FilteBahia 2014 promove arte cênica latino-americana

Cena do espetáculo "Morro como um país" da Companhia Kiwi.
Cena do espetáculo "Morro como um país" da Companhia Kiwi.
Cena do espetáculo "Morro como um país" da Companhia Kiwi.
Cena do espetáculo “Morro como um país” da Companhia Kiwi.

Pelo sétimo ano consecutivo, o Festival Latino-Americano de Teatro da Bahia – FilteBahia 2014 vai movimentar a cena cultural baiana, de 11 a 21 de setembro de 2014. Com o slogan Foco nas Fronteiras, o FilteBahia insere a Bahia na rota dos grandes festivais internacionais de teatro. Nesta edição serão 38 apresentações entre espetáculos, performances e instalações de grupos teatrais e artistas locais, nacionais e internacionais. O Festival percorrerá espaços como os teatros Castro Alves e Vila Velha, Espaço Cultural Barroquinha, Mosteiro de São Bento e cidades como Ilhéus, Itabuna e Buerarema. Além da mostra de espetáculos, a programação traz ainda vivências artísticas, intervenções, cursos e demonstrações de trabalho. O Festival vai contar com atrações do Chile, Uruguai, México e Colômbia e produções da Bahia, São Paulo, Ceará e Minas Gerais. “Este encontro pretende gerar um debate sobre as fronteiras que demarcam e definem os segmentos artísticos (teatro, dança, etc), fronteiras nas quais podemos encontrar espaços liminares onde estas artes podem se entrecruzar, sendo a performance o exercício artístico ideal para o convívio destas fronteiras”, define o diretor teatral Luis Alonso, idealizador e organizador do Festival. A programação completa pode ser conferida no site www.filte.com.br.

Desde a sua primeira edição, em 2008, o FilteBahia tem como proposta promover as artes cênicas dos países latino-americanos, fortalecer o teatro de grupo, estimular a formação de plateia e flexibilizar o acesso do público ao teatro, com ingressos a preços populares. Alonso acredita que a interação entre os grupos teatrais incentiva o amadurecimento das artes cênicas. “Não ficamos limitados aos espetáculos, promovemos o intercâmbio, o diálogo e a troca de experiências por meio de ações de formação e outras atividades”, destaca.

Para abrir os caminhos, o espetáculo Exu – A Boca do Universo, montagem do Núcleo Afro Brasileiro de Teatro de Alagoinhas (Nata), vai abrir oficialmente o FilteBahia 2014 no dia 12, às 21 horas, no Teatro Castro Alves. “Exu – a boca do universo” é um espetáculo de celebração à vida. A peça narra, sem compromisso cronológico, momentos em que Exu se mostra diferente daquilo que tanto se pregou na cultura ocidental, sobre o orixá que rege a comunicação e a liberdade no candomblé. Optando por uma dramaturgia músico-poética, pela encenação em um espaço aberto e por atores que se personificam sobre as diversas concepções do orixá Exu, o humano e o divino se entrelaçam na celebração à condição de estar vivo. Exu, em suas várias facetas, se mostra no espetáculo como alguém que valoriza o movimento da vida, do falar ao agir, do pensar ao sentir.

Outro destaque na programação da sétima edição do Festival é a peça Tríptico Samuel Beckett com a atriz Nathalia Timberg e a Companhia Club Noir (SP). A montagem sintetiza a obra de um dos maiores escritores do século XX: o irlandês Samuel Beckett, vencedor do Prêmio Nobel de Literatura. Com direção de Roberto Alvim, promove uma jornada pelas principais questões abordadas pelo autor. As atrizes Nathalia Timberg, Juliana Galdino e Paula Spinelli estão em cena interpretando uma mesma mulher em três idades de sua vida (infância, maturidade e velhice). Esta mulher personifica toda a humanidade, com suas dores, perplexidades, medos, fragilidades e anseios.

Foco nas Fronteiras

Além da mostra de espetáculos de artes cênicas, o evento inova ao trazer para o público quatro seções, inseridas na programação do Festival, denominadas de Focos, que incluem debates, vivências artística e intervenções.

·     Foco nas Fronteiras – Centrar em diversos segmentos relacionados com as artes da intervenção e aperformance art, sendo o teatro um meio para discussão e debate social;

·         Foco nas Vivências – Promover o encontros entre os criadores e o público interessado, por meio de vivências, através de inscrições online;

·        Foco nas Produções – Provocar a discussão sobre os trabalhos apresentados um dia após a primeira apresentação, em forma de debate e bate-papo com artistas;

·          Foco no Interior – Expandir o festival, como ocorre a cada edição, por cidades do interior da Bahia.

Organizado pelo Oco Teatro Laboratório, com a produção e realização da Carranca Produções Artísticas e Aude Produções, o Festival conta com o apoio do Fundo de Cultura da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia.

