 54% dos votos válidos; Aécio Neves, 46%

Eleições 2014 | Pesquisa Datafolha: Dilma Rousseff pontua com 52% e Aécio Neves, 48% dos votos válidos

Eleições 2014 | Pesquisa Ibope: Dilma Rousseff apresenta 53% das intenções de votos e Aécio Neves, 47%

Eleições 2014 | Pesquisa CNT/MDA: Aécio Neves inverte queda, volta a subir e passa à frente de Dilma Rousseff

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 109707 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]