Ministério Público vai dar prosseguimento às investigações da Operação Lava Jato

Rodrigo Janot discutiu com integrantes do Ministério Público medidas para garantir o prosseguimento das investigações da Operação Lava Jato.
Rodrigo Janot discutiu com integrantes do Ministério Público medidas para garantir o prosseguimento das investigações da Operação Lava Jato.
Rodrigo Janot discutiu com integrantes do Ministério Público medidas para garantir o prosseguimento das investigações da Operação Lava Jato.
Rodrigo Janot discutiu com integrantes do Ministério Público medidas para garantir o prosseguimento das investigações da Operação Lava Jato.

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, discutiu ontem (08/09/2014) com integrantes do Ministério Público medidas para garantir o prosseguimento das investigações da Operação Lava Jato após a divulgação do depoimento em que o ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa, cita nomes de políticos que receberam propina no suposto esquema. Em maio, Janot criou uma força-tarefa para auxiliar nas investigações.

De acordo com nota divulgada à imprensa, durante a reunião foram “avaliadas medidas para garantir a efetividade das investigações”. Os nomes de políticos citados pelo ex-diretor foram divulgados no sábado (6) pela revista Veja.

O procurador também declarou, por meio de nota, que não vai se manifestar sobre a divulgação dos nomes. Segundo Janot, o Ministério Público vai continuar a investigação de forma imparcial e respeitando a presunção de inocência dos envolvidos.

A presidenta Dilma Rousseff disse hoje que pretende pedir à Procuradoria-Geral da República informações sobre as denúncias de que integrantes do governo foram citados pelo ex-diretor da Petrobras.

Dilma pede acesso a detalhes de denúncias do ex-diretor da Petrobras

A presidenta Dilma Rousseff quer ter acesso a detalhes das denúncias de que integrantes do governo foram citados pelo ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa, em depoimento prestado na Polícia Federal (PF). Domingo (7), a presidenta pediu que o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, solicitasse informações oficiais sobre as declarações de Costa, que foi preso na Operação Lava Jato, da PF, e é acusado de receber propina.

“Pedi ao José Eduardo que fizesse ofício à Polícia Federal perguntando se ela pode nos informar quem é funcionário do governo, agente político, enfim, quem é do Executivo que está envolvido nisso, para a gente poder tomar providência”, disse Dilma nesta tarde, em entrevista no Palácio da Alvorada.

Segundo a presidenta, a resposta não foi suficiente, nem definitiva e, por esse motivo, o próximo passo será pedir ao Ministério Público (MP). “Se o MP também não [puder nos passar os dados], nós vamos perguntar para o Supremo”, informou Dilma.

O envolvimento de políticos em um esquema de propina na Petrobras foi noticiado em reportagem da revista Veja desta semana, segundo a qual o ex-diretor da estatal citou nomes de parlamentares, de um ministro e de ex-governadores com participação em um esquema irregular de negócios da petrolífera com outras empresas. De acordo com a revista, Costa fez um acordo de delação premiada com a PF, que permite a redução da pena para quem colabora com as investigações.

“[Sobre] o problema dentro da Petrobras, nós estamos sabendo que está sendo investigado”, disse a presidenta. “Agora falaram que tem um problema no governo. Eu quero saber quem, como, quando, onde e que problema, porque aí eu posso tomar as medidas cabíveis”, ressaltou Dilma.

Ela evitou comentar nomes de pessoas incluídas na denúncia de Costa, argumentando que precisa saber se eles estão citados “de fato no processo”. A presidenta disse que a revista “não dá provas, não diz fatos”. “Eu não quero ‘dizem’, quero fatos e comprovações”, explicou.

Dilma destacou que não pretende atrapalhar as investigações e lembrou que o próprio vazamento do depoimento pode causar anulação do processo. “Eu quero, sem prejuízo da investigação, que me digam. [..] não é [algo] trivial, é [sobre] o governo brasileiro. Então tem de avisar para a gente. Tem de dizer: ‘olha, estou investigando, e o indício é esse’. Se quiser que a gente não fale, a gente não fala. Mas a gente toma providência”, afirmou.

*Com informações da Agência Brasil.

Leia +

MP vai dar prosseguimento às investigações da Operação Lava Jato, garante Janot

Operação Lava Jato | Ministro Gilberto Carvalho diz que denúncias são “boataria” e têm caráter eleitoreiro

Operação Lava Jato | Presidenta Dilma Rousseff defende reforma política e apuração de denúncias envolvendo a Petrobras

Operação Lava Jato | “Organização criminosa atuava dentro da Petrobras”, afirma senador Aécio Neves

Revista Veja publica reportagem que revela um dos maiores casos de corrupção do país, envolvendo Petrobras, empresas privadas, partidos políticos, governadores, senadores e deputados

Operação Lava Jato | Relator espera votar até outubro processo contra deputado federal Luiz Argôlo

Operação Lava Jato | Contadora divulga aúdio em que advogado do deputado Luiz Argôlo oferece dinheiro por silêncio

Operação Lava Jato | Ex-contadora de Youssef nega chantagem contra deputado Luiz Argôlo

Operação Lava Jato | Empresário do sul da Bahia diz estranhar acusações contra deputado Luiz Argôlo

Operação Lava Jato | Deputado federal Luiz Argôlo nega denúncias em depoimento ao Conselho de Ética

Corrupção na República | Ex-contadora afirma que deputado federal Luiz Argôlo recebeu mais de R$ 1 milhão de Alberto Youssef

Conselho de Ética ouve testemunha de defesa do deputado federal Luiz Argôlo

Conselho de Ética aprova continuidade de processo contra deputado federal Luiz Argôlo

Conselho de Ética adia votação de parecer contra deputado baiano Luiz Argôlo

Câmara Federal inicia processo de cassação do mandato do deputado baiano Luiz Argôlo

Mesa Diretora aprova abertura de processo contra o deputado federal Luiz Argôlo no Conselho de Ética

Juiz Federal diz que investigações envolvendo o doleiro Alberto Youssef não indicavam a presença de políticos com foro especial

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 106827 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]