Serviço:

O que: FilteBahia 2014 – Foco nas Fronteiras
Data: de 11 a 21 de setembro de 2014
Locais: Teatro Vila Velha, Teatro Castro Alves, Espaço Cultural Barroquinha, Mosteiro de São Bento e nas cidades de Ilhéus, Itabuna e Buerarema
Ingressos: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia) nas bilheterias dos teatros
Informações: A programação completa pode ser conferida no site www.filte.com.br

FilteBahia promove arte cênica latino-americana 

Festival traz para Salvador e interior espetáculos nacionais e internacionais com ingressos a preços populares

Pelo sétimo ano consecutivo, o Festival Latino-Americano de Teatro da Bahia – FilteBahia 2014 vai movimentar a cena cultural baiana, de 11 a 21 de setembro. Com o slogan Foco nas Fronteiras, o FilteBahia insere a Bahia na rota dos grandes festivais internacionais de teatro. Nesta edição serão 38 apresentações entre espetáculos, performances e instalações de grupos teatrais e artistas locais, nacionais e internacionais. O Festival percorrerá espaços como os teatros Castro Alves e Vila Velha, Espaço Cultural Barroquinha, Mosteiro de São Bento e cidades como Ilhéus, Itabuna e Buerarema. Além da mostra de espetáculos, a programação traz ainda vivências artísticas, intervenções, cursos e demonstrações de trabalho. O Festival vai contar com atrações do Chile, Uruguai, México e Colômbia e produções da Bahia, São Paulo, Ceará e Minas Gerais. “Este encontro pretende gerar um debate sobre as fronteiras que demarcam e definem os segmentos artísticos (teatro, dança, etc), fronteiras nas quais podemos encontrar espaços liminares onde estas artes podem se entrecruzar, sendo a performance o exercício artístico ideal para o convívio destas fronteiras”, define o diretor teatral Luis Alonso, idealizador e organizador do Festival. A programação completa pode ser conferida no site www.filte.com.br.

Desde a sua primeira edição, em 2008, o FilteBahia tem como proposta promover as artes cênicas dos países latino-americanos, fortalecer o teatro de grupo, estimular a formação de plateia e flexibilizar o acesso do público ao teatro, com ingressos a preços populares. Alonso acredita que a interação entre os grupos teatrais incentiva o amadurecimento das artes cênicas. “Não ficamos limitados aos espetáculos, promovemos o intercâmbio, o diálogo e a troca de experiências por meio de ações de formação e outras atividades”, destaca.

Para abrir os caminhos, o espetáculo Exu – A Boca do Universo, montagem do Núcleo Afro Brasileiro de Teatro de Alagoinhas (Nata), vai abrir oficialmente o FilteBahia 2014 no dia 12, às 21 horas, no Teatro Castro Alves. “Exu – a boca do universo” é um espetáculo de celebração à vida. A peça narra, sem compromisso cronológico, momentos em que Exu se mostra diferente daquilo que tanto se pregou na cultura ocidental, sobre o orixá que rege a comunicação e a liberdade no candomblé. Optando por uma dramaturgia músico-poética, pela encenação em um espaço aberto e por atores que se personificam sobre as diversas concepções do orixá Exu, o humano e o divino se entrelaçam na celebração à condição de estar vivo. Exu, em suas várias facetas, se mostra no espetáculo como alguém que valoriza o movimento da vida, do falar ao agir, do pensar ao sentir.

Outro destaque na programação da sétima edição do Festival é a peça Tríptico Samuel Beckett com a atriz Nathalia Timberg e a Companhia Club Noir (SP). A montagem sintetiza a obra de um dos maiores escritores do século XX: o irlandês Samuel Beckett, vencedor do Prêmio Nobel de Literatura. Com direção de Roberto Alvim, promove uma jornada pelas principais questões abordadas pelo autor. As atrizes Nathalia Timberg, Juliana Galdino e Paula Spinelli estão em cena interpretando uma mesma mulher em três idades de sua vida (infância, maturidade e velhice). Esta mulher personifica toda a humanidade, com suas dores, perplexidades, medos, fragilidades e anseios.

Foco nas Fronteiras

Além da mostra de espetáculos de artes cênicas, o evento inova ao trazer para o público quatro seções, inseridas na programação do Festival, denominadas de Focos, que incluem debates, vivências artística e intervenções.

·Foco nas Fronteiras – Centrar em diversos segmentos relacionados com as artes da intervenção e aperformance art, sendo o teatro um meio para discussão e debate social;

·Foco nas Vivências – Promover o encontros entre os criadores e o público interessado, por meio de vivências, através de inscrições online;

·Foco nas Produções – Provocar a discussão sobre os trabalhos apresentados um dia após a primeira apresentação, em forma de debate e bate-papo com artistas;

·Foco no Interior – Expandir o festival, como ocorre a cada edição, por cidades do interior da Bahia.

Organizado pelo Oco Teatro Laboratório, com a produção e realização da Carranca Produções Artísticas e Aude Produções, o Festival conta com o apoio do Fundo de Cultura da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia.

Serviço:

O que: FilteBahia 2014 – Foco nas Fronteiras
Data: de 11 a 21 de setembro de 2014
Locais: Teatro Vila Velha, Teatro Castro Alves, Espaço Cultural Barroquinha, Mosteiro de São Bento e nas cidades de Ilhéus, Itabuna e Buerarema
Ingressos: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia) nas bilheterias dos teatros
Informações: A programação completa pode ser conferida no site www.filte.com.br

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 120796 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.