“Incêndio em fábrica de sofá, em distrito de Feira de Santana, quase se transforma em tragédia”, denuncia deputado Carlos Geilson

Carlos Geilson critica pouca estrutura do Corpo de Bombeiros de Feira de Santana.
Carlos Geilson critica pouca estrutura do Corpo de Bombeiros de Feira de Santana.
Carlos Geilson critica pouca estrutura do Corpo de Bombeiros de Feira de Santana.
Carlos Geilson critica pouca estrutura do Corpo de Bombeiros de Feira de Santana.

Um incêndio atingiu uma fábrica de sofá, no distrito de Bonfim de Feira, em Feira de Santana, nesta quinta-feira (18/09/2014). E com as chamas foram reacendidos também os problemas que os feirenses enfrentam com a falta de aparelhamento do Corpo de Bombeiros. A brigada além de ter demorado de chegar até o local, enfrentou problemas estruturais para apagar o fogo.

De acordo com o deputado estadual Carlos Geilson (PTN), que esteve presente no local, se não fosse a ajuda popular o fogo não teria sido cessado. “Presenciei um ato de bravura dos moradores do Bonfim de Feira. Dezenas de moradores pegaram baldes e recipientes para controlar as chamas e, também ajudaram a retirar as mercadorias de dentro da fábrica”, contou o parlamentar.

Geilson, que já fez vários discursos pedindo o aparelhamento do Corpo de Bombeiros de Feira, lembrou que a Princesa do Sertão comemora 181 anos na data de hoje. “Feira comemora aniversário neste 18 de setembro e, é esse o presente que ganhamos do governo do estado. Já fiz inúmeros discursos alertando ao governo sobre a precariedade na estrutura do Corpo de Bombeiros da cidade, mas até agora nada fizeram. Esse não é o primeiro incêndio que acontece aqui, nem o primeiro que os bombeiros enfrentam dificuldades em realizar seu trabalho de forma digna”, criticou o deputado.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108297 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]