X Encontro de Economia Baiana reúne economistas de diversas instituições do Brasil

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Cartaz do X Encontro de Economia Baiana.
Cartaz do X Encontro de Economia Baiana.
Cartaz do X Encontro de Economia Baiana.
Cartaz do X Encontro de Economia Baiana.

Com o tema Planejamento e Estratégias de Desenvolvimento – Homenagem ao Centenário de Rômulo Almeida, o X Encontro de Economia Baiana reúne especialistas, nos dias 18 e 19 de setembro de 2014, para debater caminhos para o planejamento no estado e no país. O encontro acontece no Gran Hotel Stella Maris (R. Prof. Felipe Tiago Gomes, 5, Stella Maris, Salvador – BA). A programação completa do evento está disponível no endereço: www.eeb.sei.ba.gov.br/programacao.

A abertura do X EEB será realizada pelo economista por Wilson Cano, professor do Instituto de Economia da Unicamp, que vai falar sobre Planejamento e Estratégias de Desenvolvimento, dia 18, às 10h. Wilson Cano é doutor em Ciências Econômicas, membro vitalício do conselho curador da Fundação Economia de Campinas e consultor da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Tem experiência na área de Economia, com ênfase em Desenvolvimento Econômico, Economia Brasileira, Economia Latino-americana e Economia Regional, tendo publicado diversos livros e artigos nessas áreas.

Nesta décima edição, o EEB inaugura o Fórum de Tendências, um fórum empresarial que abrirá espaço para uma discussão entre representantes do setor privado sobre a economia baiana, as tendências e desafios dos setores. Os empresários Zenilton Mira (CBPR), Luciano Candemil (Austral Logística) e João Ramos (Grupo Limiar) vão falar sobre a experiência dos seus negócios, dia 18, às 17h.

A programação do X EEB traz a mesa redonda Rômulo Almeida e o Desenvolvimento Brasileiro e Baiano, uma homenagem ao centenário do economista baiano, que acontece no dia 19, às 10h15. Participam desta conversa Eduardo Almeida (Sítio Tapera), Fernando Pedrão (UFBA) e Ihering Alcoforado (UFBA). Os debatedores devem resgatar e atualizar as contribuições de Rômulo Almeida para o planejamento e o desenvolvimento.

Na palestra de encerramento, Carlos Henrique Horn, economista da UFRGS e presidente da ABDE e do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), vai falar sobre Dilemas do financiamento do desenvolvimento e o sistema de fomento brasileiro, dia 19 às 15h45. A palestra antecede a cerimônia de premiação dos melhores artigos em cada uma das quatro áreas do encontro, bem como o coquetel de lançamento das publicações Desenbahia, Panorama das Contas Públicas e Agronegócio & agriculturas familiares (Ufba).

LANÇAMENTOS

Três revistas serão lançadas no encerramento do X Encontro de Economia Baiana, dia 19, às 18h, no Gran Hotel Stella Maris (Salvador). Um coquetel irá marcar os lançamentos da revista Desenbahia, que nesta edição traz homenagem ao centenário de Rômulo Almeida, da revista da SEI Panorama das Contas Públicas e da publicação Agronegócio & agriculturas familiares: crítica do discurso único para dois Brasis, da Ufba.

Revista Desenbahia faz homenagem a Rômulo Almeida

A Revista Desenbahia, publicação semestral da Agência de Fomento do Estado da Bahia, chega ao seu décimo ano consecutivo trazendo uma homenagem ao centenário de Rômulo Almeida. Esta é 20ª edição da revista, que tem por objetivo estimular a pesquisa nas universidades do Brasil. A publicação contempla dois artigos sobre a atuação e o pensamento de Rômulo Almeida. O artigo “Rômulo Almeida: Banco do Nordeste do Brasil e a Comissão de Planejamento Econômico na Bahia” evidencia sua contribuição ao idealizar, conceber e participar da implementação do BNB. O artigo “Pensando, Planejando e Executando o Desenvolvimento: Rômulo Almeida, da Bahia para a Nação e de volta para a Bahia” tem um caráter mais descritivo da trajetória do economista baiano.

Constam ainda da publicação artigos sobre financiamento do desenvolvimento, o papel do crédito na economia, crescimento econômico e mercado de crédito, além do setor rural. Há ainda artigos que abordam a economia baiana, como o setor de serviços em Guanambi, a economia regional, como o trabalho de adolescentes no Nordeste, e um estudo sobre impactos econômicos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) na Bahia.

Agronegócio e agricultura familiar é tema de publicação da Ufba

Vitor de Athayde Couto, Marc Dufumier e Livia Liberato de Matos Reis são os autores da publicação “Agronegócio & agriculturas familiares: crítica do discurso único para dois Brasis”, lançamento da Universidade Federal da Bahia. O livro aborda a temática da desigualdade nos três vieses: crédito, tecnologia e território. Na primeira seção, Desigualdade Regional, procura-se demonstrar a desigualdade de resultados das políticas públicas, particularmente aquelas voltadas para o combate à desigualdade, como é o caso da política creditícia de apoio a uma agricultura familiar, tão suposta quanto abstrata. Em seguida, Marc Dufumier discute a desigualdade tecnológica entre agricultores desigualmente equipados, destacando a importância das agroecologias para o futuro da humanidade. Desigualdade territorial: na terceira, Reis analisa a desigualdade territorial, particularmente grupos de produtores de produtos georreferenciados, protegidos em seus territórios reconhecidos oficialmente pela política de Indicação Geográfica (IG).

Revista Panorama das Contas Públicas aborda finanças públicas

A próxima edição da revista Panorama das Contas Públicas (SEI), a ser lançada no X EEB, tem como objetivo auxiliar o debate no campo da microeconomia, com cinco artigos na área de economia do setor público. No primeiro, o tema é a Lei Complementar nº 101/2000, conhecida como Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e sua inserção nos mecanismos de planejamen­to econômico do Brasil. O segundo faz uma análise sobre a dependência econômica das transferên­cias intergovernamentais nos municípios da microrregião Ilhéus-Itabuna (BA), procurando detalhar a capacidade de arrecadação própria desses municípios. O terceiro artigo utiliza o Índice de Desenvol­vimento Socioeconômico Simplificado (IDSES) com o intuito de analisar o nível de desenvolvimento baiano, procurando destacar os pontos estratégicos para orientação de políticas públicas no estado. Com o objetivo de avaliar a dinâmica socioeconômica do município de Planalto (BA), o quarto artigo faz uma análise sobre a relação existente entre as principais receitas do município e aquelas advindas do Programa Bolsa Família (PBF). Por fim, o último artigo estuda o Programa Luz Para Todos (PLPT) e sua eficácia para acabar com a exclusão elétrica, bem como faz uma avaliação dos seus impactos no Território do Velho Chico (TVC), localizado no semiárido baiano. Além de preencher uma lacuna sobre a discussão de finanças públicas em aspectos micro, a publicação traz reflexões sobre o papel estratégico da gestão governa­mental.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113800 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]